ÁGUA BOA

Economia

Nubank vai receber R$ 2,5 bi de investimento de Warren Buffett

Publicado em

Economia


source
Warren Buffet
Luciano Rocha

Warren Buffet

 O Nubank anunciou hoje (8) o recebimento de um aporte de US$ 500 milhões (R$ 2,5 bi) da Berkshire Hathaway, a gestora do bilionário Warren Buffett . Com isso, o banco digital brasileiro, que havia sido considerado um ” unicórnio “, ultrapassado a valorização de US$ 1 bilhão, em 2018, atinge valor de mercado de US$ 30 bilhões e, segundo a instituição, é o maior banco digital do mundo, com 40 milhões de clientes.

O raro investimento de Buffett em uma empresa brasileira mostra o bom momento da instituição. Segundo o Nubank, nos cinco primeiros meses do ano, o banco conseguiu crescer a um ritmo de 45 mil novos clientes por dia.

Dentro de sua nova estratégia de seguros, o Nubank – que também atua na Colômbia e no México – somou 100 mil apólices em três meses. O banco foi criado há oito anos.

“É incrível ver tudo o que temos sido capazes de fazer nestes oito anos de empresa. Ninguém pensava que era possível mudar o sistema financeiro, mas nós sempre estivemos convencidos de que havia espaço para ruptura e inovação e, mais importante que isso, que os clientes mereciam melhores serviços. O Nubank estabeleceu um novo paradigma no mercado, que tem obrigado todos os players a revisarem seus processos e produtos. E como costumo dizer: para nós, no Nubank, ainda é o primeiro dia. Ainda há muito a fazer”, afirma , em nota, o fundador e presidente do Nubank David Vélez.

Leia Também:  Mega-Sena deste sábado (5) vai pagar R$ 7,2 milhões; veja como apostar

Criado em 2013 com um aporte de US$ 2 milhões, o crescimento do Nubank foi exponencial. Já em 2014 recebeu um novo aporte de US$ 15 milhões, em 2015 US$ 82 milhões, que foi crescendo até a chamada “série G” de levantamento de capital do banco, que com o aporte da Berkshire Hathaway, somou US$ 1,15 bilhão. O objetivo da instituição e acelerar o crescimento.

“Cerca de 50% da população da América Latina ainda não tem conta bancária. A penetração do cartão de crédito é de, em média, 21%, enquanto nos Estados Unidos este número bate 70%. Este novo financiamento vai nos ajudar a manter democratizando o acesso aos serviços financeiros em toda a região. Temos a honra de receber um investidor de classe mundial para nos apoiar nessa jornada ”, acrescentou Vélez, em nota.

Leia Também:  6º Leilão Fazenda Elge- Nelore Lemgruber,

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Auxílio emergencial: Caixa liberar novos saques do benefício nesta terça-feira

Publicados

em


source
Auxílio Emergencial
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Auxílio Emergencial

A partir desta terça-feira (15), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em outubro podem sacar a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 2 de julho. A terceira parcela poderá ser sacada a partir de 27 de julho e a quarta, a partir de 27 de agosto.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

CALENDÁRIO DA SEGUNDAPARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021 CALENDÁRIO DA SEGUNDAPARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021 Calendário de saque da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 – Divulgação governo federal

Leia Também:  Auxílio emergencial: Caixa libera saques nesta quinta-feira; confira

Você viu?

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

No dia 8 de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial será prorrogado por pelo menos mais dois meses. Previsto para terminar em julho, o benefício pode ser estendido até setembro, mas esse período ainda poderá ser ampliado, caso a vacinação da população adulta não esteja avançada. “O presidente Jair Bolsonaro é quem vai decidir o prazo. Primeiro, esses dois ou três meses, e então devemos aterrissar em um novo programa social que vai substituir o Bolsa Família”, disse.

Leia Também:  Pandemia deixará mais de 200 milhões sem emprego no mundo até 2022, alerta OIT

Segundo Guedes, os recursos para a prorrogação do auxílio emergencial serão viabilizados por meio de abertura de crédito extraordinário. Atualmente, o custo mensal do programa, que paga um benefício médio de R$ 250 por família, é de R$ 9 bilhões.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA