ÁGUA BOA

SELETIVO

Aberto processo seletivo para contratação de analistas de sistemas da Polícia Civil e CGE; salário de R$ 16 mil

Publicado em

GERAL

A Polícia Civil de Mato Grosso e a Controladoria Geral do Estado abrem na próxima segunda-feira (30.05) o processo seletivo para contratação dos cargos de desenvolvedor sênior, analista de banco de dados, analista de sistemas e analista de infraestrutura.

As inscrições podem ser realizadas entre os dias 30 de maio a 02 de junho, pela ficha de inscrição, divulgada nos sites da Polícia Civil (www.pjc.mt.gov.br) e da Controladoria Geral do Estado (www.controladoria.mt.gov.br).

São ofertadas vagas para cadastro de reserva, com salários de R$ 16 mil, conforme as atribuições descritas no Edital nº 001/2022/PJC/CGE, publicado nesta quinta-feira (26), no Diário Oficial do Estado.

O candidato poderá se inscrever em apenas um perfil profissional previsto no edital. Caso seja realizada mais de uma inscrição, será considerada válida apenas a última registrada.

Todos os atos oficiais relativos ao Processo Seletivo Simplificado serão publicados no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso, no site da Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso e no site da Polícia Civil de Mato Grosso, sendo de total e exclusiva responsabilidade do candidato o seu constante acompanhamento.

Leia Também:  Santos vence Coritiba no Couto Pereira nos acréscimos

O cadastro de reserva assegurará apenas a expectativa de direito à contratação, condicionada à eventual e real necessidade da CGE/MT e da PJC/MT, à observância das disposições legais pertinentes, ao exclusivo interesse e conveniência da Administração Pública Estadual, à rigorosa ordem de classificação e ao prazo de validade deste Processo Seletivo Simplificado, não havendo, portanto, dever legal de aproveitamento imediato ou futuro dos candidatos classificados.

FICHA DE INSCRIÇÃO (Google Formulários)

Olho no Araguaia- Água Boa News

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

STF vota nesta quarta (10) reajuste de salários de ministros e juízes, que pode superar R$ 46 mil

Publicados

em

Proposta de reajuste é de 18% e sessão será virtual

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, marcou para esta quarta-feira (10) sessão aministrativa virtual, das 8h às 15h, para votar o orçamento da Corte para 2023 e a proposta de reajuste de 18% no salário de todos os servidores e magistrados da Justiça.

Se aprovado, o reajuste valerá também para os próprios salários dos ministros do Supremo. O valor hoje é de R$ 39.293,32, podendo superar os R$ 46 mil.

Por servir como teto para os salários de todo o funcionalismo público, sempre que a remuneração dos ministros do Supremo é reajustada, tem o potencial de gerar efeito cascata, com impacto também no orçamento do Executivo e do Legislativo.

O último aumento de salário dos ministros do Supremo ocorreu em 2018, com percentual de reajuste de 16,38%. Na época, estudos da Câmara e do Senado projetaram que somente a correção automática nos vencimentos de todos os juízes teria impacto de R$ 4 bilhões. Na ocasião, o impacto foi compensado em parte com o fim do auxílio-moradia, que era pago indiscriminadamente a todos os juízes do país. Desde então, o benefício foi regulamentado e passou a ser bem mais restrito.

Leia Também:  Auxílio Brasil de R$ 600 incia pagamentos de agosto nesta terça

Pela regra do teto constitucional de gastos, o orçamento do Judiciário para o ano que vem pode chegar aos R$ 850 milhões, 10,9% maior que os R$ 767 milhões previstos no orçamento deste ano. O percentual é o mesmo da inflação oficial registrada em 2021. A previsão é que os reajustes sejam absorvidos por esse espaço maior.

O aumento de 18% foi proposto por associações de magistrados e sindicatos de servidores, segundo o Supremo. Em comum, as entidades alegam que os salários encontram-se há mais de três anos sem reajuste, e que a proposta atual seria apenas uma recomposição da inflação, não havendo aumento real nos vencimentos.

Se for aprovado pelos ministros do Supremo, o reajuste será encaminhado ao Congresso, que deve votar a proposta, tendo a palavra final sobre o orçamento do Judiciário.

Olho no Araguaia – Semana 7

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA