ÁGUA BOA

Esportes

LNF: Joinville e Carlos Barbosa querem ficar perto da ponta do Grupo B

Publicado em

Esportes


Duas das melhores campanhas da Liga Nacional de Futsal (LNF) até o momento, Joinville-SC e Carlos Barbosa-RS se enfrentam neste domingo (18), a partir das 11h (horário de Brasília). O duelo no Centreventos Cau Hansen, em Joinville (SC), será transmitido ao vivo pela TV Brasil.

Os anfitriões somam 21 pontos e ocupam o terceiro lugar do Grupo B. Os visitantes acumulam três pontos a mais e aparecem na segunda posição, na cola do Cascavel-PR, que encabeça a chave. Na classificação geral da primeira fase, as equipes estão entre as cinco primeiras, ao lado de Cascavel, Magnus Sorocaba-SP (atual campeão e primeiro colocado do Grupo A) e Foz Cataratas-PR (líder do Grupo B).

Ambos os times vêm de vitórias nos últimos compromissos pela LNF. Na quarta-feira passada (14), o Joinville visitou a Assoeva-RS no Parque do Chimarrão, em Venâncio Aires (RS), e venceu por 4 a 0. Os alas Caio e Renatinho, o fixo Andrei e o pivô Dieguinho (artilheiro do JEC na competição, com sete gols) balançaram as redes para o Tricolor, que busca a terceira vitória seguida. Em casa, os catarinenses têm quatro triunfos e duas derrotas.

O Carlos Barbosa também ganhou como visitante. Na terça-feira (13), os gaúchos superaram o Marreco-PR por 1 a 0 no Complexo Esportivo Arrudão, em Francisco Beltrão (PR), com gol do pivô Pedro Carioca. O resultado positivo manteve a ACBF como a única franquia invicta na edição 2021 da Liga, com dez jogos disputados. O retrospecto fora de casa é de quatro vitórias e um empate.

Catarinenses e gaúchos se reencontram dois meses após o confronto pelo primeiro turno. As equipes se enfrentaram em 8 de maio, no Centro de Eventos Sérgio Luiz Guerra, em Carlos Barbosa (RS), com vitória dos anfitriões por 5 a 2. Os alas Richard (artilheiro da ACBF na LNF, com seis gols) e Pedro Rei marcaram duas vezes para os donos da casa, que também vazaram a meta rival com o fixo Fernando. O ala Vandinho e o fixo Daniel fizeram os gols tricolores.

Leia Também:  Coluna - Agente de trânsito, mesatenista quer medalha na Paralimpíada

Pelo regulamento, os cinco primeiros de cada grupo, mais o melhor sexto colocado entre as três chaves, avançam às oitavas de final. No ano passado, Joinville e Carlos Barbosa poderiam ter se cruzado na semifinal, mas os catarinenses foram superados pelo Corinthians nas quartas. Na fase seguinte, os gaúchos também caíram para o Timão, que ficou com o vice-campeonato.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

São Bento vence Madureira, encerra jejum e vence a 1ª na Série D

Publicados

em


Após oito jogos de jejum, o São Bento-SP, enfim, venceu a primeira na Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (31), o Bentão superou o Madureira-RJ por 2 a 1 no estádio Aniceto Moscoso, popularmente conhecido por Comendador Souza, na zona norte do Rio de Janeiro, pela nona rodada da competição.

O clube paulista subiu para oito pontos e voltou a sonhar com uma das quatro vagas do Grupo 7 à segunda fase da Série D. São três pontos de diferença para o Cianorte-PR, quarto colocado e que fecha a zona de classificação, mas que ainda vai a campo pela rodada neste domingo (1º), contra o Santo André-SP, no estádio Albino Turbay, em Cianorte (PR), às 16h (horário de Brasília).

Os cariocas, com 13 pontos, ocupam o terceiro lugar da chave, mas podem ser ultrapassados justamente pelo Cianorte. O Tricolor Suburbano, que encerrou o primeiro turno da fase de grupos invicto, sofreu a segunda derrota consecutiva na competição.

O primeiro tempo foi de poucas emoções, muitos erros de passe, faltas e cartões (foram quatro, sendo três nos primeiros 15 minutos). Na única chance real, aos 17 minutos, o lateral Juninho Monteiro cruzou por baixo, pela esquerda, a bola quicou no gramado irregular e atrapalhou o atacante Índio, que – sem ângulo e na pequena área – acertou a trave esquerda.

Leia Também:  Mirando liderança do Grupo, seleção feminina pega Zâmbia na Olimpíada

A etapa final foi diferente. Aos três minutos, o atacante Judson foi lançado na entrada da área pela esquerda, cortou o lateral Léo Barboza, mas arrematou por cima do gol do Madureira. No lance seguinte, Eduardo entrou na área pela esquerda e cruzou rasteiro para o também atacante Sampaio se antecipar à zaga e ao goleiro do São Bento para abrir o placar.

A resposta paulista veio aos 17 minutos. Juninho Monteiro ganhou a disputa de cabeça na área com Anderson Cavalo, mas afastou nos pés do também atacante Kayan, que matou a bola no peito e chutou da linha da área, marcando um golaço. O gol acuou os cariocas e animou os visitantes, que seguiram no ataque e chegaram à virada aos 38 minutos. O atacante Ayrton avançou pela direita, deixando a marcação do Tricolor para trás, e rolou à esquerda, na saída do goleiro, para o meia Kadu – mesmo escorregando – colocar o Bentão à frente.

Nos minutos finais, o técnico do São Bento, Paulo Roberto Santos foi expulso por reclamação e foi até o meio do gramado discutir com o árbitro Marcel Phillipe Santos Martins. Mesmo sem o treinador, a equipe de Sorocaba (SP) conseguiu administrar a vantagem para conquistar a primeira vitória na competição.

Leia Também:  Copa do Brasil: Vitória supera Inter no Beira-Rio e avança às oitavas

As duas equipes têm duelos estaduais na próxima rodada da Série D. No sábado que vem (7), às 16h, o São Bento recebe a Portuguesa-SP no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. No outro domingo (8), às 15h, o Madureira faz o clássico contra o Bangu em Moça Bonita, zona oeste do Rio de Janeiro.

Edição: Márcio Parente

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA