ÁGUA BOA

Esportes

Vôlei de praia: brasileiras avançam às oitavas na República Tcheca

Publicado em

Esportes


Das cinco duplas brasileiras de vôlei de praia que entraram em quadra nesta quinta-feira (3) na etapa de Ostrava (República Tcheca) do Circuito Mundial, apenas Ágatha e Duda (PR/SE) e Talita e Taiana (AL/CE) venceram os dois compromissos de hoje e avançaram diretamente às oitavas de final de sexta-feira (04). Nesta sexta (4), elas voltam à quadra às 11h40 (horário de Brasília). A competição está sendo transmitida ao vivo no canal da Federação internacional de Voleibol (FIVB, sigla em francês), no Youtube. A etapa Ostrava é a penúltima quatro estrelas – segunda mais importante do Circuito Mundial –  antes da Olimpíada de Tóquio. 

Já com presença garantida nos Jogos Olímpicos, Ágatha e Duda começaram vencendo as donas da casa Williams e Stochlova, por 2 sets a 0 (parciais de 21/17 e 21/13). Na sequência, repetiram os 2 sets a 0 diante das alemãs Schneider e Bieneck, com parcias de 21/15 e 21/17.

Talita e Taiana, vôlei de praia Talita e Taiana, vôlei de praia

Talita e Taiana disputam as oitavas de final da etapa Ostrava do Circuito Mundial nesta sexta (4), às 11h40, assim como Ágatha e Duda – Pavel Lebeda (sport-pics.cz)
Leia Também:  Após queda na Copa do Brasil, Cruzeiro anuncia Mozart como técnico

Talita e Taiana também triunfaram contra as russas Dabizha e Rudykh, por 2 sets a 0 (21/11 e 21/09. No segundo jogo, nova vitória por 2 sets a 0.. Dessa vez, sobre as espanholas Liliana e Elsa, com parciais de 21/14 e 21/15.

“Jogamos muito focadas e conseguimos manter um ritmo muito bom de saque. Isso facilitou muito para nosso sistema defensivo. Jogar aqui na República Tcheca é sempre muito interessante”, lembrou Talita em depoimento à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Enquanto isso, Bárbara e Carol foram superadas no primeiro duelo do dia pelas alemãs Borger e Sude: as adversárias ganharam por 2 sets a 1 (18/21, 21/15 e 10/15). Na segunda partida, a dupla brasileira superou as russas Frolova e Voronina, por 2 a 0 (21/13 e 21/10). A dupla disputará a repescagem nesta sexta(4), às 8h30. 

As duplas brasileiras masculinas,  André e George (ES/PB), e Alison e Álvaro Filho (ES/PB) não foram bem nos jogos de hoje.  André e George perderam para os poloneses Fijalek e Bryl, por 2 a 0 (15/21 e 14/21). Já Alison e Álvaro Filho caíram para os russos Liamin e Myskiv,  por 2 a 1 (12/21, 21/17 e 14/16). Os brasileiros fazem o segundo jogo da chave nesta sexta (14): André e George às 5h40, e Alison e Álvaro às 6h30. 

Leia Também:  Fluminense bate Cuiabá e vence a primeira no Campeonato Brasileiro

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Judô: Brasil bate Rússia e fatura o bronze por equipes no Mundial

Publicados

em


Neste domingo (13), em Budapeste, na Hungria, o Brasil conquistou a medalha de bronze na disputa por equipes mistas. Beatriz Souza (+70kg), Maria Portela (70kg), David Moura (+90kg) e Ketelyn Nascimento (57kg) venceram suas lutas e garantiram o terceiro pódio verde e amarelo no último dia de disputas. Com os bronzes de Maria Suelen Altheman e de Beatriz Souza, no individual, a equipe nacional iguala o desempenho do último Mundial (2019), com três bronzes.

Na primeira rodada, a equipe composta por Ketelyn Nascimento (57kg), Maria Portela (70kg), Maria Suelen Altheman (+70kg), Beatriz Souza (+70kg), Eduardo Katsuhiro (73kg), Eduardo Yudy (90kg), Rafael Macedo (90kg) e David Moura (+90kg) venceu o Cazaquistão por 4 a 3. David Moura, Maria Suelen, Ketelyn Nascimento e Maria Portela garantiram os pontos brasileiros nesse duelo.

Nas quartas, o Brasil caiu para os judocas do Uzbequistão perdendo as quatro primeiras lutas. Na repescagem, a seleção nacional era obrigada a bater a Geórgia para seguir à disputa pelo bronze. E o time verde e amarelo conseguiu. Ketelyn bateu Eteri Liparteliani por waza-ari no Golden score; Tatalashvili empatou para a Geórgia com vitória sobre Eduardo Katsuhiro; Portela recuperou a vantagem brasileira, batendo Tchanturia nas punições; Rafael Macedo venceu o campeão mundial Avtandili Tchrikshvili com um belo ippon no golden; e Bia Souza não deu chances para Somkhishvili, jogando e imobilizando a adversária para marcar o quarto e definitivo ponto do Brasil.

No duelo valendo medalha, a Rússia saiu na frente com Denis Iartcev (73kg) sobre Eduardo Katsuhiro Barbosa. Depois, Maria Portela (70kg) passou pela judoca Liluashvili por ippon e empatou. Rafael Macedo (90kg) foi superado por Khusen Khalmurzaev. A partir daí, o Brasil venceu todas as lutas. Beatriz Souza (+70kg) contra Daria Vladimirova, David Moura sobre Alen Tskhovrebov e Ketelyn Nascimento confirmou a medalha ao bater Anastasiia Konkina.

Leia Também:  Após queda na Copa do Brasil, Cruzeiro anuncia Mozart como técnico

Edição: Gustavo Faria

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA