ÁGUA BOA

Agronegócio

O Boletim do Suíno de junho está disponível no site!

Publicado em

Agronegócio


Cepea, 14/07/2021 – Nesta edição, confira: 

Mercado em junho
O mercado de suíno vivo independente esteve altamente demandado na primeira quinzena de junho, cenário que elevou as cotações de forma intensa no período. Já a partir da segunda quinzena, os valores se enfraqueceram, devido à forte retração nas vendas internas. Apesar disso, os avanços nas primeiras semanas do mês garantiram um aumento na média de junho frente à do mês anterior – esse contexto foi verificado na maioria das praças acompanhadas pelo Cepea. Leia mais.

Preços e exportações
Os embarques de carne suína (in natura, salgados e industrializados) atingiram em junho o segundo maior volume da história, atrás somente do recorde alcançado em março de 2021. O principal motivo do avanço, nas duas ocasiões, segue sendo os envios à China. De acordo com dados da Secex, organizados pelo Cepea, em junho, foram exportadas 107,5 mil toneladas de carne suína, quantidade 6,7% maior que a de maio e, ainda, 12,9% acima da de junho/20. Leia mais.

Leia Também:  Sistema FAEMG leva 5 mil exames gratuitos para famílias rurais

Relação de troca e insumos
Em junho, enquanto os preços do suíno vivo registram aumento, os valores dos principais insumos da alimentação, o milho e o farelo de soja, estiveram em queda, contexto que diminui a pressão desse custo sobre as margens da atividade. Leia mais.

Carnes concorrentes
Com demanda interna aquecida, principalmente na primeira quinzena, os preços das carnes de frango, bovina e suína negociadas no mercado atacadista da Grande São Paulo registraram valorizações em junho. As movimentações mais intensas para as carnes suína e bovina, porém, fizeram com que a proteína de porco perdesse competitividade frente à carne de frango, mas ganhasse na comparação com a bovina. A distância entre os preços da carne suína e da bovina, inclusive, foi recorde em junho. Leia mais.

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Agosto tem mais de 800 ações educacionais previstas

Publicados

em


O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com os 93 Sindicatos Rurais do estado estima a realização de 850 ações educacionais somente no mês de agosto. É importante lembrar que os treinamentos seguem as normas de biossegurança relacionadas à Covid-19 e estão sujeitos à alteração devido as restrições de cada município.

Em Jaciara está prevista mais uma turma de apicultura. Recentemente, o município criou uma Associação destinada aos pequenos apicultores. A iniciativa surgiu após um treinamento de apicultura básica realizada pela parceria entre Senar-MT e Sindicato Rural. Neste mês de agosto, além de Jaciara, Santo Antônio do Leverger, Confresa, Juara e Juscimeira também planejam este mesmo curso.

Outro treinamento muito demandado é o de Aplicação de agrotóxicos utilizando pulverizador autopropelido. Ele ensina produtores e trabalhadores rurais a realizarem o procedimento da forma adequada, desde a regulagem do equipamento até a análise de condições climáticas. O curso está previsto para ocorrer em mais de 30 cidades.

Para conhecer as capacitações disponíveis em cada município, os interessados devem entrar em contato com o sindicato rural local. O Sistema Famato também disponibiliza um portal de acesso com o contato de todos os sindicatos rurais de Mato Grosso. Para conferir basta clicar no link:  https://sistemafamato.org.br/portal/sindicatos/index.php.

Leia Também:  Sistema FAEMG leva 5 mil exames gratuitos para famílias rurais
Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA