ÁGUA BOA

Agronegócio

Em 11 anos, agro de MS injetou R$ 12 bilhões de investimentos com conversões de áreas de pastagens em áreas agrícolas

Publicado em

Agronegócio


De 2010 a 2021, a transformação foi superior a 3,6 milhões de hectares, sendo 48% para produção de grãos e 22% para florestas plantadas

Com destaque nacional em práticas conservacionistas e de baixo carbono, Mato Grosso do Sul segue contribuindo para a mitigação de gases de efeito estufa com o uso do ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta). Em 11 anos, por meio desse processo, houve transformação de 3,6 milhões de hectares de pastagens em áreas produtivas, gerando investimentos de mais de R$ 12 bilhões, considerando os recursos necessários para implantação de grãos e florestas plantadas.

Segundo o Departamento Técnico do Sistema Famasul, com dados da pesquisa encomendada pela Rede ILPF, o estado já superou 2,5 milhões de hectares com sistemas de integração e ocupa o primeiro lugar entre os que adotam essa estratégia de produção.

“O resultado positivo no uso dos sistemas de integração se dá porque Mato Grosso do Sul fez a expansão de sua produção agropecuária baseada na conversão de áreas. A produção agrícola cresceu em áreas anteriormente ocupadas por pastagens. Tal mudança no uso e ocupação do solo tem sido o grande motor econômico do estado, ao mesmo tempo que tem garantido o cumprimento das metas ambientais para o MS e Brasil”, afirma a analista técnica, Eliamar Oliveira.

Leia Também:  "É a hora de aproveitar os preços na safra nova", diz especialista

“Para se ter uma dimensão dos impactos econômicos, essa transformação injetou na economia do Mato Grosso do Sul algo em torno de R$ 12 bilhões ao longo desses 11 anos, tendo em vista os recursos necessários para implantação da soja, cerca de R$ 4,9 mil por hectare, e do eucalipto, aproximadamente R$ 4,5 mil por hectare, sobre áreas de pastagens”, detalha.

Sustentabilidade – Em 2009 na Conferência das Partes (COP) de Copenhague, o Brasil se comprometeu em reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE). Para cumprir o compromisso, o país instituiu a Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) e em 2011 foi aprovado o Plano Setorial de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC).

O Plano ABC foi estruturado em sete programas: Recuperação de Pastagens Degradadas; Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs); Sistema Plantio Direto (SPD); Fixação Biológica do Nitrogênio (FBN); Florestas Plantadas; Tratamento de Dejetos Animais; e, Adaptação a Mudanças Climáticas.

Leia Também:  Produtor rural terá mais segurança jurídica para gerar a própria energia

Com os programas de ILP e ILPF, a agropecuária brasileira alcançou cerca de 13,8 milhões de hectares com esses sistemas. Resultado 344% superior aos 4 milhões de hectares propostos no Plano ABC. Com o uso dessas tecnologias foi possível deixar de emitir 52,1 milhões de t CO eq. Esse total foi 290% maior ao estabelecido no Plano.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Sistema CNA/Senar lança concurso para premiar contadores de causos

Publicados

em


Brasília (18/09/2021)O Sistema CNA/Senar lança, no sábado (18), o Concurso Prosa de Porteira para premiar contadores de causos em todo o país e incentivar a cultura popular brasileira.

Interessados em participar deverão enviar os vídeos com duração máxima de dois minutos. Para verificar outros requisitos e informações, é necessário consultar o regulamento.

Esse material passará por etapas classificatórias e eliminatórias como o envio dos vídeos, cadastro, análise de comissão organizadora e votação popular.

As inscrições, que vão até o dia 30 de outubro, podem ser feitas no site www.prosadeporteira.com.br/concurso

Informações sobre o regulamento também podem ser acessadas nesse link.

As melhores histórias serão premiadas com uma motocicleta 150 cilindradas para o vencedor; um notebook para o segundo colocado e um celular para o terceiro lugar.

Prosa de porteira – O Sistema CNA/Senar lançou, em maio, o portal Prosa de Porteira, espaço criado para resgatar os mais variados, criativos e saborosos causos do campo brasileiro.

Acesse www.prosadeporteira.com.br, conheça o projeto e confira os causos já disponíveis no portal. 

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Produtor rural terá mais segurança jurídica para gerar a própria energia
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA