ÁGUA BOA

Cidades

Sesp debate medidas de segurança pública com moradores de Campo Verde

Publicado em

Cidades

A população de Campo Verde (135 km de Cuiabá no sentido leste) está convidada para participar, nesta sexta-feira (13.05), de três ações de segurança comunitária. O evento é realizado pela Secretaria de Segurança Pública, por meio da Coordenadoria Estadual de Polícia Comunitária, em parceria com a prefeitura municipal. Entre as atividades, estão a apresentação do projeto Comunidade Inteligente e a realização do projeto Comunidade Integrada. 

A programação começa às 8h, com a abertura do Encontro Regional dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) dos Municípios da Região Leste de Mato Grosso, com a presença de representantes de Campo Verde, Primavera do Leste, Poxoréu, Santo Antônio do Leste, Paranatinga e Gaúcha do Norte.

Serão definidas as medidas de fortalecimento das forças de segurança, para ampliar os planos de enfrentamento da criminalidade nos municípios da região. A intenção é aproximar cada vez mais a população das forças de segurança, o que pode contribuir para melhorar a qualidade do serviço prestado à comunidade.

Às 10 horas, será apresentado o programa Comunidade Inteligente, cuja finalidade é o videomonitoramento de bairros para ampliar a segurança dos moradores e auxiliar as forças de segurança no combate às ações criminosas. O projeto já foi implantado no bairro Santa Rosa, em Cuiabá, e está em processo de implantação em outros 14 municípios do estado.

Leia Também:  Mais de R$ 150 milhões em investimentos marcam reestruturação do Sistema Penitenciário de Mato Grosso

A partir de 13 horas, a comunidade poderá participar e conhecer uma exposição das instituições que compõem as forças de segurança. O evento é voltado a crianças e adolescentes, para despertar o conhecimento sobre as diferentes atribuições de cada instituição e sobre como elas podem ajudar o cidadão em seu cotidiano.

Durante esse evento, serão escolhidas as três melhores redações escritas pelas crianças campoverdenses, com o tema “O que eu posso fazer para melhorar a segurança pública do meu município?”. Os vencedores serão contemplados com um passeio de helicóptero sobrevoando a cidade onde vivem.

Participam da exposição as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Politec, Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Rede Cidadã e Polícia Comunitária.

Programação:

8h – Encontro dos Consegs da 11ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), no Centro Empresarial de Campo Verde (Cemp).

10h – Lançamento e apresentação do projeto Comunidade Inteligente às autoridades, população e conselheiros de segurança, no Centro Empresarial de Campo Verde (Cemp).

Leia Também:  Série B: Vasco cai diante do Novorizontino

13h – Abertura do projeto Comunidade Integrada, com exposições e apresentações das forças de segurança, na praça das Araras.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Distrito Federal tem primeiro caso de varíola dos macacos

Publicados

em

O Distrito Federal (DF) registrou o primeiro caso de varíola dos macacos (Monkeypox). De acordo com comunicado divulgado ontem (2) pela Secretaria de Saúde, o paciente, que não teve a identidade revelada, é um homem na faixa etária de 30 a 39 ano, com histórico de viagem para a Europa.

A secretaria informou ainda que o paciente está em isolamento domiciliar e é acompanhado por equipes de vigilância epidemiológica. Até o momento, o Brasil registrou pelo menos 21 de casos da doença.

A varíola dos macacos é causada por vírus e transmitida pelo contato próximo/íntimo com uma pessoa infectada e com lesões de pele. Segundo a Secretaria de Saúde, o contato pode se dar por meio de um abraço, beijo, massagens, relações sexuais ou secreções respiratórias. A transmissão também ocorre por contato com objetos, tecidos (roupas, roupas de cama ou toalhas) e superfícies que foram utilizadas pelo doente.

Não há tratamento específico, mas, de forma geral, os quadros clínicos são leves e requerem cuidado e observação das lesões. O maior risco de agravamento acontece, em geral, para pessoas imunossuprimidas com HIV/AIDS, leucemia, linfoma, metástase, transplantados, pessoas com doenças autoimunes, gestantes, lactantes e crianças com menos de 8 anos de idade.

Leia Também:  Polícia Civil entrega equipamentos e viaturas à delegacia de Água Boa e mais sete regionais em MT

Olho no Araguaia/EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA