ÁGUA BOA

GERAL

Justiça aceita “garantia” e desbloqueia duas fazendas em Cocalinho de ex-governador de MT

Publicado em

GERAL

O juiz Bruno D’oliveira Marques, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, determinou o desbloqueio de duas fazendas – denominadas Fauna e Flora – que pertencem ao ex-governador Blairo Borges Maggi (PP). As áreas, localizadas no município de Cocalinho, estavam com restrições por conta de uma ação que julga a suposta “compra” de uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE) em favor do conselheiro afastado Sérgio Ricardo de Almeida.

Esta é a segunda vez que Maggi teve bens desbloqueados na ação. Isso porque, em agosto de 2020, ele deu uma área avaliada em R$ 26 milhões como garantia. Este imóvel tem valor maior que o bloqueio determinado na ação, que é de R$ 4 milhões e, na ocasião, foram desbloqueados automóveis e R$ 400 mil do ex-governador.

“Defiro o pedido do requerido Blairo Borges Maggi constante na petição de Ref. 598. Assim, procedam-se às comunicações necessárias ao cartório do 1º Serviço Registral de Água Boa, para que seja efetivada a baixa da indisponibilidade decorrente destes autos, que recaiu sobre os imóveis de Matrículas nº 5518 e nº 5517, em conformidade com a decisão de Ref. 551”, diz a decisão.

Leia Também:  TVCA mostra diálogo no Whats em que ex-secretários tentam blindar fraudes no Detran-MT

A ação que apura a suposta fraude no TCE-MT é um dos desdobramentos da operação “Ararath”, que aponta um esquema de crimes contra o sistema financeiro nacional – e que tinha em seu núcleo políticos e empresários poderosos de Mato Grosso -, que pode ter movimentado R$ 500 milhões.

Além de Maggi, são réus na ação o ex-governador Silval Barbosa, o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), José Riva, o ex-conselheiro do TCE-MT, Alencar Soares (que teria efetivamente “vendido” sua vaga no órgão), seu filho, Leandro Valoes Soares, o também ex-conselheiro Humberto Bosaipo, além de Sérgio Ricardo – o principal beneficiário da suposta fraude, que ocupou o cargo de Soares.

O cargo de conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso é de grande prestígio político e econômico. Além de vitalício, o salário bruto dos membros da Corte de Contas ultrapassa os R$ 35 mil.

Eles também possuem foro por prerrogativa de função e são equiparados no âmbito funcional aos desembargadores do Poder Judiciário.

Leia Também:  Deputado testa positivo pela 2ª vez para Covid; tem sintomas e cumpre isolamento em MT

FOLHAMAX

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

GERAL

Mega-Sena faz ganhadores em Barra do Garças, Água Boa e mais 23 cidades do MT

Publicados

em

Juntos os sortudos ganharam mais de R$ 57,7 mil ao acertar quatro dos seis números sorteados, em São Paulo.

A Mega-Sena premiou, neste final de semana, 46 apostadores em Sinop, Sorriso, Colíder, Lucas do Rio Verde, Guarantã do Norte, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Água Boa, Alto Boa Vista, Barra do Garças, Cáceres, Campo Verde, Comodoro, Diamantino, Gaúcha Do Norte, Jaciara, Juína, Juscimeira, Nova Maringá, Nova Monte Verde, Porto Alegre Do Norte, Rosário Oeste, Sapezal, Tangará da Serra. Cada ganhador levará para casa aproximadamente R$ 1,2 mil.

Juntos ganharam mais de R$ 57,7 mil ao acertar quatro dos cinco números (11, 37, 38, 41, 49 e 54) sorteados, em São Paulo.

Só Notícias constatou ainda no painel que ninguém acertou os cinco números e, por isso, o prêmio principal acumulou em R$ 12 milhões. O próximo sorteio será na quarta-feira à noite.

Os jogos podem ser feitos de forma online ou presencial numa Lotérica. A aposta mínima de 6 números custa R$ 4,50.

Leia Também:  Fundos Imobiliários: 10 dicas para investir recebendo dividendos todo mês

Olho no Araguaia – Só Notícias

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA