ÁGUA BOA

Agronegócio

IPPA/CEPEA: IPPA tem 1º queda do ano em junho

Publicado em

Agronegócio


Cepea, 20/7/2021 – De maio para junho, o IPPA/CEPEA (Índice de Preços ao Produtor de Grupos de Produtos Agropecuários) recuou 2,8%, em termos nominais, encerrando o primeiro semestre com a primeira queda do ano. O resultado do índice geral reflete as variações negativas observadas nos índices IPPA-Grãos, de 8,2%, e IPPA-Hortifrutícolas, de 2,2%. Na contramão, o índice IPPA-Pecuária reagiu à estabilidade do último mês ao avançar 4,5% frente a maio, em termos nominais, enquanto o IPPA-Cana-Café teve alta de 1,4%. Em junho, todos os produtos do grupo que compõem o índice de grãos registraram queda em seus preços nominais (arroz em casca, milho, soja, trigo em grão e algodão em pluma). Em relação aos hortifrutícolas, foram verificadas quedas importantes nos valores da batata, da uva e do tomate, e estabilidade no preço da banana. Por outro lado, para a pecuária, o índice foi impulsionado pelas valorizações nominais observadas para todos os produtos que o compõem (dos ovos, do leite, do frango vivo, do boi gordo e, em menor intensidade, do suíno vivo). Os avanços nominais observados para os preços do café e da cana-de-açúcar respondem pelo aumento do índice composto por ambos os produtos. Na mesma comparação, o IPA-OG-DI Produtos Industriais, calculado e divulgado pela FGV, permaneceu praticamente estável, com alta de 0,1% – logo, de maio para junho, os preços agropecuários recuaram frente aos industriais da economia. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Leia Também:  Faculdade CNA doa cobertores e agasalhos à organização social no DF
Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Projeto de equoterapia atende mais de 150 pessoas em Cuiabá

Publicados

em


O Sindicato Rural de Cuiabá e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) possibilitam o atendimento a mais de 150 pessoas no Programa de Equoterapia. A partir deste mês de julho, o benefício será ampliado para um número ainda maior. A Cavalaria da Polícia Militar de Mato Grosso, parceira no projeto, ampliou o uso da pista de equitação do Parque de Exposições Jonas Pinheiro.

De acordo com o comandante da Cavalaria, o tenente-coronel Walmir Barros Rocha, a ampliação dos atendimentos é possível devido ao grande número de parceiros no projeto. “O Senar-MT e o Sindicato Rural possuem um termo de cooperação conosco que permite subsidiar alguns dos praticantes do projeto. Além disso também fornecem contribuições que auxiliam na aquisição de materiais”, destaca.

Segundo a gerente do Sindicato Rural, Sandra Santana, além da Polícia Militar o Sindicato Rural conta com outras seis parcerias, desde instituições filantrópicas até órgãos públicos e ranchos. “Possuímos sete parceiros na capital e por meio deles mais de 150 pessoas são atendidas”.

Leia Também:  CITROS/CEPEA: Geada atinge pomares de SP e aumenta preocupação de agentes

O Senar-MT apoia financeiramente instituições consolidadas que executam atendimentos gratuitos para a população carente. Além disso, fornece um kit de equoterapia para novos parceiros composto de seis mantas, três selas australiana, seis capacetes hípicos e a capacitação para os parceiros.

EQUOTERAPIA – A equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência ou com necessidades especiais.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA