ÁGUA BOA

Agronegócio

CNA debate alternativas para aumentar produção e consumo de pescados

Publicado em

Agronegócio


Brasília (30/06/2021) – A Comissão Nacional de Aquicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu virtualmente, na quarta (30), para conhecer algumas iniciativas da Embrapa Pesca e Aquicultura voltadas para o setor produtivo.

O presidente da comissão, Eduardo Ono, destacou que a organização da cadeia produtiva é fundamental diante das características peculiares e da enorme diversidade de espécies de peixes, crustáceos, moluscos entre outros alimentos provenientes da aquicultura. 

“O objetivo é entregar aos consumidores finais alimentos com qualidade ainda melhor e fazer com que o brasileiro consuma mais pescados. Isso vai possibilitar ampliar a receita ao longo de todos os setores da cadeia produtiva. Para isso é necessário somar forças, implementar uma agenda de inovação e acessar as diversas fontes  de recursos para agregar na área da inovação e na área de promoção”, disse.

A chefe-geral da Embrapa Pesca e Aquicultura, Danielle Luiz, apresentou as estratégias da nova gestão da Embrapa com foco no setor produtivo e mostrou dados relacionados ao consumo de proteína animal.

Leia Também:  Produtos certificados com Selo Nacional da Agricultura Familiar crescem 900%

“A projeção para 2028 é que exista estabilidade no consumo de carne suína, de frango e de pescados. Observamos que há uma ampla margem para crescimento no mercado nacional, pois o consumo de pescado no país aumentou 22% de 2008 para 2018, em comparação com o consumo global de pescados, mas ainda há um déficit de 11 quilos por habitante/ano”, destacou Danielle.

Outros temas abordados pelos pesquisadores da Embrapa Pesca e Aquicultura foram a atualização da programação de pesquisa e desenvolvimento em aquicultura; a proposta de construção de uma agenda de inovação para pesca e aquicultura no Brasil e a modelagem para criação de um fundo privado para promoção, proteção e inovação para aquicultura.

O presidente da comissão da CNA, Eduardo Ono, lembrou que os países mais avançados na produção de pescados cresceram devido ao engajamento e financiamento privado na inovação e fundos de investimento e promoção comercial.

“Os bons exemplos que expandiram e se consolidaram em nível mundial passaram exatamente por esse caminho e não será muito diferente do que teremos que percorrer para alcançar esse patamar”, finalizou.

Leia Também:  Senar debate ações do projeto FIP Paisagens Rurais em MS

Assessoria de Comunicação CNA

Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Campo Futuro levanta custos de produção em nove estados

Publicados

em


Brasília (30/07/2021) – O Projeto Campo Futuro levantou nesta semana os custos de produção de aquicultura (piscicultura), cana-de-açúcar, grãos (soja, milho e feijão), pecuária de leite e pecuária de corte.

Os encontros ocorreram de forma virtual como medida de segurança para atender os protocolos sanitários com o objetivo de evitar o contágio do coronavírus.

Os painéis de grãos ocorreram em Cristalina (GO), Dourados (MS) e Naviraí (MS). Em Morro Agudo (SP), Campo Florido (MG), João Pessoa (PB) e Recife (PE), ocorreram os levantamentos de cana-de-açúcar.

Houve, ainda, um painel de pecuária de leite, em Marmeleiro (PR), um de pecuária de corte, em Santa Maria (RS) e um de piscicultura, em Cuiabá (MT).

Os levantamentos foram feitos pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), Centro de Inteligência de Mercados da Universidade Federal de Lavras (CIM/UFLA), Labor Rural (Universidade Federal de Viçosa – UFV) e Pecege (Esalq/USP).

A iniciativa analisa as informações obtidas a partir da realidade produtiva apresentada pelos produtores. Participam dos encontros virtuais (medida de segurança para evitar o contágio do coronavírus) representantes das federações estaduais de agricultura e pecuária, sindicatos rurais dos municípios e produtores rurais. Os dados obtidos são preliminares.

Leia Também:  Senar debate ações do projeto FIP Paisagens Rurais em MS

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA