ÁGUA BOA

Mato Grosso

Intermat conclui atualização do projeto de regularização de glebas e assentamentos em Mato Grosso

Publicado em

Mato Grosso


Os servidores do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) e do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) finalizaram, nesta terça-feira (20.07), um Whorkshop voltado à atualização e estruturação do projeto de regularização de terras rurais. As instituições estão unidas através do programa “Terra a Limpo” para concluir a fase de planejamento e alavancar a regularização fundiária de Mato Grosso de 2021 até 2023.

Com a estruturação do plano, a meta é realizar 54 mil quilômetros de georreferenciamento, ter 34 mil imóveis rurais georreferencidos com visita social, outros 34 mil inseridos no Sistema de Gestão Fundiária e 21 mil imóveis rurais escriturados.

O presidente do Intermat, Francisco Serafim Barros, acompanhou o encerramento do Workshop e avaliou como positivo o esforço das instituições para sanar o problema da regularização agrária, pois são inúmeras as famílias que aguardam há mais de três décadas pela documentação definitiva do lote.

“Com o programa “Terra a Limpo” estamos alinhando todo o planejamento e as ações que estão em andamento e serão executadas até 2023. Queremos colher frutos da melhor qualidade para entregarmos a nossa sociedade o trabalho finalizado da regularização fundiária de aproximadamente 88 municípios do bioma amazônico. Vamos resolver a situação de muitas famílias que estão há mais de 30 anos esperando pelo seu título. Essa parceria com o Incra vai contribuir e estamos unidos para garantir excelentes resultados ao cidadão mato-grossense”, declarou o presidente do Intermat.

Leia Também:  Projeto leva dança para locais públicos como forma de mostrar que é acessível para todos

O programa prevê um investimento de R$72,9 milhões em Mato Grosso, com o objetivo de promover a resolução de conflitos e a segurança jurídica pela posse da terra.

“Os três dias de encontro resultaram na produção final do plano de trabalho, entre Intermat e Incra. Estamos em um esforço coletivo para realizar o processo de titulação de glebas e assentamentos que integram o bioma amazônico”, salientou o coordenador setorial do programa, Benetido Strobel.

O “Terra a Limpo” foi instituído pelo Decreto nº 1.560, de 29 de junho de 2018, sob a coordenação central da Casa Civil, com a implementação da política fundiária no Estado realizada pelo Intermat, em parceria com o Incra e demais órgãos estaduais.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Sinfra recebe novos engenheiros e reforça atuação para melhoria da infraestrutura em MT

Publicados

em


Engenheiros aprovados no processo seletivo realizado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) iniciaram suas atividades nesta terça-feira (03.08) e vão reforçar a atuação da secretaria na missão de prover e gerir soluções de infraestrutura e logística em prol do desenvolvimento dos municípios e de todo o Mato Grosso.

Ao todo, 24 engenheiros foram contratados de forma temporária, neste primeiro momento, e vão atuar nas áreas de fiscalização de obras rodoviárias, logística e concessões da Sinfra.  Eles foram recebidos com um evento de boas-vindas, momento em que foi realizada uma exposição sobre as competências da Sinfra, bem como os principais programas e projetos em andamento.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a contratação temporária desses engenheiros é necessária em razão do número reduzido de profissionais atualmente na secretaria, visto que muitos já estão se aposentando, e diante da grande demanda transitória de trabalho que a Sinfra passou a ter devido ao programa Mais MT.

O programa prevê investimentos totais de R$ 4,7 bilhões em ações de infraestrutura ao longo de quatro anos (2019-2022), por meio da elaboração e contratação de novos projetos de engenharia, bem como o lançamento de novas obras em todas as regiões de Mato Grosso.   

Leia Também:  Escola estadual faz ‘festa’ junina para entregar materiais didáticos

“A Sinfra tem trabalhando para cumprir a meta que nos foi estabelecida para avanços na infraestrutura rodoviária de Mato Grosso.  Estamos atuando em diversas frentes de trabalho, desde a estruturação do plano estratégico de transportes, passando pela elaboração de projetos-executivos de engenharia, até a execução e fiscalização de obras. É um grande trabalho para o Estado – e precisamos de profissionais que possam dar apoio aos nossos setores e nos auxiliar nesta missão”, disse o secretário.

Para dar mais clareza aos novos profissionais acerca das atribuições dos setores para os quais eles foram designados, o secretário adjunto de Logística e Concessões, Huggo Waterson, e o secretário adjunto de Obras Rodoviárias, Nilton de Britto, fizeram apresentações junto com suas equipes sobre as particularidades de cada adjunta e das superintendências a elas vinculadas.

Na área de Logística e Concessões foram apresentadas informações a respeito do gerenciamento dos modais de transporte, a gestão e operação rodoviária, o programa de concessões e parcerias sociais, bem como sobre o transporte intermunicipal.

Já na área de Obras Rodoviárias foram abordados assuntos referentes às normas técnicas de obras de infraestrutura rodoviária, gestão ambiental, programa de pavimentação urbana, além do programa de substituição de pontes e manutenção de rodovias não pavimentadas.

Leia Também:  III Mostra de Cerâmica do Mato será aberta nesta quinta-feira (10)

Para o secretário adjunto Nilton de Britto, a chegada dos novos engenheiros representa um reforço importante para a secretaria, especialmente neste momento em que a Sinfra possui 1,5 mil quilômetros de rodovias com obras em andamento e tem previsão de início de novas obras ainda neste ano.

“Só para vocês entenderem a importância, vocês vão dobrar o número de engenheiros que nós temos. Estamos com um número reduzido. Por isso a presença de vocês é bastante significativa. Estamos tocando muitas obras. Hoje temos 153 contratos em andamento na adjunta. Ou seja, 153 obras em andamento e várias obras a serem lançadas. Toda semana lançamos obras e ainda temos 2,6 mil quilômetros de projetos para serem analisados, aprovados e que logo vão se transformar em obras. A previsão de trabalho no próximo ano é muito grande”, disse ele, aos profissionais. 

Além dos 24 engenheiros convocados, outros profissionais ainda serão contratados para iniciar as atividades a partir de 1º de setembro. Ao todo,  62 profissionais foram aprovados no processo seletivo às áreas de arquitetura e urbanismo e engenharias civil, elétrica, florestal, mecânica, sanitária e de segurança do trabalho. O prazo do contrato temporário é de 24 meses, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA