ÁGUA BOA

Economia

Governo lançará programa de incentivo e investimento em startups

Publicado em

Economia


source
Startups poderão receber investimentos com novo programa do Ministério da Ciência e Tecnologia
Gabriel Sérvio

Startups poderão receber investimentos com novo programa do Ministério da Ciência e Tecnologia

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), lançam nesta terça-feira (14) o edital do Centelha SP, um programa de apoio à criação de startups e de empreendimentos inovadores no estado. O programa oferecerá capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias transformadoras em negócios de sucesso.

Os 50 melhores projetos receberão um fomento de R$ 80 mil para implementar a inovação. Na etapa de seleção, os empreendedores participantes passarão por três fases. A fase 1 é a da submissão de ideias, a fase 2 é a de construção de um projeto de empreendimento, e a fase 3 corresponde à elaboração de um projeto de fomento.

A iniciativa, que está sendo implementada em 26 estados, foi criada pelo MCTI e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação Certi.

A apresentação das ideias para a fase 1 do programa poderá ser feita no portal do Programa Centelha do Estado de São Paulo. O empreendedor deverá fazer um cadastro e apresentar a descrição de um problema, a solução proposta, os diferenciais da solução e a equipe empreendedora. Também poderá apresentar um vídeo explicando sua ideia.

As propostas ao programa Centelha poderão ser submetidas por pessoas físicas que possuam vínculo como proprietário ou sócio-proprietário de microempresa ou empresa de pequeno porte, sediada em São Paulo, com data de constituição em até 12 meses anteriores à data de publicação do edital; ou por pessoas físicas sem vínculo com empresas. Nesse caso, se a ideia proposta for aprovada, o empreendedor deverá constituir uma microempresa ou empresa de pequeno porte, com sede em São Paulo, para contratação e recebimento dos recursos financeiros.

Leia Também:  Vale perde posto de empresa mais valiosa da América Latina para o Mercado Livre

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Volkswagen coloca 800 funcionários em férias coletivas por falta de peças

Publicados

em

Em meio à escassez de componentes, a Volkswagen vai colocar 800 funcionários da fábrica de Taubaté (SP), o correspondente a um turno, em novas férias coletivas. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região, a medida começa a valer na segunda-feira (27) e se estenderá por dez dias.

O motivo alegado pela montadora é a falta de insumos, sobretudo de semicondutores, que vem sofrendo oscilações no fornecimento e dificultando a produção mundial de veículos.

De acordo com o sindicato, a Volkswagen informou inicialmente que as férias coletivas seriam para 2 mil trabalhadores, mas que poderia sofrer alterações. Até o momento, a medida vale para 800 funcionários, que devem retornar no dia 7 de outubro.

Indústria automotiva enfrenta escassez de chips

O episódio marca a sexta vez no ano em que a Volkswagen concede férias coletivas aos funcionários. Ainda segundo o sindicato, também foram registrados 11 dias de paralisação e mais cinco dias de folga (ambos com utilização do banco de horas) por falta de peças.

Em julho, a Volkswagen concedeu férias coletivas de 20 dias para o primeiro turno de sua fábrica em São Bernardo do Campo e paralisou parte de sua planta em Taubaté.

Leia Também:  Marketing digital pode ser fonte de renda extra; veja como investir na área

No fim de agosto, a montadora também anunciou dez dias de férias coletivas para 2 mil funcionários na fábrica de Taubaté, também por falta de peças.

O problema de abastecimento tem sido enfrentado por toda a indústria automotiva, que lida com a escassez na cadeia global de suprimentos desde o fim do ano passado.

No mesmo dia em que o Sindicato dos Metalúrgicos anunciou a medida adotada pela Volkswagen em Taubaté, trabalhadores da Fiat em Betim aprovaram um programa de suspensão temporária do contrato de trabalho devido a falta de componentes eletrônicos.

Olho no ataguaia/IG ECONOMIA

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA