ÁGUA BOA

Mato Grosso

“A pavimentação vai melhorar o turismo, lazer e evitar atoleiros”, destaca morador de Araguainha sobre obras da MT-100

Publicado em

Mato Grosso


Com o objetivo de melhorar as condições de trafegabilidade e interligar por asfalto nove cidades do Araguaia, as obras de pavimentação e restauração da MT-100 estão em andamento, e já surtem efeito positivo na vida dos moradores da região. Esta semana o governador Mauro Mendes visita várias cidades do Araguaia para entregar e vistoriar obras de pavimentação, restauração e pontes.

“É uma importante rodovia que vai ligar a região Sul até a cidade de Barra do Garças. Aqui temos vários municípios que há muitos anos precisam desta obra – que vai trazer prosperidade, facilidade, desenvolvimento e novos empregos serão gerados a partir desta logística”, ressaltou o governador Mauro Mendes.

A fase inicial da pavimentação da MT-100 compreende uma extensão de 164,64 quilômetros. A qualidade do asfalto, melhores condições de tráfego e desenvolvimento econômico foram apontadas pelos moradores do município de Araguainha, Lauro de Carvalho e Jaci Joaquim, que é caseiro de uma fazenda localizada às margens da rodovia em obras.

“Para nós é um sonho que esperamos por muitos anos e que agora será realizado. A gente acredita que a obra irá melhorar a questão do turismo, lazer, além de poder se locomover com mais facilidade, ou seja, os veículos não vão quebrar tanto e nem terão que enfrentar atoleiros”, afirmou Lauro de Carvalho.

Leia Também:  Exército reforça combate ao desmatamento ilegal em Mato Grosso a partir deste sábado (17)

“É muito bom ter esse asfalto, é um grande benefício para nós. Para ir até Alto Araguaia era a maior dificuldade e gastávamos em média duas horas para chegar. Agora, fazemos o trajeto em quarenta minutos e, com certeza, a melhoria vai ser grande”, pontuou Jaci Joaquim.

As obras estão sendo executadas em quatro trechos da rodovia e vão interligar os municípios de Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Pontal do Araguaia, Araguaiana e Barra do Garças. Ao todo, serão investidos R$ 142 milhões pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

“Trabalhei um tempo com georreferenciamento, antes a gente procurava no mapa e não achava o Araguaia. Depois que o governador Mauro Mendes começou a trabalhar a questão da infraestrutura dos municípios, que surgiu o asfalto”, contou Márcio Rodrigues de Castro, que também mora e trabalha em Araguainha.

Agnaldo Rodrigues Rezende transporta material de construção e destacou as melhorias de trafegabilidade.

“Está ficando bem melhor que antes e o governador está de parabéns com estas obras aqui.  Vim cortando caminho por Mineiros (GO) em uma estrada bem ruim. Ao chegar aqui, já percebi uma diferença grande na estrada e acredito que ao ser concluída vai melhorar o trânsito e custo de vida da população”, disse.

Leia Também:  Nova Lei estadual incentiva plantio de espécies nativas em áreas desmatadas

Também acompanharam as vistorias os senadores Jayme Campos e Wellington Fagundes; os deputados federais Neri Geller e Carlos Bezerra; os deputados estaduais Wilson Santos, Thiago Silva e Ondanir Bortolini, o Nininho; o suplente de senador, Fábio Garcia; e os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Alberto Machado (Cultura, Esporte e Lazer), além de diversos outros prefeitos e autoridades da região.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Preservação de local de crime e balística são temas de palestra em Seminário

Publicados

em


O diretor-geral em substituição legal da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Emivan Batista de Oliveira, apresentou, nessa quarta-feira (29.07), a palestra ‘Balística e Preservação de Local de Crime’ no 2º Seminário de Patrulhamento Tático, realizado no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá.

Durante sua apresentação, o diretor pontuou o papel da perícia criminal no processo investigativo, destacando a importância da preservação do local de crime, considerando que, quanto maior o número de vestígios preservados em uma cena de crime, melhor e mais fácil será a resolução do caso. 

De acordo com o parágrafo único do artigo 169 do Código Processo Penal (CPP), quando isso não ocorre, o perito oficial criminal deve registrar no laudo as alterações, bem como as consequências dessas alterações na dinâmica dos fatos. 

O diretor destacou também a necessidade de policiais trabalharem em prol de garantir a preservação do local de ocorrência. “Estamos abertos a dar instruções com mais tempo e mais técnica sobre essa questão, porque, no meu entendimento, os colegas que possuírem esse conhecimento serão muito beneficiados. Com isso nós conseguimos elaborar um laudo pericial muito mais concreto, relatando a veracidade dos fatos e a dinâmica em que ocorreu aquele fato”, disse.

Ainda durante a palestra, Emivan abordou a perícia de balística, que realiza exames em armas de fogo e projéteis. Esses exames são realizados mediante requisição policial ou judicial, buscando responder os quesitos oficiais que compõem o inquérito criminal. 

No âmbito da Politec são realizados Entre esses: exame de identificação de arma de fogo com ou sem elementos identificadores; exame de caracterização de projétil de arma de fogo; exame de caracterização de estojo de munição de arma de fogo; exame de verificação da possibilidade de ocorrência de tiro acidental; entre outros.

No circuito de palestras do 2º Seminário de Patrulhamento Tático, evento que integra a celebração dos 20 anos do Batalhão da Rotam, ainda foram debatidos temas como a Lei de Abuso de Autoridade, sancionada em setembro de 2019; e também sobre o trabalho das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam-MT), precursora e referência no País em patrulhamento tático.

 *Com supervisão de Tita Mara Teixeira 

 
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato-grossenses são convocadas para seleção brasileira no Mundial Sub-20 de atletismo
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA