ÁGUA BOA

COLHEITA

Tem início a colheita de algodão em MT

Publicado em

Agronegócio

O imea divulgou o primeiro relatório da colheita da safra 21/22 do algodão em MT. De acordo com os dados divulgados na última sexta-feira (17/06) pelo Instituto, o estado já colheu 0,12% dos 1,18 milhão de hectares estimados para a safra 21/22. Esse percentual representa um atraso inicial de 0,12 p.p. ante a safra 20/21. Em relação às regiões do estado, apenas as nordeste e sudeste iniciaram os trabalhos a campo.

Cabe destacar que esse cenário é comum nesse primeiro momento, uma vez que as áreas colhidas são as de algodão primeira safra, que representam apenas 13,08% da área total destinada à cultura. Desse modo, a tendência é que o avanço da colheita se intensifique no mês que vem (jul-22), com a disponibilidade dos primeiros talhões oriundos da segunda safra, que representam 86,92% das áreas cultivadas no estado.

Por fim, é importante ressaltar que, se os pontos de geadas observadas em alguns municípios e a alta umidade registrada no estado se prolongarem, podem impactar o andamento dos trabalhos nas lavouras.

Leia Também:  Operação Ráquis cumpre 19 mandados judiciais contra investigados por tráfico de drogas e crimes relacionados

Olho no Araguaia – Por Imea.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

FRANGO/CEPEA: Preço da carne cai e eleva competitividade frente à suína

Publicados

em

Cepea, 1º/7/2022 – Os preços da carne de frango seguiram enfraquecidos em junho, ao passo que os valores da suína subiram. Diante disso, a competitividade da proteína avícola frente à concorrente cresceu pelo segundo mês consecutivo. Em junho (até o dia 29), o frango inteiro resfriado foi comercializado no atacado da Grande São Paulo à média de R$ 7,44/kg, queda de 1,1% sobre a de maio. Segundo colaboradores do Cepea, apesar das vendas externas aquecidas, o baixo consumo interno pressionou as cotações da maioria dos produtos da avicultura de corte. Já para a carne suína, o período de inverno e festas tradicionais têm aquecido as vendas, ao passo que a oferta de animais em peso ideal de abate está menor, contexto que vem resultando em elevação dos preços. Em junho, a carcaça especial suína foi cotada, em média, a R$ 9,35/kg, avanço mensal de 1,1%. Diante disso, a carcaça suína esteve 1,91 Real/kg mais cara que o frango inteiro na parcial de junho, diferença 10,8% maior que a observada em maio, o que reduziu a competitividade da carne de frango frente à substituta. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Leia Também:  Em um Maracanã lotado, Vasco recebe o Sport pela Série B

Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA