ÁGUA BOA

Economia

Garis de São Paulo entram em greve; setor demanda prioridade na vacinação

Publicado em

Economia


source
Garis anunciam greve em São Paulo
Reprodução: iG Minas Gerais

Garis anunciam greve em São Paulo

Os garis de São Paulo anunciaram que entrarão em greve de 24 horas e suspenderão tanto a varrição quanto a coleta do lixo na cidade. A demanda do setor é que a prefeitura torne o grupo prioritário na vacinação . A categoria organizou um protesto em frente ao prédio da Prefeitura na manhã desta terça-feira (8), informou a Folha de São Paulo.

“A categoria que nunca parou merece vacina, respeito e reconhecimento. Sem vacina, sem coleta”, disse o Siemaco-SP (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação e Limpeza Urbana de São Paulo),  em vídeo na sua página no Facebook.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) confirmou a greve em entrevista ao UOL na manhã de hoje. “A gente teve confirmação hoje, às 6h, da greve desse setor que faz coleta, o que é muito preocupante, porque imagine se toda categoria fizer greve por vacina. Não houve comunicação como determina a legislação, com 72 horas de antecedência. Estamos dialogando e esperamos que o serviço seja retomado durante o dia”, declarou.

Segundo ele, tentará, na  Justiça, reverter a greve, e obrigar os funcionários a trabalharem sem vacina. Ele alegou que a categoria está inclusa no PNI (Plano Nacional de Imunização), mas a falta de vacinas afetou a velocidade da imunização.

“No começo do ano, o Bruno Covas [prefeito morto no mês passado] fez uma carta de intenção para a compra de vacinas da Pfizer, Janssen e AstraZeneca, mas não temos comprado porque esses fabricantes querem vender para o Ministério da Saúde antes de vender para São Paulo. Se amanhã tiver vacina disponível, a gente compra”, disse.

Outras categorias, como metroviários, motoristas e cobradores de ônibus e caminhoneiros, puderam se vacinar após pressão e ameaças de greve.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Reforma administrativa traz risco real de aumento da corrupção, diz especialista

Publicados

em


source
A especialista em administração e burocracia estatal foi a entrevistada do Brasil Econômico ao Vivo desta quinta-feira (10)
Brasil Econômico

A especialista em administração e burocracia estatal foi a entrevistada do Brasil Econômico ao Vivo desta quinta-feira (10)

A professora de administração pública da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Alketa Peci, foi a entrevistada do  Brasil Econômico ao Vivo de quinta-feira (10). Ela disse haver risco real de mais  indicações de cargos após o fim da estabilidade dos servidores federais, como projetado pela reforma administrativa , o que pode aumentar a corrupção .

“O Brasil é um país paradoxal . Se por um lado, conseguimos consolidar um governo forte, profissional, com estabilidade, por outro lado, temos uma boa proporção de cargos politicamente indicados”.

Segundo ela, os países onde a administração pública performa melhor no âmbito econômico, e tem menores níveis de corrupção, são aqueles que a burocracia independe da política.

“O órgão independente funciona como peso e contrapeso ao poder político. Acaba pressionando os políticos a não abusarem, já que se baseiam em processos de escolha meritocráticos, e possuem corpo técnico qualificado.”

Você viu?

Como exemplo, ela citou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

“Muito foi acusado pela mídia que a Anvisa havia sido capturada pelo governo Bolsonaro, ao indicar os cargos do Conselho diretor. Na prática, isso não aconteceu. A agência continua técnica, profissional, e a população confia, independente da vacina ser chinesa, indiana, ou que vira jacaré”, salientou a especialista.

Veja o vídeo:



COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA