ÁGUA BOA

Agronegócio

CNA anuncia que produtor rural será atendido desde a produção até a comercialização

Publicado em

Agronegócio


Assistência Técnica e Gerencial, popularmente chamada de ATeG. Este foi um dos assuntos tratados nesta terça-feira (14.09), na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília. Realizado no sistema híbrido, o encontro teve a participação de presidentes, superintendentes e diretores das federações e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de cada estado.

O objetivo foi anunciar a nova fase da ATeG que é acompanhar o produtor na fase da comercialização do seu produto. “A ideia é atender o produtor rural desde a produção até a venda de seu produto”, destaca o presidente da Famato, Normando Corral. Ele diz ainda, que em Mato Grosso, o número de propriedades atendidas já passa de mil e a expectativa é chegar a duas mil até o fim deste ano.

O superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia acrescenta que pretende atender todos que procurarem a instituição para receber assistência técnica. Segundo ele, a meta de atender mil propriedades até dezembro de 2021 foi alcançada em maio, ou seja, sete meses antes do previsto.  

Para Chico a assistência técnica transforma a vida do homem do campo. “O conhecimento é o caminho para esta mudança. Atendemos as cadeias produtivas da fruticultura, olericultura, piscicultura, floricultura, bovinocultura de corte e de leite e já estamos preparados para atender várias outras áreas que têm sido solicitadas pelos produtores”.

Leia Também:  Primeiro ano de ATeG do AgroNordeste surpreende produtores de São Romão (MG)

COM A PALAVRA OS PRESIDENTES DOS SINDICATOS RURAIS

Araputanga –  presidente Maria das Dores de Souza, mais conhecida como Dorinha. “Estamos muito animados com a ATeG. Em nossa região o Senar-MT está atendendo os produtores de leite”.

São José dos Quatro Marcos – presidente Alessandro Casado. “Temos ATeG em São José dos Quatro Marcos e Porto Esperidião. Vemos a satisfação no olhar do produtor, porque a maior deficiência era a assistência técnica e agora eles estão entusiasmados com este suporte para produzir o alimento para a população”, destaca.

Itiquira – Roberto Montagna – “Os produtores assistidos pelo Senar-MT fizeram um curso para melhorar a qualidade do alimento ofertado para o gado. Temos casos em que a produção foi triplicada sem onerar nada, só porque mudaram o trato do animal e aplicaram o conhecimento”.

Porto dos Gaúchos – Milton Carlos Zolin –  “O Senar-MT por meio das atividades da ATeG auxilia o pequeno produtor rural a gerir sua propriedade e isso é muito importante em nossa região. O conhecimento é necessário porque ensina os produtores sobre as técnicas corretas, beneficiando assim, sua produção”.

Leia Também:  ARROZ/CEPEA: Com baixa liquidez, valores recuam

COMO FUNCIONA A ATeG – o objetivo da assistência técnica é atender os produtores rurais ofertando um modelo de gestão e operação que engloba todos os processos da atividade produtiva na propriedade de forma continuada e gradativa por três anos.

Com cinco etapas, o programa abrange todo o processo a ser aplicado no desenvolvimento da propriedade rural. No primeiro momento é feito um diagnóstico produtivo individualizado, depois vem o planejamento estratégico, a adequação tecnológica, capacitação profissional complementar e avaliação sistemática de resultados.

Os produtores recebem acompanhamento personalizado, gratuito, individual e mensal. Os profissionais que atendem os produtores são capacitados para atuarem na gestão, manejo, reprodução, sanidade, instalações e nutrição.

Com a implantação do programa há uma melhora na gestão da propriedade e nos indicadores produtivos, econômicos e zootécnicos. Além disso, é disponibilizado material de apoio e o acompanhamento mensal por um software específico (SISATeG) e a participação em eventos e cursos técnicos.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Sistema Faepa/Senar vai doar 200 toneladas de alimento a famílias rurais

Publicados

em


O Sistema Faepa/Senar Paraíba vai distribuir 200 toneladas de alimento para famílias rurais em situação de vulnerabilidade no estado. A ação integra o projeto Agro Fraterno, ação de solidariedade liderada por instituições ligadas ao agronegócio em todo país.

O lançamento da ação vai acontecer na próxima segunda-feira, 20, às 10h, na sede da Faepa e do Senar, no bairro de Jaguaribe, na capital, com a entrega simbólica de cestas básicas. Nesse primeiro momento, serão distribuídas 50 toneladas, equivalentes a aproximadamente 4.000 cestas.

“A principal tarefa do agricultor e do pecuarista é produzir alimento. Num momento tão crítico, quanto esse que nossa sociedade passa, o setor rural não poderia ficar alheio às famílias do campo que também foram muito impactadas pelas consequências sociais da pandemia. Por isso, lideramos essa ação de solidariedade”, defendeu o presidente do Sistema, Mário Borba.

Ao todo, serão entregues em torno de 13.100 cestas para produtores, trabalhadores rurais e seus familiares distribuídos em 50 municípios paraibanos. São cidades que contam com a atuação de Sindicatos Rurais, ligados à Faepa e responsáveis por identificar a população vulnerável da sua região.

Leia Também:  CEBOLA/CEPEA: Apesar da maior demanda, oferta elevada segue pressionando valores

Solidariedade – O Agro Fraterno é uma iniciativa da CNA/Senar, OCB e entidades ligadas ao Instituto Pensar Agropecuária (IPA) que, com o incentivo da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, tem o objetivo de auxiliar as famílias mais atingidas pela pandemia da Covid-19 em todo o país.

O Agro Fraterno no Brasil teve início no mês de junho de 2021. O movimento conta com participação voluntária de produtores, empresas e entidades ligadas ao setor. “O agro sabe de sua responsabilidade e assume o compromisso de defender os menos favorecidos nesse momento”, afirmou o presidente da CNA, João Martins.

As doações são livres e podem ser feitas com cestas de alimentos, com recursos ou com alimentos, de acordo com opção dos doadores. É necessário realizar o cadastro do doador ou do beneficiário no site: agrofraterno.com.br.

Serviço:
Lançamento do Agro Fraterno na Paraíba
Local: Sede da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba
Endereço: Rua Engenheiro Leonardo Arcoverde, 320 – Jaguaribe ()
Data e horário: 20/09 às 10h

Leia Também:  SOJA/CEPEA: Dólar sobe, e liquidez volta a crescer

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb
twitter.com/faepasenarpb
youtube.com/faepasenarpb
senarpb.com.br

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA