ÁGUA BOA

Economia

Projeto na Alesp quer proibir uso do Pix em São Paulo

Publicado em

Economia


source
Projeto na Alesp quer proibir uso do Pix em São Paulo
Reprodução/Alesp

Projeto na Alesp quer proibir uso do Pix em São Paulo

O deputado Campos Machado (Avante) apresentou à Assembleia Legislativa de São Paulo um projeto para proibir o uso do Pix em todo o Estado. A suspensão seria até que o Banco Central (BC) apresentasse medidas que tornassem o modelo de transferências mais seguro. 

O texto foi apresentado na última semana e ainda não teve o parecer de nenhuma das comissões.

Segundo um levantamento da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, o número de sequestros-relâmpago teve alta de 39,1% nos sete primeiros meses de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado, quando não havia Pix.

O Banco Central já está tomando algumas medidas para tentar evitar a escalada nesse tipo de crime. Entre as medidas anunciadas, o Pix passará a ter um limite de transação de R$ 1 mil no período noturno, entre às 20hrs e às 6hrs. Essa medida também vale para transferências entre o mesmo banco, cartões de débito e liquidação de TEDs.

Leia Também:  Reforma administrativa chega ao terceiro parecer; entenda os motivos


COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Bolsonaro diz que economia vai “muito bem” e descarta trocas no ministério

Publicados

em


source
Bolsonaro em evento da Roda da Fruticultura
Reprodução/redes sociais

Bolsonaro em evento da Roda da Fruticultura

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse neste sábado (18) que economia do país vai “muito bem” e afastou a ideia de trocar peças no Ministério. A fala foi feita durante o Fórum da Rota da Fruticultura da RIDE/DF (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno), em Brasília.

“Nossa economia não pode e não vai parar. [Quero] dizer a vocês, a gente faz analogia com futebol, quando um time não está indo bem, a gente pensa logo em trocar o técnico. O meu time está indo muito bem”, disse o chefe do Executivo. 

Além de Bolsonaro, o evento contou com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes; o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda; a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF); o deputado Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF); o advogado-geral da União, Bruno Bianco e o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães;

A Rota da Fruticultura é responsável pela cadeia produtiva da fruta no Distrito Federal e em 33 municípios de Goiás e Minas Gerais. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA