ÁGUA BOA

Economia

Abertura de empresas cresce 27% nos primeiros meses de 2021, aponta Serasa

Publicado em

Economia


source
Sociedade limitada impulsionaram aumento em abertura de empresas
Unsplash

Sociedade limitada impulsionaram aumento em abertura de empresas

O segundo mês de 2021 registrou a criação de 343.811 empresas no país , um aumento de 27,2% na comparação com igual período de 2020. A abertura das empresas em fevereiro, último mês com dados consolidados, foi impulsionada pelo crescimento das sociedades limitadas , formadas por dois ou mais sócios, com elevação de 71,7%.

Os dados, divulgados nesta segunda-feira (07), são do Indicador Nascimento de Empresas Serasa Experian. Segundo o levantamento, o número de microempresas individuais (MEIs ) criadas em fevereiro cresceu 30,1% e o de empresas individuais, 1,7%. Das 343.811 empresas abertas em fevereiro deste ano, 276,2 mil foram MEIs; 41,4 mil, sociedades limitadas; 12,5 mil, empresas individuais; e 13,6 mil, outros tipos.

“Abrir o próprio negócio no Brasil acabou se tornando um dos meios mais viáveis para geração de renda. Mesmo com um cenário delicado para muitas empresas do país, a estagnação negativa dos níveis de desemprego e o tempo mais curto da burocracia de abertura de empresas criam um ambiente que favorece a ideia de começar um empreendimento”, destacou o economista Luiz Rabi, da Serasa Experian.

Dentre as mais de 300 mil empresas abertas em fevereiro de 2021, o segmento que mais cresceu foi o do comércio, com alta com 37,8%, seguido da indústria, com 35,1%, e serviços, com 23%. No segundo mês do ano, foram criadas 231,8 mil empresas do setor de serviços; 81,3 mil do comércio; 26,6 mil da indústria; e 3,9 mil de outros tipos.

Por regiões, o Sudeste registrou o maior número de empresas abertas em fevereiro, 179,2 mil, seguido pelo, com 60,3 mil, Nordeste, com 57,2 mil, Centro-Oeste, com 30,8 mil, e Norte, com 16,1 mil.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Homem furta moto de empresa para ressarcir indenização não recebida; entenda

Publicados

em


source
O preso contou que discordou dos valores recebidos após a demissão
Reprodução: ACidade ON

O preso contou que discordou dos valores recebidos após a demissão
undefined
undefined

undefined

Um jovem de 24 anos foi preso em flagrante no Distrito Federal por ter furtado uma motocicleta da empresa onde trabalhou por três meses e foi demitido. Diante das circunstâncias, a Polícia Civil nomeou a operação, realizada no sábado, dia 12, de Justa Causa.

Segundo os investigadores da 38ª DP, o preso contou que discordou dos valores recebidos após a demissão . Ele explicou que arcou com reparos na moto com o próprio dinheiro e, por isso, acreditou que deveria ter sido ressarcido.

Você viu?

O ex-funcionário disse que voltou à distribuidora de bebidas, em Vicente Pires, para reclamar da situação com seu antigo chefe. No entanto, relatou não ter sido atendido. Assim, deixou o local levando consigo a motocicleta, conforme mostram imagens registradas por câmeras de segurança.

Após perceber o furto, o responsável pela empresa registrou ocorrência na delegacia. Os agentes investigaram o caso e localizaram o autor do delito, que foi autuado por crime de exercício arbitrário das próprias razões. A polícia constatou que o acusado pegou a moto para si como forma de ressarcimento dos valores trabalhistas que entendia ter direito.

Por se tratar de crime de menor potencial ofensivo, o homem foi liberado após a assinatura de termo circunstanciado. A motocicleta foi apreendida e será submetida à vistoria.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA