ÁGUA BOA

FOLIA CANCELADA

Rondonópolis cancela o Carnaval de 2022; medo da covid.

Publicado em

Cultura

O prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio

Maior cidade do interior, Rondonópolis não terá Carnaval em 2022. Comunicada nesta sexta-feira, a medida é uma forma de se evitar aglomeração, o que poderia levar a um aumento no número de casos de Covid.

Segundo a Prefeitura, ainda não existe condições seguras para se realizar o evento. O cancelamento do Carnaval em  2022 tem ocorrido em outros estados. Em São Paulo, dezenas de cidades já anunciaram que não farão a festa no ano que vem.

Um dos medos é a chegada de mais uma onda da doença, como vem acontecendo na Europa.

Olho no Araguaia – Mídia News

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Água Boa - Legislativo realiza a segunda sessão ordinária de maio; VÍDEO
Propaganda

Cultura

Grupo de forró indígena de Confresa é destaque do Profissão Repórter da Globo

Publicados

em

Grupo indígena de forró viaja para fazer show em Santa Catarina Foto: Rede Globo

Eles viajaram cerca de 2,5 mil quilômetros para se apresentar em festa do povo Guarani

O Profissão Repórter desta terça-feira (5) mostrou como está sendo a volta dos shows pelo Brasil acompanhando bandas e fãs de música.

A repórter Milena Rocha e a repórter cinematográfica Gabi Vilaça acompanharam a viagem da banda de forró “Garotos do Apyãwa”. Os indígenas viajaram 2.500 quilômetros para as primeiras apresentações desde o início da pandemia. Eles partiram da aldeia em Confresa (Mato Grosso) e foram até Palhoça, em Santa Catarina.

Da janela do ônibus, eles observaram a paisagem mudar ao atravessar quatro estados: Goiás, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

“Nós queremos mostrar um pouco da nossa cultura. Muitos não-indígenas não conhecem a nossa realidade”, conta Waraxowo’ Maurício Tapirapé, produtor da banda.

Desde 2018, o grupo concilia a música com outras atividades profissionais na aldeia. Na banda de forró há professores, mestrandos, agricultores e técnico de enfermagem. Eles usam a internet para divulgar as músicas, fazer lives e também para rebater as críticas de que o forró é uma música não indígena.

Leia Também:  Senador Wellington cita "herança maldita" e cobra conclusão de obras em MT

Os membros da banda conheceram o mar pela primeira vez durante a viagem, mas não quiseram nadar. “Tenho respeito com lugares assim, que a gente vem conhecer pela primeira vez, porque a gente não sabe o que tem aqui. Tanto fisicamente quanto espiritualmente, a gente não tem um pajé próximo”, explica Maurício.

O grupo se apresentou na confraternização do povo Guarani, que reuniu indígenas de diversos estados.

Olho no Araguaia – Olhar Alerta

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA