ÁGUA BOA

Economia

Pix: sequestros relâmpagos crescem 39% e bancos pedem mudança na segurança

Publicado em

Economia


source
Pix: sequestros relâmpagos crescem 39% e bancos solicitam mudança na segurança
Sophia Bernardes

Pix: sequestros relâmpagos crescem 39% e bancos solicitam mudança na segurança

Instituições financeiras brasileiras solicitam ao Banco Central  uma revisão nas regras do sistema brasileiro de pagamentos instantâneos, o PIX, para impedir golpes, roubos e sequestros.

Segundo o pedido, a modernidade do PIX apresenta riscos maiores de sequestros relâmpagos. Após a implementação do serviço, houve um aumento de 30%, sem contar com golpes e roubos.

Crimes com PIX

Em suma, o PIX iniciou a atuação em novembro do ano passado. A partir de então, criminosos utilizam este recurso para aplicar golpes com mais facilidade ou para render a vítima e solicitar o pagamento instantâneo de grandes quantias.

Você viu?

Afinal, o serviço de transferência pode ser utilizado a qualquer momento de forma rápida e sem restrição de horário. No entanto, os criminosos adotaram a utilização de ‘contas laranjas’, que impossibilita os policiais de rastrear as contas e reter o dinheiro roubado.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, no primeiro semestre deste ano, o estado registrou 206 ocorrências de sequestros relâmpagos. Isso representa, um crescimento de 39% em relação a 2020.

Posto que não haviam tantas ocorrências de sequestros relâmpagos nos últimos anos até a implementação do PIX.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  O que são carteiras recomendadas e por que o investidor deve tomar cuidado?
Propaganda

Economia

Gasolina fica mais cara em 18 estados após atualização do governo

Publicados

em


source
Gasolina fica mais cara em 18 estados após atualização do governo
Fernanda Capelli

Gasolina fica mais cara em 18 estados após atualização do governo

Os combustíveis ficarão mais caros a partir desta sexta-feira (14). Isso porque o Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) lançou uma nova tabela de preços no Diário Oficial da União. 

A gasolina fica mais cara em 18 estados, o diesel em 17 e no Distrito Federal e o GLP (gás liquefeito de petróleo), em 14 Estados e no DF.

As maiores altas da gasolina serão no Rio Grande do Sul e no Piauí: 4,6% e no Mato Grosso: 6%. Já o diesel sobe mais no Acre: 5,55%, assim como o GLP que varia 8,75% no estado.

Os valores da tabela são usados de base pelos governos estaduais para a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que incide nos combustíveis. 

Leia Também:  Gasolina fica mais cara em 18 estados após atualização do governo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA