ÁGUA BOA

Economia

INSS: STJ garante revisão para 14.500 processos parados

Publicado em

Economia


source
INSS
Reprodução: ACidade ON

INSS

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) garantiu aumento no benefício de 14.500 segurados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) que haviam acionado a Justiça para revisar o auxílio-acidente .  A ministra Assusete Magalhães, relatora do recurso repetitivo tema 862, decidiu que a data para contar o seguro é o dia seguinte ao fim do auxílio-doença

Desde a reforma da Previdência, em 2019, o auxílio-doença passou a se chamar benefício por incapacidade temporária.

A decisão anterior do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) considerava a data inicial como o pedido da citação no INSS. “Destoa do atual entendimento do Superior Tribunal de Justiça, razão pela qual merece reforma”, escreveu a ministra Assusete.

A decisão, publicada no início deste mês, considerou o texto da lei 8.213, de 1991, sobre as regras de concessão do benefício, que no seu artigo 86, determina que o auxílio-acidente deve ser pago na sequência do auxílio-doença.

Leia Também:  Americanas promete entregar produtos da China em até 11 dias


COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Criptomoeda da CBF esgota em 30 minutos e gera arrecadação de R$ 90 milhões

Publicados

em


source
Criptomoeda da CBF esgota em 30 minutos e gera arrecadação de R$ 90 milhões
Sophia Bernardes

Criptomoeda da CBF esgota em 30 minutos e gera arrecadação de R$ 90 milhões


Esgotada em apenas meia hora, a oferta de 30 milhões de criptoativos Brazilian Football Team (BFT), lançados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no último dia 27, gerou uma arrecadação de 15 milhões de euros — cerca de R$ 90 milhões — para a entidade esportiva. A pré-venda ocorreu por meio da plataforma de negociação de criptomoedas Bitci.

Mais de 13 mil pessoas compraram a moeda digital da CBF ao preço de 0,50 euros cada. Há ainda mais 70 milhões de tokens para serem vendidos, em negociação pública prevista para ocorrer no dia 25 de agosto.

Os criptoativos também são chamados de fan tokens. Eles permitem que os torcedores tenham acesso a experiências e recompensas exclusivas, como participar de sorteios e eventos esportivos.

Você viu?

“Tokens de torcedor, que vêm se tornando populares na indústria do esporte, são expressos como ativos que fornecem a oportunidade de aumentar o contato digital e presencial entre equipes e fãs, que passam a ter voz em certas decisões e se beneficiar de vantagens e mais proximidade com marcas e atletas. Os tokens de torcedor a serem desenvolvidos pela Bitci Technology para aumentarão a interação dos torcedores com a Seleção Brasileira e, paralelamente, proporcionarão uma oportunidade de amplificação da receita comercial”, explicou a CBF por meio de nota.

Leia Também:  Reforma administrativa forma comissão e promete não afetar atuais servidores

No blockchain da Bitci também são negociados tokens de times como o Real Betis (Espanha), Rangers (Escócia), seleção do Uruguai, seleção da Espanha, MotoGP e a McLaren, da Fórmula 1.

O acordo da CBF com a empresa turca inclui as Seleções Brasileiras de Futebol Masculino e Feminino, além das Seleções Sub-20, Sub-17 e Sub-15. Durante a vigência do contrato, a Bitci Technology será a única parceira de negócios da blockchain da Seleção Brasileira de Futebol.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA