ÁGUA BOA

Agronegócio

Com foco na sustentabilidade, produtores rurais terão mais agilidade e segurança jurídica na análise do CAR

Publicado em

Agronegócio


Lançada em maio pelo Mapa, ‘AnalisaCAR’ dará mais celeridade nos processos de serviços ambientais.

Com maior celeridade na análise do CAR (Cadastro Ambiental Rural) e, consequentemente mais segurança jurídica no campo, produtores rurais de Mato Grosso do Sul terão a oportunidade de ampliar ainda mais os investimentos em seus empreendimentos agropecuários. “O dinamismo do AnalisaCAR representa modernização e o destrave dos processos relacionados a serviços ambientais”, acredita a produtora rural de Três Lagoas, Stéphanie Ferreira. Esse é tema da série #TransformandoVidas desta semana.

“O CAR, como muitos já sabem, é o registro público e obrigatório das informações ambientais das propriedades rurais. Mais de 96% de toda a área dentro de propriedades rurais aqui do nosso estado estão inseridos no CAR, porém apenas 3% desse total já foi analisado. Isso porque, até então essa análise era feita de forma manual pelos técnicos. Por isso, o Mapa [Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento] lançou em maio o ‘AnalisaCAR’, que é um programa que vai trazer mais celeridade nesse processo, utilizando informações e tecnologias de sensoriamento remoto para dinamizar e automatizar esse processo”, detalha Stéphanie, vice-presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas.

Leia Também:  Oferta restrita de animais mantém boi gordo no patamar de R$ 304 a arroba

Essa agilidade, segunda ela, auxilia e reforça ainda o compromisso dos produtores rurais com a sustentabilidade em toda atividade agropecuária.

“A análise mais rápida do CAR vai promover o destrave dos investimentos, a negociação dos ativos ambientais, o desenvolvimento dos pagamentos por serviços ambientais e trazer maior segurança jurídica aos produtores, visto que a gente consegue comprovar a regularidade ambiental das propriedades. Nesse contexto, validam as informações que estão cadastradas e reafirmam o nosso compromisso de sustentabilidade”, acrescenta Stéphanie.

Transformando Vidas – Toda sexta-feira, o Sistema Famasul divulga uma reportagem sobre a atuação do Senar/MS e as suas transformações no campo. Confira outras histórias de sucesso no canal no YouTube, e reportagens sobre Meio Ambiente em ‘Mercado Agropecuário’ e ‘Educação no Campo’.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Leandro Abreu


Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

SENAR MINAS criará cursos com temática de energia solar

Publicados

em


A disseminação da energia fotovoltaica como alternativa para o campo chamou a atenção do Sistema FAEMG/SENAR/INAES para aproximar essa tecnologia do produtor. Depois de disponibilizar um convênio para os interessados, agora a entidade está preparando cursos do SENAR sobre o assunto – o treinamento dos instrutores inclusive já começou.

Quatro instrutores do SENAR MINAS foram treinados por técnicos da I.S Brasil Soluções Sustentáveis sobre usinas de placas fotovoltaicas. O analista técnico de Formação Profissional do SENAR, Luiz Felipe Xavier, organizou o treinamento e explicou que os conteúdos abordados foram desde a parte legal, passando pelo financiamento e chegando à instalação e manutenção dos equipamentos. De acordo com o analista, também estava planejada uma visita técnica, mas a pandemia adiou essa parte.

O Sistema FAEMG e a I.S Brasil estão firmando uma parceria para troca de conhecimentos na área, que inclui a capacitação de pessoal das duas empresas. “Nosso objetivo em criar esses cursos é oferecer aos produtores rurais ferramentas para que eles conheçam a tecnologia e ajudem a fomentá-la no meio rural. Qualquer produtor poderá participar dos cursos”, explicou o analista da FPR.

Leia Também:  SENAR-PR lança Biblioteca Virtual para compartilhar cartilhas de cursos

Novos treinamentos

Paralelamente às palestras ministradas on-line pelos especialistas da I.S Brasil, o analista Luiz Felipe Xavier e os instrutores Alexandre Keney, Fabiana Franco, José Francisco Moreira Pinto e Marcos Antonio Franco trabalharam no desenvolvimento da documentação pedagógica dos novos treinamentos. Ele conta que, a princípio, três cursos serão criados:

  • Estudo de viabilidade de uma usina solar: sensibilizar e mostrar aos participantes quais são as principais formas de negócio existentes hoje no mercado, tendo, ao final, um miniprojeto para cada participante;
  • Instalação e montagem de usinas de placas fotovoltaicas;
  • Manutenção de usinas de placas fotovoltaicas.
Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA