ÁGUA BOA

Mato Grosso

Governo inicia construção de escolas e ampliações de 4 unidades em Sorriso

Publicado em

Mato Grosso


Duas novas escolas estaduais começam a ser construídas e quatro unidades serão ampliadas em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá) com investimento do Governo do Estado, do Programa Mais MT, de R$ 15 milhões. O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, visitou nesta quinta-feira (10.06) os canteiros de obras e as escolas que vão receber melhorias.

Uma das grandes cobranças da população do município era a construção da sede própria da Escola Estadual PM Tiradentes Cabo Antônio da Silva Amaral, fundada em 2017. Com investimentos de R$ 5.059.162,87, a fundação do prédio já começou a ser feita e terá 16 salas de aula, quadra poliesportiva e setor administrativo.

A outra unidade é a nova sede da Estadual Mário Raiter, com investimentos de R$ 5.436.888,97. O terreno já está limpo para o início das obras do prédio que terá a mesma estrutura da escola militar.

Parceria

O secretário Alan Porto enfatizou a parceria do Estado com o município, por meio do prefeito Ari Lafin, e afirmou que com todo o esforço e trabalho que é realizado, Sorriso terá em breve uma grande estrutura na educação, que será legado para as próximas gerações.

Leia Também:  Bolão de MT fatura R$ 5,7 milhões na Quina; quatro ainda "batem na trave"

“O Governo do Estado, o nosso governador Mauro Mendes, tem priorizado a educação. Todas as escolas terão infraestrutura física de ponta, moderna, com investimentos do programa Mais MT”, ressaltou.

Alan Porto lembrou que os investimentos também acontecem nas áreas tecnológica e pedagógica.

“Todos os professores receberam recursos para comprar notebooks e hoje (10.06) eles receberam a primeira parcela para pagar a internet, recurso que está garantido para os próximos 3 anos. Quem ganha com tudo isso são os profissionais da educação, os estudantes, toda a sociedade. E essa parceria com o município de Sorriso é muito importante para concretizarmos todos os projetos. É assim que se faz educação”.

O prefeito do município também reforçou a importância da parceria e afirmou que junto com o Estado está discutindo a educação para o presente e para o futuro.

“Vou defender eternamente que a política é o meio para a transformação, a política de debate, da união, não a de acusações. E o governador Mauro Mendes e o vice-governador Otaviano Pivetta podem ter certeza que estou aqui para construirmos um novo cenário para a educação”, disse Ari Lafin.

Leia Também:  Operação da Sema-MT embarga mais sete loteamentos do Coxipó do Ouro

Presidente da Câmara municipal, o vereador Damiani da TV, agradeceu ao secretário por colocar a educação de Sorriso “no mapa do Estado”. “Realmente precisamos muito de mais salas de aula, de mais escolas estaduais. Muito obrigado secretário por estar participando ativamente da vida educacional do nosso município”.

Convênios

As Escolas Estaduais 13 de Maio e José Domingos Fraga vão receber R$ 1,5 milhão cada. Nas duas unidades serão construídas mais 8 salas de aula e uma quadra poliesportiva.

Na Escola Estadual Arlete Maria Capellari os investimentos serão de R$ 800 mil para construção de 8 salas de aula com banheiros. Por último, a Escola Estadual Mário Spinelli terá um novo refeitório com investimento de R$ 350 mil.

Todos os contratos, que foram assinados em dezembro do ano passado, já estão na fase final de elaboração e logo serão lançadas as licitações.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Hematologista do Mato Grosso Saúde explica quais os sintomas da anemia falciforme

Publicados

em


Crises de dor, principalmente nos ossos e nas articulações, podendo afetar qualquer parte do corpo, são os sintoma mais frequentes da doença falciforme. Quem dá detalhes sobre a enfermidade para o Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme (19 de junho), é a hepatologista Paloma Borges, credenciada ao Mato Grosso Saúde.

“As crises de dor têm duração variável e podem ocorrer várias vezes ao ano, com mais frequência em climas frios, casos de infecções, período pré-menstrual, problemas emocionais, gravidez ou desidratação”, pontua a especialista, observando que a doença falciforme altera os glóbulos vermelhos do sangue, fazendo com que as membranas dessas células tomem forma de foice e se rompam com maior facilidade.

A doença, que é hereditária, se apresenta de formas diferentes em cada paciente. Alguns têm sintomas mais leves do que outros, mas geralmente surgem na segunda metade do primeiro ano de vida da criança.

“Essa condição é mais comum em indivíduos da raça negra. No Brasil, representam cerca de 8% dos negros, mas devido à intensa miscigenação historicamente ocorrida no país, pode ser observada também em pessoas de raça branca ou parda”, explica o hepatologista.

Leia Também:  Bolão de MT fatura R$ 5,7 milhões na Quina; quatro ainda "batem na trave"

Além das crises de dores, entre os sintomas está a síndrome mão-pé. Ao afetar as crianças, a falcização ocorre nos pequenos vasos sanguíneos das mãos e dos pés, provocando inchaço, dor e vermelhidão no local.

“Pacientes com doença falciforme têm maior propensão a infecções e, principalmente, as crianças podem desenvolver com mais facilidade pneumonia e meningite. Por isso elas devem receber vacinas especiais para prevenir estas complicações. E, ao primeiro sinal de febre deve procurar o pronto atendimento mais próximo onde é feito o acompanhamento da doença. Isto certamente fará com que a infecção seja controlada com mais facilidade”, alerta a especialista.

A Dra. Paloma Borges também chama a atenção para casos de úlcera, que são feridas que surgem com mais frequência próximo aos tornozelos, a partir da adolescência. Essas lesões podem demorar muito para cicatrizar completamente. A médica orienta uso de sapatos que cubram todo o corpo do pé para prevenir essa situação.

Entre os sintomas a médica também cita problemas na filtragem de sangue no baço.“Em crianças com anemia falciforme, o baço pode aumentar rapidamente por eliminar o sangue e isso pode levar rapidamente à morte por redução do fluxo sanguíneo aos outros órgãos, como o cérebro e o coração. É uma complicação da doença que envolve risco de perder a vida e exige tratamento emergencial”.

Leia Também:  Barra do Garças instituirá programa para fomento da educação fiscal

Diagnóstico e Tratamento

A partir dos sintomas e do histórico familiar, o médico irá detectar esse tipo de anemia, através do exame de eletroforese de hemoglobina, ou seja, uma amostra de sangue.
 

“O teste do pezinho, realizado gratuitamente antes do bebê receber alta da maternidade, proporciona a detecção precoce de hemoglobinopatias, como a anemia falciforme”, destaca a Dra. Paloma Borges.

A partir do diagnóstico, o paciente passa a ter acompanhamento médico adequado, em um programa de atenção integral, pelo resto da vida. É uma rotina acompanhada por médicos, enfermeiras, assistentes sociais, nutricionistas, psicólogos, dentistas, entre outros.

“Os pacientes devem ser acompanhados por toda a vida por uma equipe com vários profissionais treinados no tratamento para orientar a família e o doente a identificar rapidamente os sinais de gravidade da doença, a tratar adequadamente as crises e a praticar medidas para sua prevenção”, finaliza a médica.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA