ÁGUA BOA

Economia

CSN (CSNA3) compra unidade brasileira da LafargeHolcim por US$ 1,025 bilhão

Publicado em

Economia


source
CSN (CSNA3) compra unidade brasileira da LafargeHolcim por US$ 1,025 bilhão
Sophia Bernardes

CSN (CSNA3) compra unidade brasileira da LafargeHolcim por US$ 1,025 bilhão

Nesta sexta-feira (10), a CSN Cimentos, que faz parte da Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3), divulgou a aquisição da empresa suíça LafargeHolcim. O valor da negociação foi de US$ 1,025 bilhão.

Desse modo, a transação consiste em cinco plantas integradas de produção de cimento que operam no Brasil, quatro estações de trituração e seis unidades de agregação. Assim como, 19 unidades de mistura de concreto.

Em abril, foi noticiado que a LafargeHolcim estava à procura de um comprador para atuar nas suas operações no país. Em seguida, o controlador da CSN Cimentos apresentou interesse na oferta. Posto que, a Lafarge já tinha 10% do seu negócio no segmento dentro do mercado brasileiro.

Você viu?

Negociação para LafargeHolcim

De acordo com a companhia suíça, a venda no Brasil faz com que a mesma recupere o endividamento e fortaleça seu balanço no país. Além disso, os recursos de investimentos enviados pela empresa de cimento serão utilizados para investir na área de soluções e produtos.

A LafargeHolcim tenciona seguir atuando na América Latina, uma vez que realizou novos investimentos na Argentina e México este ano. No início deste ano, a empresa já tinha também 1400 funcionários na filial brasileira da companhia, com operações de cimento e concreto.

Confira a reportagem completa aqui

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Geração de empregos é um dos objetivos de plataforma de investimentos em turismo

Publicados

em


source

Uma das principais estratégias do Ministério do Turismo para promover mais do que a recuperação do setor, sua expansão, é a integração com a agenda econômica. Um dos principais eixos nesse sentido é o Portal de Investimentos, lançado em junho, e que se apresenta tanto como um portfólio de projetos em desenvolvimento, como um marketplace que aproxima empreendedores, investidores e poder público.

Salinas do Maragogi (AL)
Salinas do Maragogi

Salinas do Maragogi (AL)

Esse movimento é importante não apenas para a verticalização dos investimentos em turismo, há 62 projetos em 20 estados no momento, mas também para a geração de empregos, uma das principais trações para a recuperação econômica.

“Não há turismo sem estrutura. É tudo muito integrado”, observa a secretária nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões da pasta, Débora Gonçalves. “É um trabalho que tem que ser viabilizado estado por estado, município por município”. Ela observa, ainda, que há um esforço por parte do governo federal para atrair investimentos para o setor. A expectativa é que haja geração de mais de 120 mil empregos diretos com os projetos já cadastrados na plataforma.

Leia Também:  INSS convoca 95,5 mil segurados para o pente-fino; veja se você está na lista

Nesse contexto, é válido registrar que o setor de turismo responde por cerca de 8,1% do PIB brasileiro. Com o Portal de Investimentos, a expectativa é adensar essa taxa com mais diversidade, explorando suas potencialidades e possibilitando o desenvolvimento econômico e social de diferentes municípios.

“O turismo agrega e traz para ele diversas outras experiências”, advoga Gonçalves, confiante de que a plataforma estabeleça novos parâmetros para o setor no País.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA