ÁGUA BOA

Agronegócio

Aliança Agroeconômica divulga relatório do 2º trimestre de 2021

Publicado em

Agronegócio


A Aliança Agroeconômica, grupo formado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), responsável em desenvolver ações de pesquisas e estudos na região Centro-Oeste do país, divulgou o relatório do 2º trimestre de 2021. O grupo se reuniu no dia 20 de julho por videoconferência, cumprindo todos os protocolos de segurança e prevenção à Covid-19.  

De acordo com a coordenadora de Desenvolvimento Regional do Imea, Vanessa Gasch, o material é voltado para auxiliar o produtor rural nas tomadas de decisão e atender demandas específicas do setor produtivo rural.

O relatório traz como destaque os resultados do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) da safra 20/21, e os novos valores do Plano Safra 21/22. No PAP 20/21 o Centro-Oeste registrou 28,2% de participação nacional nas contratações de crédito rural, sendo o Mato Grosso o maior demandante de recursos. Para o PAP 21/22, conforme o Governo Federal, foram programados R$ 251,2 bilhões para uso dos produtores, alta de 6,3% ante a safra anterior.

Leia Também:  Sistema CNA/Senar apresenta projeto-piloto de Telemedicina para produtores do Agronordeste

O relatório trouxe ainda as novas estimativas para o milho na safra 2020/2021. O atraso na semeadura de milho, fez com que parte das áreas fossem semeadas fora da janela de cultivo do cereal. A falta de chuva afetou, sobretudo, nas fases de floração e enchimento de grãos, resultando em uma menor produtividade.

Em Mato Grosso é estimada baixa de 13,96% nos rendimentos na safra 20/21, comparado a safra 19/20, com perspectiva de colher 93,8 sc/ha, e produção de 32 milhões de toneladas, diminuição de 9,72% no mesmo período. Em Mato Grosso do Sul e em Goiás, a redução na produtividade pode ser ainda mais intensa, com perda de 26,45% e 25,33%, respectivamente, ante o ciclo 19/20.

A estimativa é que os três estados produzam juntos, na safra 20/21, 47,35 milhões de toneladas, queda de 15,64% ante a projeção anterior, e de 19,31% quando comparado com a safra 19/20.

O clima seco atinge os canaviais brasileiros, desde junho de 2020. Na região Centro-Oeste, por exemplo, houve uma redução de 1,6% ante a safra anterior da cana-de-açúcar, totalizando 137,5 milhões de toneladas.

Leia Também:  Feira Segura leva alimentos a 70 mil consumidores

O cenário futuro para a arroba do boi gordo aponta uma desvalorização, interrompendo uma trajetória de valorização consecutivas. Para dezembro deste ano é esperada que a arroba seja precificada em R$ 322,70.

O relatório traz ainda informações do Plano Agrícola, estáticas, custos de produção das principais cadeias, mercado interno e internacional e entre outros.

Aliança Agroeconômica – Formada em 2018, a partir de uma cooperação técnica entre CNA, Famasul, Imea e Ifag.

Acesse o relatório completo: https://www.imea.com.br/imea-site/relatorios-mercado-detalhe?c=5&s=20

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Projeto de equoterapia atende mais de 150 pessoas em Cuiabá

Publicados

em


O Sindicato Rural de Cuiabá e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) possibilitam o atendimento a mais de 150 pessoas no Programa de Equoterapia. A partir deste mês de julho, o benefício será ampliado para um número ainda maior. A Cavalaria da Polícia Militar de Mato Grosso, parceira no projeto, ampliou o uso da pista de equitação do Parque de Exposições Jonas Pinheiro.

De acordo com o comandante da Cavalaria, o tenente-coronel Walmir Barros Rocha, a ampliação dos atendimentos é possível devido ao grande número de parceiros no projeto. “O Senar-MT e o Sindicato Rural possuem um termo de cooperação conosco que permite subsidiar alguns dos praticantes do projeto. Além disso também fornecem contribuições que auxiliam na aquisição de materiais”, destaca.

Segundo a gerente do Sindicato Rural, Sandra Santana, além da Polícia Militar o Sindicato Rural conta com outras seis parcerias, desde instituições filantrópicas até órgãos públicos e ranchos. “Possuímos sete parceiros na capital e por meio deles mais de 150 pessoas são atendidas”.

Leia Também:  Muni Lourenço, presidente da FAEA, avalia como positivo o volume de recursos do Plano Safra do Banco da Amazônia

O Senar-MT apoia financeiramente instituições consolidadas que executam atendimentos gratuitos para a população carente. Além disso, fornece um kit de equoterapia para novos parceiros composto de seis mantas, três selas australiana, seis capacetes hípicos e a capacitação para os parceiros.

EQUOTERAPIA – A equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência ou com necessidades especiais.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA