ÁGUA BOA

Esportes

Na expectativa da quarta Olimpíada, Marcelo Melo já está no Japão

Publicado em

Esportes


Aos 37 anos, o mineiro Marcelo Melo formará, ao lado de Bruno Soares, 39 anos, uma das duplas brasileiras no torneio de tênis dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Essa será a quarta vez que o atleta participará dos Jogos e a terceira ao lado de Soares.

Antes de seguir para o Oriente no último final de semana, Marcelo Melo falou com a Agência Brasil e revelou confiança. “Eu venho jogando muito bem. Participei bem dos últimos torneios. Estou mais experiente. E a medalha olímpica, desde a minha primeira participação, sempre foi um foco na minha carreira. Estou muito animado e ansioso. Essa última edição de Wimbledon mostrou que eu ainda estou bastante competitivo”. Os tenistas brasileiros desembarcaram no Japão no domingo (18).

No recente Grand Slam inglês, o brasileiro, com o parceiro polonês Lukasz Kubot, caiu nas quartas de final depois de um duelo de mais de quatro horas contra a dupla número 1 do mundo, os croatas Mate Pavic e Nikola Mektic. A derrota foi por 3 sets a 2.

A última semana no Brasil antes da viagem foi de muitos treinos na capital mineira com Bruno Soares, amigo de longa data. “Atualmente, estamos em duplas diferentes dentro do Circuito Mundial. Mas já jogamos juntos durante muito anos desde a época do juvenil. Foram muitas edições de Copa Davis. Vários torneios. A gente treina junto durante o ano ao redor do mundo. A gente já se enfrentou também muitas vezes. É basicamente como pegar um carro e repetir uma viagem que já foi feita várias vezes. Além desta semana no Brasil, teremos mais uns seis dias de treinamento no Japão. E agora considero que o principal é mantermos o foco de que estamos em uma Olimpíada”.

Marcelo Melo e Bruno Soares com os treinadores em Belo Horizonte Marcelo Melo e Bruno Soares com os treinadores em Belo Horizonte

Marcelo Melo e Bruno Soares com os treinadores e o preparador físico em Belo Horizonte – Divulgação/Arquivo pessoal
Leia Também:  Na Argentina, Tricolor elimina o Racing e avança na Conmebol Libertadores

Na capital mineira, Melo e Soares treinaram acompanhados do irmão e técnico, Daniel Melo, e do preparador físico Chris Bastos, e Soares de seu treinador, Hugo Daibert. Nas duas vezes em que estiveram juntos nos Jogos, em Londres e na Rio de Janeiro, Melo e Soares chegaram até as quartas de final. Em Pequim, Marcelo jogou ao lado do mineiro André Sá, parando nas oitavas de final.

Ao contrário do torneio de simples, no qual vários grandes nomes não participarão, como o espanhol bicampeão olímpico Rafael Nadal, o austríaco Dominic Thiem e o australiano Nick Kyrgios, a competição de duplas contará com praticamente todos os principais nomes.

“É até difícil definir um top 10. Parece que nas duplas está sendo exatamente o contrário. Todo mundo está confirmando a participação. É até engraçado de repente a diferença de mentalidade entre os jogadores. Acho que não participei de apenas uma edição de Copa Davis durante toda a minha carreira. Nós temos que representar o nosso país no dia a dia. E ainda mais quando estamos nesses momentos”, comentou Marcelo Melo.

Além da parceria Marcelo Melo e Bruno Soares, nas duplas, o Brasil também terá Thiago Monteiro e Marcelo Demoliner no masculino e Laura Pigossi com Luisa Stefani no feminino. No torneio de simples, a equipe nacional terá João Menezes e Thiago Monteiro. O torneio de tênis olímpico começa no dia 24 de julho na capital japonesa e será disputado em jogos com melhor de três sets, com um super-tiebreak de 10 pontos sempre que a terceira parcial for necessária.

Leia Também:  Palmeiras realiza treino tático e encerra preparação para duelo com CRB-AL

Edição: Gustavo Faria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

São Bento vence Madureira, encerra jejum e vence a 1ª na Série D

Publicados

em


Após oito jogos de jejum, o São Bento-SP, enfim, venceu a primeira na Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (31), o Bentão superou o Madureira-RJ por 2 a 1 no estádio Aniceto Moscoso, popularmente conhecido por Comendador Souza, na zona norte do Rio de Janeiro, pela nona rodada da competição.

O clube paulista subiu para oito pontos e voltou a sonhar com uma das quatro vagas do Grupo 7 à segunda fase da Série D. São três pontos de diferença para o Cianorte-PR, quarto colocado e que fecha a zona de classificação, mas que ainda vai a campo pela rodada neste domingo (1º), contra o Santo André-SP, no estádio Albino Turbay, em Cianorte (PR), às 16h (horário de Brasília).

Os cariocas, com 13 pontos, ocupam o terceiro lugar da chave, mas podem ser ultrapassados justamente pelo Cianorte. O Tricolor Suburbano, que encerrou o primeiro turno da fase de grupos invicto, sofreu a segunda derrota consecutiva na competição.

O primeiro tempo foi de poucas emoções, muitos erros de passe, faltas e cartões (foram quatro, sendo três nos primeiros 15 minutos). Na única chance real, aos 17 minutos, o lateral Juninho Monteiro cruzou por baixo, pela esquerda, a bola quicou no gramado irregular e atrapalhou o atacante Índio, que – sem ângulo e na pequena área – acertou a trave esquerda.

Leia Também:  Galo inicia treinos para enfrentar o Flamengo

A etapa final foi diferente. Aos três minutos, o atacante Judson foi lançado na entrada da área pela esquerda, cortou o lateral Léo Barboza, mas arrematou por cima do gol do Madureira. No lance seguinte, Eduardo entrou na área pela esquerda e cruzou rasteiro para o também atacante Sampaio se antecipar à zaga e ao goleiro do São Bento para abrir o placar.

A resposta paulista veio aos 17 minutos. Juninho Monteiro ganhou a disputa de cabeça na área com Anderson Cavalo, mas afastou nos pés do também atacante Kayan, que matou a bola no peito e chutou da linha da área, marcando um golaço. O gol acuou os cariocas e animou os visitantes, que seguiram no ataque e chegaram à virada aos 38 minutos. O atacante Ayrton avançou pela direita, deixando a marcação do Tricolor para trás, e rolou à esquerda, na saída do goleiro, para o meia Kadu – mesmo escorregando – colocar o Bentão à frente.

Nos minutos finais, o técnico do São Bento, Paulo Roberto Santos foi expulso por reclamação e foi até o meio do gramado discutir com o árbitro Marcel Phillipe Santos Martins. Mesmo sem o treinador, a equipe de Sorocaba (SP) conseguiu administrar a vantagem para conquistar a primeira vitória na competição.

Leia Também:  Grêmio é superado pelo Juventude, no Brasileirão

As duas equipes têm duelos estaduais na próxima rodada da Série D. No sábado que vem (7), às 16h, o São Bento recebe a Portuguesa-SP no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. No outro domingo (8), às 15h, o Madureira faz o clássico contra o Bangu em Moça Bonita, zona oeste do Rio de Janeiro.

Edição: Márcio Parente

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA