ÁGUA BOA

Economia

Verba extra do Bolsa Família deve ir para governadores e prefeitos; entenda

Publicado em

Economia


source
João Roma, ministro da Cidadania, é pré-candidato ao governo da Bahia
Câmara dos Deputados

João Roma, ministro da Cidadania, é pré-candidato ao governo da Bahia

O orçamento previsto para o Bolsa Família em 2021 apresentou uma folga de R$ 2 bilhões. Esse dinheiro deve ser repassado pelo Ministério da Cidadania para governadores e prefeitos investirem em projetos sociais locais, informa a colunista Malu Gaspar. 

O excedente surgiu porque muitos beneficiários preferiram optar pelo auxílio emergencial em detrimento do Bolsa Família, já que o programa paga R$ 189, em média, e o auxílio pode chegar a R$ 375, sendo que já foi de R$ 600.

Em tese, os governadores e prefeitos deveriam usar a verba em projetos sociais, mas a lei permite que invistam em medidas eleitoreiras como construção de quadras de esporte e outras despesas que nada tem a ver com assistência social. 

A Câmara dos Deputados ainda precisa aprovar o remanejo da verba, mas, para isso, existem dois projetos enviados pelo ministro João Roma. Um deles deixa a cargo exclusivo de Roma a decisão sobre o destino das verbas, o que poderia beneficiá-lo, já que é possível candidato ao governo da Bahia em 2022.

O texto deveria ser votado nesta terça-feira na Comissão Mista de Orçamento, mas a falta de acordo entre os partidos fez com que a sessão fosse suspensa. A oposição vai dificultar o repasse do montante em ano eleitoral. 



COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Economia

Mulher denuncia empresa e pede demissão no alto-falante; veja o vídeo

Publicados

em


source
Beth McGrath usou alto-falante de loja para pedir demissão nos EUA
Arquivo pessoal

Beth McGrath usou alto-falante de loja para pedir demissão nos EUA

Beth McGrath, funcionária do Walmart no estado de Louisiana (EUA) se revoltou com as políticas trabalhistas da empresa e pediu demissão para quem quisesse ouvir, além de denunciar maus-tratos na empresa. Ela ainda chama um gerente de “pervertido”

“Trabalho no Walmart há quase cinco anos e posso dizer que todo mundo aqui trabalha com excesso de trabalho e é mal pago. A política de atendimento é otimista. Somos maltratados pela administração e pelos clientes todos os dias. Sempre que temos um problema com isso, somos informados de que somos substituíveis”, declarou ela.

“Esta empresa trata seus associados idosos como merda”, continuou a mulher, antes de encerrar o discurso dizendo: “F***-se a gerência e f***-se este trabalho”.

Veja o vídeo:


Após o desentendimento público, ela reforçou a ideia nas redes sociais e aconselhou aos que passam pela mesma situação a fazerem o mesmo.

“Não tenha medo de falar o que te incomoda, mesmo que isso acabe com você”, orientou.

Segundo o UOL, ela teria recebido várias propostas de emprego após o vídeo viralizar.




COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA