ÁGUA BOA

Agronegócio

Dia Internacional da Alfabetização: programa do SENAR-SP ajuda a mudar a realidade das pessoas do meio rural

Publicado em

Agronegócio


Alunos no curso de Alfabetização no Sindicato Rural de Santa Fé do Sul

Pela primeira vez, João Pivante, trabalhador rural aposentado de 82 anos, pode assinar seu próprio nome na farmácia onde compra seus medicamentos de uso contínuo mensalmente. Ele comemorou com alegria, afinal, quando ainda não conhecia as letras, precisava sujar o polegar de tinta e deixar sua digital registrada todas as vezes que passava pelo balcão do estabelecimento, como forma de cadastrar o pagamento futuro. Histórias como estas se repetem por todo o interior do Estado de São Paulo, graças ao Programa de Alfabetização para Trabalhadores Rurais sem Escolaridade, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-SP).

Neste Dia Internacional da Alfabetização, data instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), em 1966, trazemos casos que retratam a importância do trabalho que vem sendo implantado pelo Sistema FAESP/SENAR-SP. Desde que o programa teve início, em 1999, verificou-se a importância da alfabetização para o público do meio rural como um dos requisitos para o alcance da cidadania. Em 2021, um total de 42 turmas foram implantadas por 29 Sindicatos Rurais com as instituições parceiras. O programa de alfabetização está vinculado às diretrizes governamentais para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), que busca reverter um déficit de quase 12 milhões de brasileiros acima de 15 anos que não puderam frequentar a escola em idade regular, de acordo com dados de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para o coordenador do Sindicato Rural de Presidente Epitácio, Ailton Nonato, onde há a realização do programa, é extremamente importante alfabetizar produtores rurais. “Haja vista a necessidade de saber ler, escrever e assinar seu nome para, de fato, exercer sua cidadania. Desse modo, ele pode, por exemplo, adquirir financiamentos bancários, tirar carteira de habilitação, fazer cursos de capacitação oferecidos pelo SENAR-SP e muito mais”, ressalta.

Leia Também:  CAFÉ/CEPEA: Robusta se valoriza, enquanto preço do arábica recua

Crystian Dias, coordenador do Sindicato Rural de Inúbia Paulista revela um desses casos, que aconteceu com Marcio Ferreira da Silva, de 35 anos, cujo sonho era poder dirigir um carro. “Esses dias, ele me encontrou e relatou que estava muito feliz, pois conseguiu passar na prova teórica para obter sua Carteira Nacional de Habilitação”, declara o coordenador.

Na região de Santa Fé do Sul, Emerson Ronaldo Assi, coordenador do Sindicato Rural local, relata que nos últimos cinco anos foram implantadas 12 turmas de alfabetização, no município sede e nas extensões de base de Santa Rita D´Oeste, Três Fronteiras, Nova Canaã Paulista, Rubinéia e Santana da Ponte Pensa. “Concluíram o programa cerca de 200 participantes, os quais tiveram aprendizado de escrita e leitura, proporcionando a realização do grande sonho de aprender a ler e escrever e, consequentemente, obter mais autonomia e melhores condições de vida e trabalho”.

É de lá o personagem que abre esta reportagem, João, cujo objetivo ao fazer o curso era, finalmente, aprender a escrever seu próprio nome. Na mesma região, uma situação curiosa ocorreu com Laércio Padilha, de 59 anos, quando participou do programa de alfabetização. Ele aprendeu a ler e a escrever e tinha objetivo de tirar sua habilitação. “Porém, a surpresa maior ocorreu quando aprendeu a ler, percebeu que o nome que constava em sua identidade não era de sua mãe, a qual o criou. Tratava-se de outra pessoa, que desconhecia”, relata o coordenador do SR de Santa Fé do Sul.

Leia Também:  CNA pede suplementação de recursos para o seguro rural

Assinar o nome, reescrever sua história, sonhar com novas conquistas. Tudo isso resume o poder que tem o aprendizado. “É o resgate da dignidade, da abertura de novas possibilidades de trabalho. Mais que uma realização pessoal, os alfabetizandos aproveitam o aprendizado para melhorar suas condições na vida cotidiana e profissional”, conclui Emerson.

Melhoria de qualidade de vida e exercício da cidadania

Uma proposta transformadora, sem cartilhas, sem manuais e com atividades prontas para os educandos, cuja vertente é promover a educação entre as pessoas, pensando em trocas de experiências, ação e reflexão, aspirações, realidades, conhecimentos e crenças. Assim pode ser resumido o programa de alfabetização de adultos oferecido pelo SENAR-SP, instituição que tem a missão de desenvolver ações de Formação Profissional e atividades de Promoção Social, voltadas para aqueles que vivem e trabalham no meio rural. “Acreditamos que somente por meio da educação e da profissionalização, esses homens e mulheres que tanto contribuem com o trabalho no campo podem caminhar rumo à integração na sociedade, melhorar sua qualidade de vida e exercer plenamente sua cidadania”, declara o presidente do Sistema FAESP/SENAR-SP, Fábio Meirelles.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Sistema CNA/Senar lança concurso para premiar contadores de causos

Publicados

em


Brasília (18/09/2021)O Sistema CNA/Senar lança, no sábado (18), o Concurso Prosa de Porteira para premiar contadores de causos em todo o país e incentivar a cultura popular brasileira.

Interessados em participar deverão enviar os vídeos com duração máxima de dois minutos. Para verificar outros requisitos e informações, é necessário consultar o regulamento.

Esse material passará por etapas classificatórias e eliminatórias como o envio dos vídeos, cadastro, análise de comissão organizadora e votação popular.

As inscrições, que vão até o dia 30 de outubro, podem ser feitas no site www.prosadeporteira.com.br/concurso

Informações sobre o regulamento também podem ser acessadas nesse link.

As melhores histórias serão premiadas com uma motocicleta 150 cilindradas para o vencedor; um notebook para o segundo colocado e um celular para o terceiro lugar.

Prosa de porteira – O Sistema CNA/Senar lançou, em maio, o portal Prosa de Porteira, espaço criado para resgatar os mais variados, criativos e saborosos causos do campo brasileiro.

Acesse www.prosadeporteira.com.br, conheça o projeto e confira os causos já disponíveis no portal. 

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Região de fronteira é ponto de alerta na vigilância sanitária do Paraná
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA