ÁGUA BOA

Economia

União publica regras para reforma de militares do Exército em casos de invalidez

Publicado em

Economia


source
Revisão de reformas dos militares tem novas regras
O Antagonista

Revisão de reformas dos militares tem novas regras

A União publicou, nesta terça-feira (20), um decreto para regulamentar a revisão da reforma de militares de carreira ou temporários das Forças Armadas, nos casos em que a passagem para a inatividade se dá por incapacidade definitiva para o serviço ativo ou por invalidez. O Estatuto dos Militares (Lei 6.880/1980) já discorria sobre a possibilidade de militares reformados retornarem à ativa ou serem transferidos para a reserva remunerada se julgados aptos em inspeção de saúde, mas faltava uma regulamentação específica sobre a questão, que era alvo que questionamentos na Justiça.

De acordo com as novas regras, dispostas no Decreto 10.750/2021, os militares reformados por incapacidade definitiva ou invalidez (ou seja, que foram afastados permanentemente do serviço ativo) poderão ser convocados, a qualquer tempo, pela administração militar para uma inspeção de saúde. O procedimento terá o objetivo de avaliar as condições que motivaram a concessão da reforma. A convocação ocorrerá em duas hipóteses: em caso de indícios de que o servidor desempenha atividades incompatíveis com a condição de incapacidade definitiva ou invalidez ou por processo de amostragem.

Leia Também:  A importância de um plano de trading para ter sucesso nas operações

Se alterações na condição de saúde forem constatadas, o militar poderá ter a reforma anulada, em caso de erro ou irregularidade na concessão dela, ou cassada, se já não mais existir incapacidade definitiva ou invalidez.

Aqueles que forem considerados aptos na inspeção de saúde retornarão imediatamente ao serviço ativo, desde que não estejam reformados há mais de dois anos. Se o servidor estiver reformado há mais de dois anos, ele será transferido para a reserva remunerada, a menos que já tenha atingido o limite de idade para permanência nessa situação. Isso porque a reserva (quando o militar pode ser convocado de volta ao serviço ativo) exige aplicação da reforma quando o militar atinge a idade de 68 anos, para praças, capitão-tenente, capitão e oficial subalterno; 72 anos, para oficial superior, e 75 anos, para oficial-general.

Leia Também:  BNDES quer mais R$ 100 milhões para fundo social de combate à covid-19

O militar que não atender a convocação para a inspeção de saúde ou se recusar a se submeter ao procedimento médico terá seus proventos suspensos até que obedeça à exigência.

A revisão da reforma também pode ser solicitada pelo militar de carreira ou temporário, quando o servidor se julgar prejudicado ou ofendido pelo ato administrativo. Nesse caso, o requerimento deve estar acompanhado de documentação médica que o fundamente e ser feito em até 45 dias após o ato a ser questionado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Nubank adquire plataforma que permite conversas automáticas com clientes

Publicados

em


source
Nubank adquire plataforma americana que permite conversas automáticas com clientes
Sophia Bernardes

Nubank adquire plataforma americana que permite conversas automáticas com clientes

Nesta quarta-feira (4), o Nubank anunciou a aquisição de uma startup americana Juntos Global.

A plataforma é especializada em engajamento de clientes de serviços financeiros. Dessa forma, a Juntos Global estabelece uma ponte entre os clientes e os bancos. Assim, ela cria conversas automatizadas e personalizadas.

Você viu?

Quem é a Juntos Global?

Em suma, a Juntos Global nasceu em 2010 nos Estados Unidos, direcionada à inclusão financeira para auxiliar os bancos de maneira geral. Assim sendo, promove diálogos personalizados de maneira automática através de mensagens.

Por certo, a companhia já desenvolveu projetos com Mastercard, BBVA e Bancolombia. Levando em conta que, o projeto com a Bancolombia foi o pioneiro na companhia, com 40 mil clientes. Uma vez que, em seis meses, obteve um aumento de um terço de clientes ativos e elevou o saldo nas contas em 50%.

Dessa vez, será introduzida por completo pelo Nubank. Isto é, fará parte time de tecnologia, conteúdo e design da fintech. Os CEOs da Juntos Global também farão parte deste projeto.

Saiba mais sobre a parceria em 1Bilhão .

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Saque do FGTS: mais de 30 projetos da Câmara ameaçam a liquidez do fundo
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA