ÁGUA BOA

Mato Grosso

Cururueiro se inscreve no Mais MT Muxirum para poder escrever os segredos da viola

Publicado em

Mato Grosso


“Me interesso em escrever meus segredos”. Esse é o desejo que Martinho Leme de Moraes, mestre artesão de Viola de Cocho, relata ao se matricular, em Barra do Bugres, em uma das turmas do Mais MT Muxirum, programa do Governo do Estado, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT).

Natural de Acorizal e cururueiro desde menino, Martinho relata que foi pela devoção que aprendeu a arte de fabricar e tocar a viola com o pai e avô. “Eu sigo esse movimento da viola de cocho. Como tudo que sei veio do meu pai, primeiro a gente aprendia a fé e a adoração e como não tinha petróleo, nós tínhamos como sustento a fabricação de moinho e pilão para vender”.

Aos 84 anos, lendo poucas palavras e sabendo escrever seu nome, engana-se quem pensa que essa é a primeira vez que trata dos estudos como uma barreira a vencer. Pelo olhar curioso, foi em forma de troca de cartas com uma das professoras, ‘no tempo’ que seus sete filhos frequentavam a escola, que ele conheceu algumas palavras.

Leia Também:  Seduc abre inscrições para concurso que incentiva cultura mato-grossense

Com data marcada para voltar a escrever, Martinho se mostra radiante com a nova oportunidade de aprender. As aulas começam no dia 14 de setembro.

“Eu não tenho a leitura, mas não sou bobo. Sou curioso. Quando as crianças iam para escola elas sempre traziam a cartinha com uma letrinha ou outra para eu aprender. Meu desejo é colocar nas palavras que o segredo da viola não é bater”.

A matrícula de Martinho foi comemorada pela coordenadora Municipal de Educação e Cultura e alfabetizadora do programa Mais MT Muxirum, Papy Nascimento. Tendo como espaço o quintal da sua casa, ela conduzirá o aprendizado de duas turmas de 10 alunos.  

“A cultura pantaneira é algo que estamos sempre apresentando aos mais novos como algo importante de se conhecer. Ter ‘Seo’ Martinho na turma é forma de enxergarmos essa troca de conhecimento, uma chance de fazer isso acontecer. Como referência do Cururu mato-grossense, é de se admirar o que de fato o motiva a aprender”, conta a coordenadora.

Leia Também:  1ª Ferrovia Estadual vai impactar 26 municípios que concentram 41% da produção de grãos de MT

“Não tem lugar que eu não canto, gosto de fazer parte dessa escritura. Poder continuar incentivando os mais novos na arte da viola é o que me motiva a escrever. Agradeço por ter essa oportunidade”, finaliza Martinho.

O programa

O Programa Mais MT Muxirum – palavra do tupi guarani que significa “mutirão”, “fazer juntos” – possui o desafio de erradicar o analfabetismo entre pessoas com mais de 15 anos, no Estado de Mato Grosso, nos próximos cinco anos.

Com investimentos de R$ 14,7 milhões ao ano, só no segundo semestre de 2021, a expectativa é atender mais de 48 mil pessoas em 60 municípios.

O Mais MT Muxirum contará com mais de 100 coordenadores e mais de 3 mil alfabetizadores.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Primeira-dama de MT participa de inauguração do ‘Núcleo Florescer’ do projeto Chita & Fuxico

Publicados

em


Neste sábado (25.09) aconteceu a inauguração do segundo núcleo de produção formal do Chita & Fuxico da BPW, que tem como embaixadora do projeto a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. O Núcleo Florecer foi instalado no instituição Seara de Luz, no bairro Liberdade, em Cuiabá.

O objetivo do núcleo é ser um espaço que receba mulheres em situação de vulnerabilidade social, para dar qualificação a elas através da costura, tendo como principais elementos a chita e o fuxico, gerando renda as assistidas. Outro objetivo também é fazer do projeto ‘Chita & Fuxico’ uma grife regional, com projeção para o mercado da moda em nível nacional e internacional. Esse é o segundo núcleo instalado, tendo como primeiro o Núcleo Flor Ribeirinha, localizado no Quintal da Domingas no bairro São Gonçalo Beira Rio.

“É gratificante receber esse projeto e sermos prestigiadas pela primeira-dama Virginia Mendes aqui no Seara de luz. Esse projeto ampara as mulheres em situação de vulnerabilidade social. É uma oportunidade de trabalho e de qualificação profissional de “ensinar a pescar”, e é isso que a gente quer, criar maneiras para que as pessoas caminhem com as suas próprias pernas e saiam da exclusão”, contou Elione Fátima, presidente da Seara de Luz.

Leia Também:  Seduc abre inscrições para concurso que incentiva cultura mato-grossense

A inauguração de hoje uniu a força dos projetos Chita & Fuxico e a MT Mamma – Amigos do Peito, que já reforça a importância da Campanha Outubro Rosa 2021. Juntos, os dois projetos criaram a coleção ‘Mamma&Chita’, que traz uma edição limitada de camisetas e máscaras da campanha Outubro Rosa customizada pelas mulheres ribeirinhas assistidas pelo projeto. Essa união irá proporcionar renda em prol das pessoas em tratamento e pós-tratamento do câncer de mama e de mulheres ribeirinhas em situação de vulnerabilidade social, já que o valor arrecado na venda será dividido entre os dois projetos.

Durante a inauguração aconteceu o desfile da coleção ‘Mamma&Chita’ que mostrou a edição limitada das camisetas da MT Mamma customizadas. A primeira-dama de Mato Grosso abriu o desfile acompanhada por sua filha, Maria Luiza.

“A Virginia Mendes veio abrilhantar o nosso desfile, entrando com a sua filha Maria Luiza. Esse gesto reforça a importância dos dois projetos e fortalece as nossa ações”, disse Zilda Zompero, coordenadora da comissão de responsabilidade social da BPW.

“Estou muito feliz por fazer parte desses projetos! É a união de duas causas extremamente importantes que dá forças para as mulheres que lutam contra o câncer e também às mulheres que precisam de uma renda para manterem o seu lar. Me sinto honrada por estar aqui e poder contribuir com essas ações”, disse a primeira-dama de Mato Grosso.

Leia Também:  Detran-MT reforça importância de atitudes conscientes para um trânsito mais seguro

Para a diretora administrativa da MT Mamma, Margarete Torres é muito importante ter o apoio da primeira-dama Virginia Mendes na união desses ações. “A primeira-dama representa todas as mulheres do Estado, para nós é uma honra termos o apoio dela nesse projeto, porque ela sabe a importância da causa social e da ajuda ao próximo. É uma mulher que faz a diferença, que é voluntária e que faz realmente as coisas acontecerem. A Virginia Mendes tem o poder de sensibilizar as pessoas e isso é muito importante para as causas sociais”, ressaltou Margarete.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA