ÁGUA BOA

Agronegócio

Vacinação contra a febre aftosa vai até o dia 15 de junho

Publicado em

Agronegócio


A primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa foi prorrogada pelo MAPA até o dia 15 de junho, com comprovação até o dia 25. É importante que os produtores que ainda não vacinaram seus bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade, providenciem com urgência a imunização e comprovação de vacinação rebanho, obedecendo às datas limites estabelecidas.

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) continua contando com o empenho e dedicação de todos os pecuaristas capixabas para que o Espírito Santo possa cumprir com as metas propostas no Plano Estratégico para Febre Aftosa 2017/2026, visando alcançar status sanitários melhores, proporcionando maiores rendimentos aos criadores.

Ainda segundo o órgão, a expectativa é que nesta etapa, sejam vacinados 800 mil animais.

“Precisamos manter os altos índices de cobertura vacinal no Espírito Santo para que no futuro bem próximo possamos obter o reconhecimento nacional e internacional de zona livre de Febre Aftosa sem vacinação”, destacou o médico veterinário do Fundo Emergencial de Promoção da Saúde Animal do Espírito Santo (FEPSA-ES), Antônio Carlos de Souza.

Leia Também:  O mundo está veloz, exigente e complexo e o momento é de quem se adapta, afirma o especialista em comunicação

A Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo (FAES) reforça aos produtores que, ao se deslocarem das propriedades, para compra de vacinas ou comprovação das mesmas junto ao Idaf, usem máscaras e mantenham o distanciamento recomendado pela Organização Mundial da Saúde para prevenção da Covid-19.

Comprovação da vacina

A comprovação de vacinação e a atualização cadastral devem ser feitas, preferencialmente, pelo Sistema de Integração Agropecuária (Siapec), até o dia 15 de junho, data final para a vacinação do rebanho. Para tanto, é necessário o acesso ao Siapec 3, com a utilização de login, senha e “cartão de acesso”. Via e-mail, ou nos escritórios do Idaf é possível fazer a comprovação até o dia 25 de junho.

Comprove a vacinação e atualize seu rebanho no Siapec 3 CLICANDO AQUIhttps://siapec3.idaf.es.gov.br/siapec3/login.wsp

VEJA AQUI COMO COMPROVAR A VACINAÇÃO E ATUALIZAR REBANHO (comparecimento) – Produtores que têm animais em idade vacinal. https://www.youtube.com/watch?v=hGqooupiJpQ

VEJA AQUI COMO ATUALIZAR SEU REBANHO (apenas comparecimento) – Produtores que só têm animais fora da idade vacinal. https://www.youtube.com/watch?v=QFT2T9jbwe0  

Leia Também:  Certificação internacional em tempo recorde com o ATeG Café+Forte

O que é a febre aftosa?

A febre aftosa é uma enfermidade viral, muito contagiosa de curso agudo e que afeta os animais biungulados (Bovinos, Bubalinos, Ovinos, Caprinos e Suínos), causando enormes prejuízos aos produtores.

A doença causa febre e formação de vesículas na boca, focinho, úbere e espaço interdigital. A transmissão acontece principalmente após contato direto entre os animais, e água, equipamentos e alimentos contaminados.

A prevenção da doença é feita a partir da vacinação obrigatória dos animais, que deve ser feita de 6 em 6 meses a partir do nascimento. Porém devemos manter sempre o ambiente limpo e higienizado.

Dúvidas e mais informações, fale com o Fepsa por meio do e-mail [email protected] e telefone: (27) 3185-9225.

Fonte: C­omunicação FAES 

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agronegócio

SENAR MINAS criará cursos com temática de energia solar

Publicados

em


A disseminação da energia fotovoltaica como alternativa para o campo chamou a atenção do Sistema FAEMG/SENAR/INAES para aproximar essa tecnologia do produtor. Depois de disponibilizar um convênio para os interessados, agora a entidade está preparando cursos do SENAR sobre o assunto – o treinamento dos instrutores inclusive já começou.

Quatro instrutores do SENAR MINAS foram treinados por técnicos da I.S Brasil Soluções Sustentáveis sobre usinas de placas fotovoltaicas. O analista técnico de Formação Profissional do SENAR, Luiz Felipe Xavier, organizou o treinamento e explicou que os conteúdos abordados foram desde a parte legal, passando pelo financiamento e chegando à instalação e manutenção dos equipamentos. De acordo com o analista, também estava planejada uma visita técnica, mas a pandemia adiou essa parte.

O Sistema FAEMG e a I.S Brasil estão firmando uma parceria para troca de conhecimentos na área, que inclui a capacitação de pessoal das duas empresas. “Nosso objetivo em criar esses cursos é oferecer aos produtores rurais ferramentas para que eles conheçam a tecnologia e ajudem a fomentá-la no meio rural. Qualquer produtor poderá participar dos cursos”, explicou o analista da FPR.

Leia Também:  MT investe R$ 3,5 milhões em melhoramento genético para aumentar produção de leite

Novos treinamentos

Paralelamente às palestras ministradas on-line pelos especialistas da I.S Brasil, o analista Luiz Felipe Xavier e os instrutores Alexandre Keney, Fabiana Franco, José Francisco Moreira Pinto e Marcos Antonio Franco trabalharam no desenvolvimento da documentação pedagógica dos novos treinamentos. Ele conta que, a princípio, três cursos serão criados:

  • Estudo de viabilidade de uma usina solar: sensibilizar e mostrar aos participantes quais são as principais formas de negócio existentes hoje no mercado, tendo, ao final, um miniprojeto para cada participante;
  • Instalação e montagem de usinas de placas fotovoltaicas;
  • Manutenção de usinas de placas fotovoltaicas.
Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA