ÁGUA BOA

Agronegócio

PIB das CADEIAS/CEPEA: Ganho de produtividade garante metade de PIB da cadeia de milho

Publicado em

Agronegócio


Clique aqui e baixe release completo em word.

Clique aqui e acesse estudo completo.

Cepea, 12/07/2021 – O setor agropecuário brasileiro tem o enorme e importante desafio de garantir a segurança alimentar do Brasil e também da população mundial. Essa segurança alimentar deve ainda ser alcançada de forma sustentável, necessidade atualmente imperativa frente ao esgotamento do planeta. Diversas práticas têm sido progressivamente adotadas, visando a mitigar ou eliminar o uso excessivo (frente ao ótimo) de recursos naturais pela produção agrícola.

Sendo crescente a preocupação quanto ao aumento na utilização de áreas para a produção agrícola, o ganho de produtividade da terra torna-se um instrumento-chave para economizar esse recurso. Nesse sentido, estudo divulgado hoje pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, busca mensurar a contribuição da produtividade para a geração de PIB ou agregação de valor pela atividade, em oposição à contribuição do aumento de área.

O foco de pesquisadores do Cepea neste primeiro material foi o milho. De 2001 a 2020, a cultura do milho gerou PIB de R$ 715 bilhões, em termos reais, aqui considerando-se apenas “dentro da porteira”. Desse valor, os pesquisadores do Cepea estimaram que R$ 360 bilhões vieram exclusivamente da produtividade. Ou seja, o ganho de produtividade representou 50,4% de todo o PIB gerado pelo milho no período, sem depender de aumento de área.

Leia Também:  Indígenas aprofundam conhecimentos para desenvolver apicultura em aldeia

Pesquisadores do Cepea reforçam que essa informação mostra que a cadeia do milho tem contribuído com grande competência, por meio de seus diferentes atores, para o enorme desafio imposto ao agronegócio de ampliar a produção de forma sustentável.   

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações podem ser obtidas aqui ou com os autores da pesquisa, por meio da Comunicação do Cepea pelos telefones (19) 3429 8836 / 8837 e [email protected]

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

Campo Futuro levanta custos de produção em nove estados

Publicados

em


Brasília (30/07/2021) – O Projeto Campo Futuro levantou nesta semana os custos de produção de aquicultura (piscicultura), cana-de-açúcar, grãos (soja, milho e feijão), pecuária de leite e pecuária de corte.

Os encontros ocorreram de forma virtual como medida de segurança para atender os protocolos sanitários com o objetivo de evitar o contágio do coronavírus.

Os painéis de grãos ocorreram em Cristalina (GO), Dourados (MS) e Naviraí (MS). Em Morro Agudo (SP), Campo Florido (MG), João Pessoa (PB) e Recife (PE), ocorreram os levantamentos de cana-de-açúcar.

Houve, ainda, um painel de pecuária de leite, em Marmeleiro (PR), um de pecuária de corte, em Santa Maria (RS) e um de piscicultura, em Cuiabá (MT).

Os levantamentos foram feitos pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), Centro de Inteligência de Mercados da Universidade Federal de Lavras (CIM/UFLA), Labor Rural (Universidade Federal de Viçosa – UFV) e Pecege (Esalq/USP).

A iniciativa analisa as informações obtidas a partir da realidade produtiva apresentada pelos produtores. Participam dos encontros virtuais (medida de segurança para evitar o contágio do coronavírus) representantes das federações estaduais de agricultura e pecuária, sindicatos rurais dos municípios e produtores rurais. Os dados obtidos são preliminares.

Leia Também:  Faeg, Senar e Sebrae promovem Encontro de Dirigentes Sindicais

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA