ÁGUA BOA

Mato Grosso

Alunos estudam meio ambiente produzindo vídeos e frases reflexivas sobre preservação

Publicado em

Mato Grosso


A conscientização sobre o meio ambiente foi tema de um trabalho interdisciplinar desenvolvido pelas professoras Eleusimary Solidar da Silva Barros e Auxiliadora Maria de Campos com alunos do 6º ao 9º ano da Escola Estadual Barão de Melgaço, localizada no centro de Cuiabá. O foco do trabalho foi incentivar os alunos a produzirem frases e vídeos fazendo reflexão sobre a importância da valorização da natureza.

Conforme as professoras, as ações tiveram como base a criatividade, desenhos e edição de vídeo, além de despertar por parte dos alunos a construção de suas próprias concepções enquanto consciência cidadã crítica. “É um trabalho integrado em que os alunos demonstraram estar atentos sobre a nossa realidade”, ressalta Eleusimary.

Os trabalhos envolveram também a participação da família – além da divulgação, foi aberta votação através de link para os primeiros lugares com premiação. Com isso, os alunos se empolgaram com o concurso. Os pais tiveram acesso a todos os trabalhos pelo padlet – uma ferramenta digital para construção de murais virtuais colaborativos.

Leia Também:  CGE adere à Maratona de Defesa dos Direitos dos Usuários de Serviços Públicos

A aluna Rebeca Rocha Bueno, de 12 anos, disse que adorou pensar nas frases e a aprender a editar vídeos, pois a fez pensar na importância da preservação do mundo em que vivemos. “Foi um trabalho muito animado”, explicar. Confira aqui o vídeo da Rebeca.

A mesma empolgação teve seu colega Ellias Matheus de Souza Konzen, 13 anos, que também se esforçou ao máximo para desenvolver a sua criatividade. “Ter trabalhado esse tema dessa forma lúdica deu um ‘up’ no tédio da pandemia além de instigar na reflexão sobre a importância da cidadania e meio ambiente”, assinala.

A diretora Viviane Gomes Gonçalves salienta que, mesmo em meio ao contexto da Pandemia, tem realizado ótimo trabalhos que envolvem lúdico, leitura e cultura maker – que é induzir as pessoas a descobrirem novas perspectivas sobre determinada situação ou problema. Assim, a ideia é transmitir conhecimentos para que você mesmo resolva alguma situação e supere.

“Os temas atuais precisam de uma motivação maior e é isso que as professoras fizeram e conseguiram trabalhar o tema muito bem com os seus alunos”, comemora.

Leia Também:  Governo revoga parcialmente licitação do transporte intermunicipal em MT

Os trabalhos podem ser conferidos no mural virtual.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Estado inicia construção de aceiros no entorno da área urbana que receberá obra do Jardim Botânico

Publicados

em


Uma ação integrada entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e Batalhão de Emergências Ambientais, iniciou nesta quinta-feira (17.06) a construção de aceiros mecânicos para prevenir o surgimento de focos de incêndio no entorno da área onde está prevista a construção do Jardim Botânico de Mato Grosso.

A retirada de vegetação é feita com maquinário pesado, sem uso do fogo. Conforme a secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, o Estado está desempenhando o importante papel de investir na prevenção com aceiros em vários pontos estratégicos do estado, incluindo o Pantanal, e a Transpantaneira.
 
“Esta é mais uma ação preventiva do Governo de Mato Grosso para evitar incêndios, desta vez, na área urbana, e que tanto prejudica a saúde da população cuiabana, e várzea-grandense. O objetivo é eliminar fatores que possam trazer riscos e incêndios florestais nesta área”, explica a gestora. 
 
 
Conforme a secretária, a efetivação do Jardim Botânico de Mato Grosso está em fase de elaboração de projeto executivo, e será mais uma obra entregue pelo Governo para ser um espaço de lazer da população mato-grossense. A área que está recebendo os aceiros fica na Avenida Antártica, em Cuiabá.
 
Com o aceiro mecânico, as equipes formam o que chamam de “linhas de defesa”, uma barreira natural, sem vegetação e biomassa que alimenta as chamas, por onde o fogo não passa. 
 
 
Período proibitivo do fogo
 
A medida antecede o período proibitivo do fogo, que começa no dia 1º de julho em todo o estado, após antecipação em 15 dias por decreto estadual. Com o decreto, fica proibida qualquer atividade de limpeza de pastagem com o uso do fogo nas áreas rurais até 30 de outubro de 2021. O uso do fogo em áreas urbanas é proibido o ano todo.
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Garimpo e loteamento rural ilegais são multados em R$ 628 mil no norte do estado
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA