ÁGUA BOA

TRAGÉDIA

Barco afunda no Rio Araguaia; uma pessoa morreu e seis estão desaparecidas

Publicado em

GERAL

Uma pessoa morreu em naufrágio e seis estão desaparecidas no rio Araguaia.

Seis vítimas do naufrágio foram resgatadas com vida na tragédia que abalou a localidade de Barreira de Campo- PA.

Um barco com 12 pessoas naufragou na manhã desta segunda-feira (27), no Rio Araguaia, próximo ao Distrito de Barreira de Campo, no município de Santana do Araguaia-PA.

O naufrágio ocorreu na localidade conhecida como Boca da Campo Alegre, que fica localizado as proximidades de Barreira de Campo.

A voadeira como é conhecida o barco de popa, viajava com 13 pessoas a bordo.

De acordo com as primeiras informações uma pessoa morreu no naufrágio, seis pessoas foram resgatadas com vida e seis estão desaparecidas.

Entre os desaparecidos estão crianças e idosos.

Moradores de Barreira de Campo, que possuem barcos e lanchas fazem uma força tarefa no rio Araguaia, na intenção de encontrar as pessoas desaparecidas. Funcionários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Santana do Araguaia, também estão empenhados na procura dos desaparecidos.

Leia Também:  Fazendeiro é autuado por trabalho escravo; três pessoas libertadas

Devido às intensas chuvas que tem caído sobre a região no mês de dezembro, o volume de água e a correnteza tem tornado a navegação no rio Araguaia o tanto perigosa.

Uma equipe do Grupamento do Corpo de Bombeiros de Redenção, se deslocou para o local do naufrágio para participar das buscas dos náufragos.

Olho no Araguaia – Via: Giro Cultural

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

STF vota nesta quarta (10) reajuste de salários de ministros e juízes, que pode superar R$ 46 mil

Publicados

em

Proposta de reajuste é de 18% e sessão será virtual

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, marcou para esta quarta-feira (10) sessão aministrativa virtual, das 8h às 15h, para votar o orçamento da Corte para 2023 e a proposta de reajuste de 18% no salário de todos os servidores e magistrados da Justiça.

Se aprovado, o reajuste valerá também para os próprios salários dos ministros do Supremo. O valor hoje é de R$ 39.293,32, podendo superar os R$ 46 mil.

Por servir como teto para os salários de todo o funcionalismo público, sempre que a remuneração dos ministros do Supremo é reajustada, tem o potencial de gerar efeito cascata, com impacto também no orçamento do Executivo e do Legislativo.

O último aumento de salário dos ministros do Supremo ocorreu em 2018, com percentual de reajuste de 16,38%. Na época, estudos da Câmara e do Senado projetaram que somente a correção automática nos vencimentos de todos os juízes teria impacto de R$ 4 bilhões. Na ocasião, o impacto foi compensado em parte com o fim do auxílio-moradia, que era pago indiscriminadamente a todos os juízes do país. Desde então, o benefício foi regulamentado e passou a ser bem mais restrito.

Leia Também:  Agosto Branco chama atenção para o câncer de pulmão

Pela regra do teto constitucional de gastos, o orçamento do Judiciário para o ano que vem pode chegar aos R$ 850 milhões, 10,9% maior que os R$ 767 milhões previstos no orçamento deste ano. O percentual é o mesmo da inflação oficial registrada em 2021. A previsão é que os reajustes sejam absorvidos por esse espaço maior.

O aumento de 18% foi proposto por associações de magistrados e sindicatos de servidores, segundo o Supremo. Em comum, as entidades alegam que os salários encontram-se há mais de três anos sem reajuste, e que a proposta atual seria apenas uma recomposição da inflação, não havendo aumento real nos vencimentos.

Se for aprovado pelos ministros do Supremo, o reajuste será encaminhado ao Congresso, que deve votar a proposta, tendo a palavra final sobre o orçamento do Judiciário.

Olho no Araguaia – Semana 7

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA