ÁGUA BOA

Esportes

Paralimpíada: cinco tenistas vão em busca de medalha inédita em Tóquio

Publicado em

Esportes


O tênis em cadeira de rodas brasileiro tem cinco atletas classificados à Paralimpíada de Tóquio (Japão). O posicionamento no ranking da Federação Internacional de Tênis (ITF, sigla em inglês) na terça-feira (8) credenciou Ymanitu Silva, Daniel Rodrigues, Gustavo Carneiro, Rafael Medeiros e Meirycoll Duval a representarem o país nos Jogos.

Presente na Paralimpíada Rio 2016, Ymanitu se classificou com o décimo lugar da classe quad (atletas com deficiência nos membros inferiores e superiores). Os 12 mais bem colocados na categoria se garantiram em Tóquio.

Daniel se qualificou graças à 11ª posição no ranking mundial da classe open (atletas com deficiência nos membros inferiores) masculina. Será a segunda participação paralímpica dele, após a estreia na Rio 2016.

Entre os homens, a classe open classificaria os 40 tenistas melhores ranqueados para os Jogos. No entanto, há limite de quatro jogadores por país e eles precisam ter sido convocados para representar as respectivas seleções em etapas da Copa do Mundo da modalidade em ao menos dois anos do ciclo, iniciado em 2017. Com isso, atletas situados abaixo da linha de corte foram beneficiados com as vagas restantes. Casos de Gustavo (41º lugar), estreante em Paralimpíada, e Rafael (46º), que disputará o evento pela terceira vez.

Meirycoll Duval - tenista - cadeira de rodas - classificada para Tóquio 2020 - Paralimpíada - foto tirada nos Jogos Parapanamericanos Lima 2019 Meirycoll Duval - tenista - cadeira de rodas - classificada para Tóquio 2020 - Paralimpíada - foto tirada nos Jogos Parapanamericanos Lima 2019

A brasileira Meirycoll Duval fará sua estreia em Paralimpíada na edição de Tóquio. Ela será a única tenista mulher a representar o país nos Jogos do Japão – Saulo Cruz/EXEMPLUS/CPB
Leia Também:  CRB-AL mantém embalo e bate Confiança-SE pela Série B em Maceió

Já na open feminina, onde as 22 melhores atletas se garantiam em Tóquio pelo ranking, Meirycoll se credenciou pelo mesmo critério. A brasileira ocupa o 28º lugar na lista da ITF e competirá pela primeira vez nos Jogos.

As disputas do tênis em cadeira de rodas na Paralimpíada começam em 27 de agosto e seguem até 4 de setembro. O Brasil busca uma medalha inédita na modalidade, que é disputada oficialmente desde os Jogos de Barcelona (Espanha), em 1992. Quatro anos antes, em Seul (Coreia do Sul), o esporte foi praticado como demonstração.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Jogador da Dinamarca se recupera após síncope durante jogo da Euro 202

Publicados

em


O meia da seleção dinamarquesa, Christian Eriksen, está consciente no hospital, segundo autoridades do futebol, após um colapso durante o jogo do seu time contra a Finlândia, pela Eurocopa de 2020, neste sábado (12), e de ter recebido massagens cardíacas dentro do gramado do Estádio Parken, em Copenhague.

Eriksen desabou no gramado aos 42 minutos do primeiro tempo, no momento em que corria na linha lateral para receber uma cobrança de lateral. O silêncio tomou conta da arquibancada com 16 mil pessoas, enquanto seus companheiros formavam um círculo em torno de Eriksen, com os médicos trabalhando em seu peito.

Um fotógrafo da Reuters no jogo viu Eriksen levantar o braço enquanto era carregado para fora do gramado em uma maca. A Federação Dinamarquesa de Futebol informou posteriormente pelo Twitter que o jogador de 29 anos estava acordado no hospital Rigshospitalet, nas proximidades do estádio, onde era examinado.

Inicialmente suspenso, o jogo foi retomado horas depois, com vitória da Finlândia por 1 a 0.

Leia Também:  Copa do Brasil: Santos vence Cianorte-PR outra vez e avança às oitavas

A partida estava com o placar zerado quando Eriksen, que defende a Internazionale, da Itália, desabou pouco antes do intervalo do jogo pelo Grupo B. Os companheiros Martin Braithwaite e Thomas Delaney correram para ajudá-lo. Delaney acenava furiosamente em busca de assistência médica.

Os dois times deixaram o gramado, com autoridades segurando lençóis para bloquear a visão da maca, e o auto-falante do estádio dizendo que a partida havia sido suspensa devido a uma emergência médica e que permanecessem em seus assentos.

A torcida no Estádio Parken cantou o hino nacional da Dinamarca e gritaram o nome de Christian Eriksen enquanto esperavam notícias sobre o jogador.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA