ÁGUA BOA

Economia

Golpe do “Pix agendado” não existe, diz Banco Central

Publicado em

Economia


source
Golpe do
Luciano Rodrigues

Golpe do “Pix agendado” não existe, diz Banco Central

Circula pela internet um aviso de que surgiu novo golpe virtual na praça. Criminosos estariam se aproveitando do sucesso do Pix , cujas transações já superam as movimentações por DOC e TED juntos, para ganhar dinheiro ilicitamente. No entanto, segundo o Banco Central, que foi procurado pelo EXTRA, não há motivos para se assustar: o golpe não existe e a estratégia não passa de boato.

Pelos relato nas redes, os bandidos se aproveitariam de dados de pessoas físicas vazados na internet para fazer agendamentos de Pix. As vítimas seriam então notificadas do agendamento , e, em seguida, contactadas por fraudadores que contariam ter agendado o depósito por engano e pediriam a devolução da quantia com urgência. O intuito seria receber esse dinheiro das vítimas. O criminoso poderia inclusive cancelar a transação já que foi agendada.

De acordo com o Banco Central, no entanto, o banco recebedor não tem como saber que existe um Pix agendado para uma conta em data futura. “O Pix agendado fica no sistema do banco pagador, mas não é visível para quem vai receber até que a transação seja confirmada”, afirmou em nota. Ou seja, o golpe é “tecnicamente impossível de acontecer”.

Portanto, a única forma de tirar dinheiro de uma vítima seria estritamente a partir do convencimento, sem qualquer notificação de agendamento do Pix emitida. A ClearSale, empresa de segurança digital, também foi procurada pelo EXTRA e disse que não identificou em suas plataformas nenhuma ocorrência de golpe a partir de agendamento de Pix.

Marcelo Queiroz, head de Estratégia de Negócios da empresa, dá dicas para rezurir as chances de ser vítima em golpes: não disponibilizar usuário e senha para outras pessoas; executar as operações sensíveis em ambientes logaodos; não utilizar a mesma senha em todos os aplicativos; trocar senhas periodicamente. E, em termos de engenharia social, desconfiar de anúncios muito vantajosos.

Leia Também:  Projeto pode liberar FGTS, Imposto de Renda e poupança para órfãos da Covid


COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Bolsonaro confirma mudança de nome do Bolsa Família para Auxílio Brasil

Publicados

em


source
Bolsonaro não quis se comprometer, ao contrário dos últimos dias, com reajuste de 100% do benefício
Reprodução: iG Minas Gerais

Bolsonaro não quis se comprometer, ao contrário dos últimos dias, com reajuste de 100% do benefício

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quarta-feira (04) que o novo programa social que o governo está elaborando, para substituir o Bolsa Família, será chamado de Auxílio Brasil. Bolsonaro repetiu que a ideia é dar “no mínimo” 50% de aumento em relação ao que é pago hoje no Bolsa Família, mas disse que esse reajuste pode chegar a 100%.

“E os mais pobres têm uma dificuldade enorme, obviamente, do seu sustento. Com o coração grande de Paulo Guedes e sua equipe, com o trabalho agora de Ciro, com João Roma, encarregado da pasta, estamos aprofundando de modo que tenhamos um novo programa. Brasil…”, disse o presidente, olhando para o lado para confirmar o nome.

Você viu?

“Auxílio Brasil. De pelo menos 50% maior do que o Bolsa Família”, completou.

Em seguida, Bolsonaro falou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, vai anunciar os “outros 50%” do aumento.

“Eu falo 50% porque os outros 50% vou deixar para o Paulo Guedes anunciar”, disse. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA