ÁGUA BOA

Economia

R$ 23 bilhões estão esquecidos no PIS/Pasep; saiba se você tem direito

Publicado em

Economia


source
Dinheiro guardado no PIS/Pasep pode ser resgatado
Thinkstock/Getty Images

Dinheiro guardado no PIS/Pasep pode ser resgatado

Quase R$ 23 bilhões estão parados no banco e podem ser sacados por trabalhadores brasileiros. O dinheiro vem das cotas do PIS/Pasep , que podem ser sacadas até 2025.

Tem direito ao benefício quem trabalhou em empresas e órgãos públicos entre 1971 e 1988, e o saque pode ser feito na Caixa Econômica Federal . Confira as regras:

Quem tem direito à cota do PIS/Pasep?

Quem trabalhou até 4 de outubro de 1988 em uma empresa privada tem cota no PIS, assim como quem era servidor público tem cora no Pasep. Esse dinheiro não tem relação com o abono salarial do PIS/Pasep.

Com a extinção desses dois fundos e a criação do FGTS , todo o dinheiro foi transferido para a Caixa. Se ainda não foram sacados, os valores variam de trabalhador para trabalhador e, por isso, é preciso checar na Caixa – vá a uma agência e leve um documento oficial com foto. Se o trabalhador faleceu, herdeiros podem sacar o dinheiro, desde que apresentem a documentação necessária.

Leia Também:  Golpe do FGTS já atingiu 10 mil pessoas; aprenda a se proteger

As cotas estão disponíveis para saque até 31 de maio de 2025 e, depois desta data, passarão à propriedade da União .

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Comissões da Alesp dão aval a projeto que prevê empréstimos e loteria estadual

Publicados

em


source
Comissões da Alesp dão aval a projeto que prevê empréstimos e loteria estadual
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Comissões da Alesp dão aval a projeto que prevê empréstimos e loteria estadual

Os parlamentares das comissões de Constituição, Justiça e Redação, e de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo ( Alesp ) aprovaram, na quinta-feira (17), durante reunião em ambiente virtual, o relatório que rejeitou as emendas apresentadas sobre o Projeto de Lei 359/2021, do Executivo, que possibilita contratação de empréstimos e a criação da Loteria Estadual para investimentos.

O relatório, de autoria do deputado Alex de Madureira (PSD), apontou que o projeto é claro e não dá margem à utilização dos recursos para outras finalidades além das listadas. “Os recursos não serão desvirtuados do foco do projeto original, certo de que o Poder Executivo poderá implementar as sugestões propostas, com recursos orçamentários próprios presentes na Lei Orçamentária vigente”, disse o parlamentar.

Você viu?

As emendas de Plenário foram apresentadas pelas deputadas Professora Bebel (PT) e Janaina Paschoal (PSL) durante sessão na última terça-feira (15/6), quando as comissões já tinham dado aval ao projeto para iniciar a discussão e votação final. Nas emendas, as parlamentares pediram mais clareza em relação à algumas ações propostas no projeto, além de diferentes destinações aos recursos apresentados.

Leia Também:  MPT-SP inicia pesquisa que verifica incidência de casos de Covid-19 no trabalho

No entanto, o relatório de Madureira, aprovado nesta quinta, concluiu que as emendas poderiam desfigurar o projeto. Nesta quarta-feira (16/6), inclusive, técnicos do governo do Estado se reuniram com deputados e deputadas para explicar, de forma detalhada, a proposta, e também tirar dúvidas ou dar esclarecimentos sobre o regramento.

Para conhecer o projeto e saber mais, leia a  matéria completa em 1Bilhão Educação Financeira .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA