ÁGUA BOA

Agronegócio

CNA e Apex-Brasil promovem capacitação com foco na exportação de cacau e chocolates

Publicado em

Agronegócio


Brasília (30/06/2021) O chocolate brasileiro é um produto que vem alcançando novas fronteiras ao redor do mundo. Para contribuir com o fortalecimento dessa cadeia produtiva, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) iniciou, na terça (29), uma capacitação online do projeto Agro.BR com foco exportação de cacau e chocolate.

O Agro.BR é um projeto da CNA e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para capacitar, planejar e viabilizar a geração de negócios internacionais para pequenos e médios empresários rurais brasileiros.

Na abertura, a coordenadora de Promoção Comercial da CNA, Camila Sande, ressaltou que a cacauicultura ganhou destaque dentro do projeto em função da boa adesão da cadeia produtiva do Agro BR e nas ações de promoções comercial do Brasil.

“O chocolate brasileiro pode ocupar todas as prateleiras no mundo porque o nosso produto é de excelente qualidade. Os produtores de cacau que integram o Agro.BR  são de ponta, por isso vamos continuar investindo na promoção desses produtos e fazendo com que essa diferenciação seja valorizada para alcançar novos mercados”.

O diretor da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Guilherme Moura, que também é produtor de cacau, lembrou como o produto é representativo no estado, que é um dos grandes produtores do país.

Leia Também:  Projeto Campo Futuro levanta custos de produção de soja, trigo e arroz no RS

“O projeto Agro BR vem para aproximar os produtores de cacau e de chocolate, com potencial de agregação de valor do mercado internacional, especialmente aqueles que não conseguem alcançar novos mercados porque precisam se organizar e estruturar. O Agro.BR vem justamente para fazer essa ponte”.

O consultor do projeto Agro.BR na Bahia, Roberto Vianna, intermediou os debates.

A exportação de cacau, o acesso a mercados-alvo e as tendências do setor foram os temas abordados por Dorival Regini, sócio-diretor da Landis, empresa sediada na Itália que atua na importação de cacau e café.

“Em 2019, o mercado de chocolate girava em torno de 130 milhões de dólares com expectativa de crescimento de 5% ao ano. Pelo tamanho do mercado mundial, é possível perceber que as oportunidades são grandes. Estrategicamente, os mercados dos Estados Unidos e da Europa são os mais flexíveis para acessar”.

Sobre as tendências, Regini comentou que as empresas importadoras estão cada vez mais atentas ao Fair Trade (comércio justo). “A intenção envolve a sustentabilidade da cadeia produtiva para que o produtor seja valorizado e que os ganhos não fiquem limitados somente aos grandes intermediadores e aos grandes compradores”.

Leia Também:  O papel da Agricultura Familiar na segurança alimentar do mundo

Durante a capacitação, a gerente de qualidade do Centro de Inovação do Cacau, Adriana Reis, reforçou aos participantes que os mercados de cacau e de chocolate brasileiros estão em um ótimo momento.

“Temos regiões produtoras diferenciadas com climas, solos e materiais genéticos distintos que conferem um sabor e terroir diferenciados aos produtos. Além disso, o país já possui três indicações geográficas registradas pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e validadas pelo Ministério da Agricultura, como é o caso do cacau de procedência do sul da Bahia, do cacau de Linhares, no Espírito Santo e a indicação de procedência de Tomé-Açu, no Pará”.

Na quarta (30), o treinamento segue com palestra sobre o passo a passo para exportação de cacau e apresentação de case de sucesso de exportação da Cooperativa dos Cacauicultores do Sul da Bahia (Coopercabruca) com apoio do Agro.BR

Conheça aqui a história da Coopercabruca: https://www.cnabrasil.org.br/n… 

Para conhecer mais sobre o projeto Agro.BR, acesse: https://cnabrasil.org.br/agrobr/index

Assessoria de Comunicação CNA

Foto: André Martins
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Campo Futuro levanta custos de produção em nove estados

Publicados

em


Brasília (30/07/2021) – O Projeto Campo Futuro levantou nesta semana os custos de produção de aquicultura (piscicultura), cana-de-açúcar, grãos (soja, milho e feijão), pecuária de leite e pecuária de corte.

Os encontros ocorreram de forma virtual como medida de segurança para atender os protocolos sanitários com o objetivo de evitar o contágio do coronavírus.

Os painéis de grãos ocorreram em Cristalina (GO), Dourados (MS) e Naviraí (MS). Em Morro Agudo (SP), Campo Florido (MG), João Pessoa (PB) e Recife (PE), ocorreram os levantamentos de cana-de-açúcar.

Houve, ainda, um painel de pecuária de leite, em Marmeleiro (PR), um de pecuária de corte, em Santa Maria (RS) e um de piscicultura, em Cuiabá (MT).

Os levantamentos foram feitos pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), Centro de Inteligência de Mercados da Universidade Federal de Lavras (CIM/UFLA), Labor Rural (Universidade Federal de Viçosa – UFV) e Pecege (Esalq/USP).

A iniciativa analisa as informações obtidas a partir da realidade produtiva apresentada pelos produtores. Participam dos encontros virtuais (medida de segurança para evitar o contágio do coronavírus) representantes das federações estaduais de agricultura e pecuária, sindicatos rurais dos municípios e produtores rurais. Os dados obtidos são preliminares.

Leia Também:  SOJA/CEPEA: Vendedor se afasta do spot nacional; preços seguem em alta

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA