ÁGUA BOA

Mato Grosso

Investimentos dão cara nova para escola estadual em Nova Marilândia

Publicado em

Mato Grosso


A Escola Estadual Professora Muralha Miranda Passos, em Nova Marilândia, está de cara nova. Com a liberação do recurso descentralizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), no valor de R$ 30.501,86, foi realizada a restauração do prédio, com troca dos pisos das salas dos andares superior e inferior, dos corredores, além da pintura de toda estrutura.

Diretora da unidade, Fernanda Patrezia enfatizou que a reforma foi muito importante para estimular os alunos e os profissionais com o recente retorno às aulas na modalidade híbrida. Ela afirma que o piso quebrado era a maior queixa entre os alunos. “É satisfatório ver como a escola está bonita. Os alunos ficaram quase dois anos fora e agora que voltaram, ela está renovada”.

A diretora ainda afirma que pretende executar mais reparos na escola com a liberação do próximo recurso descentralizado, como levantar um portão no fundo, para facilitar a carga e descarga dos alimentos para a merenda, e terminar a pintura das grades laterais.

“A reforma da Muralha incentivou outras escolas da região, que ao verem que foi fácil e rápido, solicitaram o recurso também. A Seduc está dando esse embasamento financeiro, temos que correr atrás para manter nossas escolas bonitas”, declara Patrezia.

Leia Também:  Livro com metodologia que promove interação de crianças com patrimônio histórico e cultural será lançado nesta quarta-feira (29)

A Escola Estadual Professora Muralha Miranda Passos atende 423 alunos no Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos. A unidade escolar foi inaugurada em 2016.

Recurso descentralizado

A verba é destinada para manutenções preventivas e corretivas, como a manutenção de banheiros e cozinhas, as chamadas áreas molhadas, revitalização da pintura, troca de pisos e telhas, reparos pontuais na parte elétrica e hidráulica, em cercas, em muros, entre outros serviços.

O recurso de R$ 100 mil pode ser solicitado duas vezes ao ano por todas as escolas da rede estadual de ensino.

Para liberação dos recursos, as unidades devem fazer a solicitação  via sistema SigEduca, módulo de Gestão de Estrutura Escolar (GEE), no site da Seduc (www.seduc.mt.gov.br).

A escola precisa enviar um requerimento apontando os motivos e justificativa pelos quais necessita do recurso. São necessários três orçamentos dos materiais e ou serviços a serem realizados.

O responsável também tem que inserir fotos que comprovem a necessidade do recurso, entre outras determinações.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Prefeito de Primavera do Leste: “É o maior marco de desenvolvimento que poderia ter acontecido para o Estado de Mato Grosso”

Publicados

em


Com a construção da primeira ferrovia estadual a rota de desenvolvimento econômico e industrial de Mato Grosso ganhará novos rumos e impactará positivamente em todas as regiões. Este é o ponto de vista do prefeito de Primavera de Leste, Leonardo Bortolin, após acompanhar o ato de assinatura para a construção do modal, realizado na última semana em Cuiabá.

A obra prevê a estruturação de 730 quilômetros de linha férrea que vão interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e que vão se conectar à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

“É o maior marco de desenvolvimento que poderia ter acontecido para Primavera do Leste e para o Estado de Mato Grosso. A Ferrovia vai mudar a característica de progresso, fazendo com que as riquezas produzidas no nosso Estado cheguem com preços, competitividade e qualidade logística até São Paulo para fazer a exportação”, afirmou o prefeito. 

O gestor também destacou que a obra contribuirá na logística de escoamento de grãos. 

Leia Também:  Licença Internacional, CNH Definitiva, 2ª Via e Renovação podem ser solicitadas pelo MT Cidadão

“Primavera vai se consolidar com terminal dessa malha ferroviária para poder fazer, não somente o escoamento da produção agrícola, mas também da indústria da transformação e das grandes âncoras de mercado que estão se instalando na região Sul”.

A assinatura do contrato do Governo do Estado com a empresa Rumo S/A foi realizada em Cuiabá, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. O início da construção do modal está previsto para o segundo semestre de 2022, com investimento de R$ 11,2 bilhões (recursos 100% privados).

O trecho entre Rondonópolis e Cuiabá deve ser concluído e entrar em funcionamento no ano de 2025; enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA