ÁGUA BOA

Economia

Greve dos caminhoneiros: PRF libera 12 rodovias; veja a lista

Publicado em

Economia


source
PRF libera 11 rodovias
Reprodução: iG Minas Gerais

PRF libera 11 rodovias

O Ministério da Infraestrutura divulgou nesta quinta-feira (9) uma lista de avenidas em que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conseguiu convencer os caminhoneiros a abandonarem a paralisação. 

As ocupações começaram na terça-feira (7) após discurso do presidente em Brasília. As pautas da manifestação são, além da redução do preço dos combustíveis, a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal, e a instalação do modelo de voto impresso. 

O próprio presidente Bolsonaro já pediu a dispersão alegando prejuízo para a economia, mas alguns ainda persistem.

Veja a lista:

  • BR-116/Bahia (Feira de Santana)
  • BR-101/Bahia
  • BR-101/Sergipe
  • BR-101/ Espírito Santo
  • BR-101/Pernambuco (Igarassu)
  • BR-116/Rio Grande do Sul (Vacaria e Turuçu)
  • BR-392/Rio Grande do Sul (Pelotas)
  • BR-040/Minas Gerais
  • BR-116/Rio de Janeiro (Dutra/Barra Mansa)
  • BR-040/Rio de Janeiro (sede da Reduc)
  • BR-376/Paraná BR-153/Goiás (Anápolis)

Em São Paulo, a concessionária Arteris Régis comunicou que o km 280,1 da Régis Bittencourt (BR-116), em Embu das Artes (SP), foi totalmente liberada por volta das 9h após ficar fechada de madrugada.

Entre os estados que permanecem com vias interditadas estão:  Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. Não foram informados os trechos com bloqueios.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Arábia Saudita retoma importações de carne bovina do Brasil

Publicados

em


source
Arábia Saudita acaba com embargo às importações de carne bovina brasileira
Reprodução

Arábia Saudita acaba com embargo às importações de carne bovina brasileira

O governo da Arábia Saudita decidiu acabar com o embargo às importações de carne bovina brasileira na última quinta-feira (16). A informação foi divulgada pelo Saudi Food and Drug Authority (SFDA), a agência do governo saudita que regula alimentos e medicamentos no país, e confirmada pelo Ministério da Agricultura.

A Arábia Saudita havia suspendido as compras de carne bovina de cinco frigoríficos brasileiros após a notificação de casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecida como a doença da vaca louca.

Leia Também

“A liberação das exportações ocorreu 10 dias após a Arábia Saudita ter anunciado a suspensão das compras de cinco plantas frigoríficas de Minas Gerais, no último dia 6 de setembro. A motivação estava relacionada à ocorrência de um caso da Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) no estado”, informou o Ministério da Agricultura em nota.

No último dia 4, a pasta havia confirmado a ocorrência da doença em dois animais de frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG). Tratavam-se de caso atípicos – quando a causa é uma mutação em um único animal, e não por meio da contaminação entre dois ou mais bovinos. Ainda assim, o governo brasileiro decidiu suspender, temporariamente, as exportações de carne bovina para a China, em respeito a um protocolo de segurança firmado entre os dois países.

Dois dias depois da confirmação dos casos, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) manteve o status do Brasil de país com “risco insignificante” para a vaca louca. Para o órgão, os animais foram atingidos de forma independente e isolada. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA