ÁGUA BOA

Agronegócio

ALGODÃO/CEPEA: Altas externas e restrição vendedora elevam preços

Publicado em

Agronegócio


Cepea, 21/7/2021 – Os preços do algodão seguem em alta no Brasil, influenciados pelos aumentos externos (paridade de exportação, Índice Cotlook A e taxa de câmbio) e pela restrição de vendedores no mercado doméstico – de acordo com colaboradores do Cepea, os agentes continuam atentos à colheita da nova temporada e ao cumprimento de contratos. Além disso, os estoques da temporada anterior são considerados baixos, com maior disponibilidade de produto de qualidade inferior, o que dificulta as negociações. Entretanto, indústrias brasileiras estiveram mais ativas nos últimos dias, elevando os valores ofertados pela pluma, na tentativa de atrair vendedores ao mercado spot. Nesse cenário, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, fechou a R$ 5,0826/lp nessa terça-feira, 21, alta de 0,82% frente ao fechamento do dia 13. Na parcial do mês (até o dia 20), o aumento é de 8,34%. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CNA promove capacitação e ações de promoção comercial para inserção no mercado chinês
Propaganda

Agronegócio

Em São José do Xingu Armazém não comporta produção e 320 mil sacas de milho ficam para fora

Publicados

em

Foto: Reprodução/video

Um vídeo mostra um armazém abarrotado, com milhares de toneladas de milho espalhados ao redor do equipamento. As imagens são de São José de Xingu (MT), município próximo a Porto Alegre do Norte, no nordeste mato-grossense, e circulou em grupos de redes sociais entre os produtores, sindicato rural e Secretaria da Agricultura locais nesta terça-feira, 3.

Terminada no último dia 29, a colheita do milho safrinha na Fazenda Pesa Três rendeu cerca de 20% a mais do que na temporada de 2019/2020. No total, os produtores colheram 520 mil sacas em quatro mil hectares (área com 900 ha a mais do que na safra passada). “Nós tivemos uma safra muito boa, mesmo diante de tantos problemas com o clima. Nosso silo não comportou tudo, então tivemos que botar no chão”, conta a proprietária rural Valquíria Abreu.

Em vídeo, o registro dos grãos para fora do silo chama a atenção. Confira abaixo:

Valquíria calcula que 320 mil sacas ficaram do lado de fora — o silo tem capacidade para armazenar 200 mil sacas. “Já começamos a construção de mais dois silos para o ano que vem”, diz. O investimento nos dois novos armazéns é de algo entre R$ 9 milhões, segundo a produtora. “Para a próxima safra de soja, já vai estar tudo certinho”, acrescenta. A previsão é de que os armazéns fiquem prontos em setembro.

Leia Também:  Lançado Programa de Integridade do Senar/MS e Sistema Famasul

A safra de soja de 2021/2022, na Fazenda Pesa Três, deve ocupar 4,6 mil hectares: acréscimo de 600 hectares sobre a área atual (a mesma ocupada, em seguida, pelo milho de inverno). A produtividade cresceu para 152 sacas por hectares em 2020/2021, antes 150 sacas/ha na temporada anterior. “Estamos mexendo com lavoura desde 2014 e temos obtidos bons resultados”, afirma Valquíria.

Olho no Araguaia – Redação Repórter Agro com Canal Rural

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA