ÁGUA BOA

Agronegócio

HF BRASIL/CEPEA: Equipe de HF traz diagnóstico de uma cultura que cresce no País: o alho

Publicado em

Agronegócio


Clique aqui e baixe o release completo em word.

Cepea, 13/09/2021 – Na edição deste mês da revista Hortifruti Brasil, publicação do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, a equipe traz um diagnóstico de uma cultura em crescimento no Brasil: o alho.

Segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE) mais recente, de 2017/18, o consumo brasileiro per capita de alho avançou 5% em comparação com a pesquisa anterior, de 2008/09. Diante disso, o alho subiu no ranking nacional das hortaliças, passando a ocupar o 10º lugar na POF 2017/18. Esse aumento na demanda nacional está ligado especialmente aos aspectos gastronômicos do produto e ao sabor e saudabilidade.

Quanto à produção de alho no País, também cresceu nos últimos anos, mas alguns fatores limitaram um avanço ainda maior, sendo o mais mencionado por agentes do setor o elevado custo de produção. A alta nos gastos, por sua vez, está relacionada especialmente ao encarecimento de insumos – devido ao elevado patamar do dólar no período –, como fertilizantes, que representam uma proporção significativa no custo total do produtor.

Leia Também:  AÇÚCAR/CEPEA: Com preços em alta, Indicador chega à casa dos R$ 142/sc

Em relação aos preços de comercialização, o alho é uma das hortaliças mais caras no País. No geral, o valor de 100 gramas de alho é equivalente a um quilo de cebola. Assim, quanto maior é a faixa de renda, mais presente é o alho na mesa.

Outro ponto importante abordado pela equipe da revista Hortifruti Brasil/Cepea é a diferença entre o produto nacional e o importado – aqui ressalta-se que 58% da oferta interna é de alho brasileiro e 42%, importada, sendo a China a principal fornecedora. Nesse caso, a Anapa (Associação Nacional dos Produtores de Alho) se esforça para que o brasileiro reconheça e valorize a maior qualidade do alho nacional frente ao importado, promovendo conteúdo que evidencia as características superiores da hortaliça produzida internamente.

Você também encontra nesta edição:

ALFACE – Preços se elevam em agosto diante do impacto das geadas

BANANA – Clima limita oferta; preços sobem em agosto

BATATA – Após geadas, cotações registram alta em agosto

CEBOLA – Cotações quase não se alteram em SP e Cerrado

Leia Também:  Comissão da Região Norte da CNA se reúne no 2º Agrolab Amazônia

CENOURA – Colheita de inverno avança e eleva oferta; demanda segue enfraquecida

CITROS – Preço da pera se aproxima de R$ 40/cx

MAÇÃ – Preços têm ligeira queda nas classificadoras

MAMÃO – Oferta recua em agosto, sobretudo na segunda quinzena

MANGA – Com oferta elevada e demanda restrita, preço da palmer volta a cair

MELANCIA – Preços sobem nas roças, mas seguem inferiores aos de 2020

MELÃO – Safra 2021/22 começa, mas disponibilidade interna ainda é baixa

TOMATE – Picos de calor limitam alta no preço em agosto

UVA – Baixa oferta e boas vendas favorecem cotações da niagara

Clique aqui para acessar a revista completa!

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o mercado de hortifrúti aqui e por meio da Comunicação do Cepea, com a pesquisadora Margarete Boteon: [email protected].

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Sistema Faepa/Senar vai doar 200 toneladas de alimento a famílias rurais

Publicados

em


O Sistema Faepa/Senar Paraíba vai distribuir 200 toneladas de alimento para famílias rurais em situação de vulnerabilidade no estado. A ação integra o projeto Agro Fraterno, ação de solidariedade liderada por instituições ligadas ao agronegócio em todo país.

O lançamento da ação vai acontecer na próxima segunda-feira, 20, às 10h, na sede da Faepa e do Senar, no bairro de Jaguaribe, na capital, com a entrega simbólica de cestas básicas. Nesse primeiro momento, serão distribuídas 50 toneladas, equivalentes a aproximadamente 4.000 cestas.

“A principal tarefa do agricultor e do pecuarista é produzir alimento. Num momento tão crítico, quanto esse que nossa sociedade passa, o setor rural não poderia ficar alheio às famílias do campo que também foram muito impactadas pelas consequências sociais da pandemia. Por isso, lideramos essa ação de solidariedade”, defendeu o presidente do Sistema, Mário Borba.

Ao todo, serão entregues em torno de 13.100 cestas para produtores, trabalhadores rurais e seus familiares distribuídos em 50 municípios paraibanos. São cidades que contam com a atuação de Sindicatos Rurais, ligados à Faepa e responsáveis por identificar a população vulnerável da sua região.

Leia Também:  Em 11 anos, agro de MS injetou R$ 12 bilhões de investimentos com conversões de áreas de pastagens em áreas agrícolas

Solidariedade – O Agro Fraterno é uma iniciativa da CNA/Senar, OCB e entidades ligadas ao Instituto Pensar Agropecuária (IPA) que, com o incentivo da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, tem o objetivo de auxiliar as famílias mais atingidas pela pandemia da Covid-19 em todo o país.

O Agro Fraterno no Brasil teve início no mês de junho de 2021. O movimento conta com participação voluntária de produtores, empresas e entidades ligadas ao setor. “O agro sabe de sua responsabilidade e assume o compromisso de defender os menos favorecidos nesse momento”, afirmou o presidente da CNA, João Martins.

As doações são livres e podem ser feitas com cestas de alimentos, com recursos ou com alimentos, de acordo com opção dos doadores. É necessário realizar o cadastro do doador ou do beneficiário no site: agrofraterno.com.br.

Serviço:
Lançamento do Agro Fraterno na Paraíba
Local: Sede da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba
Endereço: Rua Engenheiro Leonardo Arcoverde, 320 – Jaguaribe ()
Data e horário: 20/09 às 10h

Leia Também:  AÇÚCAR/CEPEA: Com preços em alta, Indicador chega à casa dos R$ 142/sc

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb
twitter.com/faepasenarpb
youtube.com/faepasenarpb
senarpb.com.br

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA