ÁGUA BOA

Economia

Senado promete analisar privatização da Eletrobras amanhã

Publicado em

Economia


source
Eletrobras
O Antagonista

Eletrobras

O senador Marcos Rogério (DEM-RO), relator da medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras , pretende entregar seu parecer ainda esta semana. Segundo ele, a ideia é votar o texto em plenário na quinta-feira (10) ou no início da semana que vem.

Rogério se encontrou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na tarde de hoje (8) e falou após o encontro.

“Vamos apresentar um relatório que vai procurar reunir as convergências. E nos pontos que houver divergências, vamos submeter a voto. Mas o nosso esforço, num compromisso que fiz com o ministro Paulo Guedes, é de apresentar o relatório ainda esta semana e votarmos, se não na quinta-feira, no início da próxima semana”, disse o relator.

Você viu?

O senador afirmou que vai tentar deixar o texto mais próximo do que foi aprovado na Câmara. “Não descarto a possibilidade de acolher emenda. É prerrogativa dos senadores sugerir melhorias, faz parte do processo. Mas o nosso esforço é trabalhar com o texto que veio da Câmara, e que há um entendimento com o governo, sem grandes alterações”.

Leia Também:  Prova de vida do INSS: um terço dos segurados ainda não fez a comprovação

Auxílio emergencial

Na saída do encontro, Guedes foi questionado por jornalistas sobre uma possível prorrogação do auxílio emergencial. Ele afirmou que a decisão é do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro da Cidadania, João Roma, e que cabe a ele fazer os cálculos de impacto nos cofres públicos. Segundo ele, cada mês de pagamento do auxílio traz um gasto de R$ 9 bilhões. O auxílio atual está previsto até o mês de julho.

Guedes citou uma “expectativa geral” de que todos os brasileiros adultos estejam vacinados em “dois, três meses” e, com isso, o auxílio seria necessário até setembro.

“Existe uma expectativa geral de que nos próximos dois, três meses a população adulta brasileira esteja toda vacinada. E é o ritmo da pandemia que dita a necessidade de extensão do auxílio emergencial. Dois meses a mais, seriam R$ 18 bilhões [a mais]”, disse Guedes. Ele acrescentou que esse valor cairia para R$ 11 bilhões por causa de R$ 7 bilhões que sobraram do último auxílio pago pelo governo.

Leia Também:  Restrições na transmissão impedem que energia do Norte seja levada ao Sudeste

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Santander realiza leilões de 542 imóveis com descontos de até 53%

Publicados

em


source
Santander realiza leilões de 542 imóveis com descontos de até 53%
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Santander realiza leilões de 542 imóveis com descontos de até 53%

Durante o mês de junho o Santander Brasil , em parceria com o outlet de imóveis Resale , disponibiliza por meio da plataforma Santander Imóveis 542 propriedades para vendas via leilão , com descontos que chegam até 53%. São casas, apartamentos e salas comerciais com valores iniciais de R$ 48.000 que vão até R$ 9.240.000.

Os imóveis estão espalhados por todo o Brasil e estão 100% quitados, sem nenhum tipo de dívida para quem compra. Os leilões serão feitos pelos leiloeiros credenciados: Mega, Zukerman, Frazão e Sold.

Você viu?

“Imóveis de bancos são uma forma de investimento que, até então, era restrita a um grupo pequeno de conhecedores deste mercado. Entretanto, a Resale tem como objetivo democratizar o acesso a esse tipo de oportunidade com parcerias como essa no portal Santander Imóveis”, comenta o CRO da Resale, Igor Freire.

Para ver os imóveis à venda, o usuário deve acessar aqui e aplicar os filtros de acordo com o seu interesse: por região, tipo do imóvel, valor ou situação (ocupado ou desocupado). É importante que os interessados leiam atentamente o edital.

Leia Também:  Mega-Sena desta quarta-feira (16) vai pagar R$ 3 milhões; veja como apostar

matéria completa apareceu primeiro em 1Bilhão Educação Financeira , onde pode ser lida na íntegra.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA