ÁGUA BOA

GERAL

Brasil tem 1ª morte de paciente infectado pela Covid-19 mas de uma vez

Publicado em

GERAL

A morte de um farmacêutico sergipano de 44 anos por uma recorrência de covid-19, em Aracaju (SE), se tornou o primeiro caso documentado do tipo causado pela doença no país. Não se sabe se trata-se de uma reinfecção ou de uma recidiva (quando o vírus de uma mesma infecção volta a atacar o corpo). O estudo confirmando o óbito foi publicado por pesquisadores na última sexta-feira (12) no Journal of Infection. RELACIONADAS AM teve alta de 41% em mortes por covid após falta de oxigênio em hospitais Sem controle, 2ª onda faz janeiro bater recorde de mortes por covid no país Com fila de espera, AM faz requisição de leitos privados para tratar covid O artigo ainda traz o relato de 32 casos de recorrência da doença entre pacientes que atuam como profissionais de saúde no estado, inclusive um caso comprovado de reinfecção por linhagens diferentes no Brasil, ocorrido em julho de 2020, que seria o primeiro do país. Oficialmente, o primeiro caso registrado até então pelo Ministério da Saúde de reinfecção ocorreu em 23 outubro de 2020 em uma médica do Rio Grande do Norte. A publicação é assinada pesquisadores da UFS (Universidade Federal de Sergipe) em parceria com oito instituições.

Leia Também:  TRE mantém cassação de Avallone por caixa 2 na campanha de 2018

Morte por recorrência O paciente que morreu atuava em um hospital de urgência de Aracaju e teve o primeiro teste RT-PCR (considerado o padrão ouro de testagem) positivo feito no dia 8 de maio de 2020. Após nove dias de sintomas leves, ele voltou às suas funções normais. Não houve necessidade de internação. Exato um mês depois, ele voltou a apresentar sintomas de covid-19. No dia 13 de junho, ele fez outro teste RT-PCR, que deu positivo. Dessa vez, porém, a doença se apresentou de forma grave: ele foi internado e morreu no dia 2 de julho.

O cientista, que é doutor em imunologia celular e um dos líderes do estudo, afirma que não é possível saber se o caso se trata de uma recidiva ou de uma reinfecção, já que não foi possível isolar o vírus da primeira amostra de maio. Mesmo que houvesse isso, segundo critérios adotados pela OMS (Organização Mundial de Saúde), seria necessário ter um período de 90 dias entre um caso e outro e haver um teste RT-PCR negativo nesse intervalo. A morte do farmacêutico, diz, chamou a atenção por fugir à regra do que é visto do comportamento da doença. “Pelo que conhecemos do vírus, quando há morte de covid-19 é no primeiro episódio, nunca no segundo “.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

GERAL

Mega-Sena faz ganhadores em Barra do Garças, Água Boa e mais 23 cidades do MT

Publicados

em

Juntos os sortudos ganharam mais de R$ 57,7 mil ao acertar quatro dos seis números sorteados, em São Paulo.

A Mega-Sena premiou, neste final de semana, 46 apostadores em Sinop, Sorriso, Colíder, Lucas do Rio Verde, Guarantã do Norte, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Água Boa, Alto Boa Vista, Barra do Garças, Cáceres, Campo Verde, Comodoro, Diamantino, Gaúcha Do Norte, Jaciara, Juína, Juscimeira, Nova Maringá, Nova Monte Verde, Porto Alegre Do Norte, Rosário Oeste, Sapezal, Tangará da Serra. Cada ganhador levará para casa aproximadamente R$ 1,2 mil.

Juntos ganharam mais de R$ 57,7 mil ao acertar quatro dos cinco números (11, 37, 38, 41, 49 e 54) sorteados, em São Paulo.

Só Notícias constatou ainda no painel que ninguém acertou os cinco números e, por isso, o prêmio principal acumulou em R$ 12 milhões. O próximo sorteio será na quarta-feira à noite.

Os jogos podem ser feitos de forma online ou presencial numa Lotérica. A aposta mínima de 6 números custa R$ 4,50.

Leia Também:  Estelionatários são presos por golpe de R$170 mil na OLX

Olho no Araguaia – Só Notícias

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA