ÁGUA BOA

Esportes

Palmeiras e Fluminense duelam no Brasileiro com promessa de equilíbrio

Publicado em

Esportes


Líder absoluto do Campeonato Brasileiro, classificado para as quartas de final da Libertadores da América, oito vitórias consecutivas. Depois das críticas e desconfiança, o Palmeiras do técnico Abel Ferreira agora deixa os torcedores eufóricos. Neste sábado (24), o Verdão encara o Fluminense, às 19h (horário de Brasília(, no Allianz Parque, pela 13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O embate será transmitido ao vivo na Rádio Nacional, com narração de Felipe Rangel, comentários de Mario Silva, reportagem de Rafael Monteiro e plantão de notícias com Astrid Nick.

Para quem não acompanha futebol diariamente, o confronto pode parecer “barbada”. São 11 pontos de diferença, e o adversário vem de derrota em casa contra o Grêmio, penúltimo colocado. Entretanto, o panorama não é bem este. Assim como o Palmeiras, o Fluminense disputa a Libertadores e tem uma grande vantagem sobre o Cerro Porteño nas oitavas de final. O tricolor venceu a partida de ida, no Paraguai, por 2 a 0.

Vale lembrar que o confronto de volta seria nesta semana, mas a partida foi adiada devido ao falecimento do filho do técnico do Cerro Porteño. A mudança deu ao Flu uma semana inteira de treinamento e mais tempo de preparação para os próximos desafios. Além do Palmeiras, a equipe de Roger Machado vai encarar uma maratona de jogos contra o Criciúma, pela Copa do Brasil, e o próprio Cerro Porteño, pela Libertadores. Para o zagueiro Manoel, o momento é de pensar apenas no duelo com o líder do Brasileirão.

Leia Também:  Judô brasileiro terá equipe renovada em 1º torneio após Olimpíada

“Tem que pensar jogo a jogo. Infelizmente, não aconteceu o jogo contra o Cerro, mas agora é com o Palmeiras, uma equipe muito difícil, é a melhor do Campeonato Brasileiro hoje, e a gente sabe que vai ser um jogo difícil lá, fora de casa, mas nós temos que entrar pensando somente no Palmeiras. Todo mundo fica ‘ah, Libertadores’, mas a gente tem que pensar aqui, fazer o nosso papel, ganhar a partida contra o Palmeiras, depois pensar no Criciúma para dar mais confiança ainda para enfrentar o Cerro no jogo de volta da Libertadores”, disse em entrevista coletiva.

O Fluminense vai a São Paulo para vencer, mas sabendo das dificuldades. O que faz ser tão complicado derrotar o líder do Campeonato Brasileiro? O zagueiro Manoel responde.

“Jogadores de muita qualidade, é uma equipe que já vem jogando um bom tempo junta, tem característica de toque de bola, muito rápida, chega na linha de fundo e cruza muito na área, tem o Deyverson, que está muito bem. É uma equipe difícil de se jogar, em um campo que eles estão acostumados, sintético, rápido. Mas trabalhamos bastante nessa semana as características do Palmeiras e estamos preparados para enfrentar todas as dificuldades lá e vencer a partida”.

O Verdão terá o desfalque do técnico Abel Ferreira, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Luan e Rony voltaram a treinar após lesões musculares, mas não devem jogar. Já o Tricolor terá o retorno do uruguaio Abel Hernández, que recebeu apenas uma partida de suspensão pela expulsão contra o Corinthians.

Ouça na Rádio Nacional
Leia Também:  Avaí vence Goiás em Santa Catarina e sobe na tabela da Série B

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Caxias-RS abre vantagem sobre União-MT pelas oitavas da Série D

Publicados

em


O Caxias-RS saiu na frente do União Rondonópolis-MT na disputa por uma vaga nas quartas de final da Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (25), o time gaúcho superou o Tourão do Cerrado por 2 a 0 no Centenário, em Caxias do Sul (RS). A partida foi transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O duelo de volta será no sábado que vem (2), às 16h (horário de Brasília), no Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis (MT). O time grená se classifica mesmo se perder por um gol. Os mato-grossenses precisam vencer por três ou mais gols para avançarem às quartas. Em caso de triunfo colorado por dois gols de diferença, a decisão da vaga será nos pênaltis.

A partida marcou a volta do público ao Centenário após 574 dias de ausência, devido à pandemia do novo coronavírus. Com autorização do governo estadual para ter até 2,5 mil pessoas no estádio, o Caxias liberou a entrada somente de associados com mensalidade em dia, que tiveram de apresentar comprovantes de vacinação contra a covid-19 ou do teste com resultado negativo para o vírus.

Os primeiros movimentos de partida já indicavam a tônica da etapa inicial: pouca intensidade de ambos os lados, com um Caxias mais perigoso e um União buscando os contra-ataques. Se não foi brilhante, a equipe grená soube aproveitar melhor os espaços. Aos 13 minutos, o meia Matheuzinho cruzou pela direita e o lateral Bruno Ré, como um centroavante, apareceu pela esquerda, às costas da marcação, para cabecear e abrir o placar.

Leia Também:  CBF divulga tabela detalhada das semifinais da Copa do Brasil

Sem pressa, a equipe gaúcha quase aumentou aos 35. O zagueiro Thiago Sales dominou pela esquerda e levantou na área. O atacante Milla escorou de cabeça, mas o goleiro Neneca salvou com um tapa e mandou a bola no travessão. O União, apesar de chutar mais a gol, levou pouco perigo à meta gaúcha.

Na etapa final, Jean Dias quase surpreendeu os visitantes logo aos três minutos. O meia, que entrou no intervalo, bateu escanteio pela esquerda e encobriu Neneca. O zagueiro Barão, porém, salvou em cima da linha. O União respondeu aos sete, em chute de fora da área do atacante Eltinho que deu trabalho ao goleiro Marcelo Pitol. Mas quem chegou ao gol foi o Caxias. Aos 12, o lateral Lucas Carvalho rolou na área para Jean Dias girar em cima de Barão e bater cruzado.

Em desvantagem, o Tourão avançou as linhas para tentar diminuir o prejuízo, mas encontrou dificuldades para concluir as jogadas. O jeito foi apostar em arremates de longe, como aos 28 minutos, quando o meia Edson Carvalho dominou pela esquerda e arriscou da intermediária. A bola foi rente ao travessão. Apesar de mais perigosos, os gaúchos se contentaram em administrar o resultado final.

Leia Também:  Judô brasileiro terá equipe renovada em 1º torneio após Olimpíada

Mais Série D

Mais três jogos movimentaram as oitavas de final da Série D neste sábado. O Atlético-CE superou o Paragominas-PA por 2 a 0 no Domingão, em Horizonte (CE), com gols dos atacantes Erick Pulga e Hítalo. Os cearenses avançam às quartas mesmo se perderem por um gol de diferença no duelo de volta, daqui uma semana, no interior paraense.

Em Bento Gonçalves (RS), na Montanha dos Vinhedos, a Ferroviária-SP venceu o Esportivo-RS por 2 a 1. O atacante Gleydson e o zagueiro Bruno Leonardo balançaram as redes para os paulistas e o atacante Matheus Batista descontou para os gaúchos. As equipes voltam a jogar no próximo domingo (3), em Araraquara (SP). A Locomotiva tem a vantagem do empate.

No Amigão, em Campina Grande (PB), o Campinense-PB derrotou o Guarany de Sobral-CE, também por 2 a 1. O lateral Felipinho marcou para os anfitriões, o atacante Hugo igualou e o atacante Matheus Regis, nos acréscimos da etapa final, garantiu a vitória da Raposa. As equipes se reencontram no domingo que vem, em Sobral (CE). Os paraibanos se classificam em caso de empate.

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA