ÁGUA BOA

FUTURO INCERTO

Guerra entre Rússia e Ucrânia vai onerar pecuaristas brasileiros, diz CNA

Publicado em

Agropecuária

O impacto do conflito entre Rússia e Ucrânia também provoca estragos na cadeia da pecuária. Criadores de bovinos, suínos e aves, que têm boa parte de custos baseada no consumo de grãos (como milho e farelo) para alimentar os animais, terão pela frente um cenário mais complicado.

A Ucrânia é uma grande produtora de milho e a Rússia, um dos maiores produtores de trigo. Mesmo que o trigo não seja usado como ração no Brasil – ainda que existam projetos que já tenham mostrado essa viabilidade – quando o preço do grão sobe ele puxa a cotação de outros grãos.

redução do ICMS prorrogado até março

Foto de Anderson Panzera

Apesar da alta moderada esperada para o preço do milho, a principal fonte de ração animal, na casa de um dígito, analistas afirmam que o nível atual das cotações do grão já é muito elevado e pressiona custos. “O aumento dos preços das commodities vai impactar no custo das cadeias de produção de aves, suínos e bovinos”, afirma Bruno Lucchi, diretor técnico da CNA.

Leia Também:  O JARDINEIRO QUE PODE SE TORNAR DEPUTADO EM MATO GROSSO

Ele diz que essa alta adicional de preço do milho por conta do conflito piora um quadro que já era crítico para muitos pecuaristas. Isso porque houve quebra na segunda safra de milho de 2021, e a primeira safra do grão deste ano foi afetada pela seca no Sul.

Olho no Araguaia – Canal Rural.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agropecuária

Após gerar mais de 340 mil filhos Touro Sherlock se aposenta

Publicados

em

Touro Sherlock ganhou uma merecida aposentadoria neste mês após completar uma belíssima carreira como um dos dos principais reprodutores da raça nelore no Brasil. Ele alcançou a marca de 542 mil doses de sêmen vendidas e tem nada menos do que 340 mil filhos espalhados pelo país e pela América Latina.

Seu material genético está presente em mais de 1.000 rebanhos puros (P.O.) e ainda uma infinidade de rebanhos comerciais. Agora, após passar nove anos na central de inseminação ABS, Sherlock voltou para “casa”, o Rancho da Matinha, em Uberaba (MG), para desfrutar de paz e sossego.

“Se tem alguém que merece descansar em um bom piquete, com boa alimentação e água fresca, é ele!”, diz o proprietário da Matinha, Luciano Borges.

O touro nelore alcançou a marca de 542 mil doses de sêmen comercializadas. Foto: ABS/divulgação

Touro superprecoce

O criador lembra que o touro participou de uma das primeiras edições do Programa Nacional de Touros Jovens (PNAT), tendo sido muito demandado desde então. “É um touro superprecoce de aprumos muito bons, ossatura e pigmentações boas, e de um padrão racial exemplar, além de excelentes avaliações. Certamente, foi um dos reprodutores que mais teve procura de sêmen no Rancho da Matinha”, completa Borges.

Leia Também:  Quais desafios presidenciáveis enfrentam na economia? iGdeias debate

Além disso, o sucesso de Sherlock, segundo o médico-veterinário Frederico Bessa, gerente pecuário do Rancho da Matinha, também pode ser explicado porque o reprodutor tem no DNA a identidade do criatório, que é um dos principais da raça nelore. “Alia boas avaliações genéticas, morfologia e racial perfeito”, descreve.

“Na bateria da ABS, ele é o touro que mais produziu animais do quarto quadrante – ou seja, que comem menos e ganham mais peso”, afirma o coordenador de Produto e Atendimento ao Cliente Corte da ABS, Arthur Vieira.

Liberdade FM – AGRNotícias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA