ÁGUA BOA

Mato Grosso

“O sustento de casa é responsabilidade nossa e a cesta básica traz um alívio por garantir alimento”, afirma moradora de Porto dos Gaúchos

Publicado em

Mato Grosso


O governador Mauro Mendes entregou nesta quarta-feira (14.07) 400 cestas básicas do programa “Ver Ser Mais Solidário” para famílias carentes do município de Porto dos Gaúchos. O programa é liderado pela primeira-dama Virginia Mendes e conduzido pela Secretaria Estadual de Assistência Social (Setasc).

Mendes destacou que o Estado tem muitas obrigações em diversas áreas, mas que, com o período da pandemia, as ações de assistência social foram reforçadas para atender a demanda das famílias de baixa renda, com a entrega das cestas básicas e do cartão Ser Família Emergencial.

“Porto dos Gaúchos é cidade pequena e o número de pessoas em situação de vulnerabilidade também é. Isso é bom, porque mostra um município pujante – que gera emprego, mas as pessoas às vezes precisam de ajuda e este também um dos papéis importantes que o Estado e poder público têm que desenvolver. É isso que estamos fazendo”, afirmou o governador.

Mãe de três filhas, sendo uma com deficiência, Vanúcia da Silva Santos, conta que atualmente não consegue trabalhar e que a cesta básica veio em boa hora.

Leia Também:  Reunião Técnica de Procons debate problemas que atingem o consumidor atualmente

“Essa ajuda é muito importante para todos nós. O sustento de casa é responsabilidade nossa e muitas vezes não conseguimos suprir. No meu caso, por ter que cuidar das minhas filhas, a dificuldade é maior. Sinto alegria e alívio por ver que tem pessoas que se preocupam com a gente e nos ajudam em um momento tão difícil, garantindo o alimento para minha família”, relatou.

Desempregada por conta da pandemia, Maria Zilda também passa por dificuldades. “Estou precisando muito. Meu filho é o único que está trabalhando agora. Receber a cesta é um privilégio grande e agradeço por contar com essa ajuda”, disse.

Iniciada em abril de 2020, o “Vem Ser mais Solidário” atendeu mais de 1,7 milhão de pessoas no ano passado, levando em conta a distribuição de 330 mil cestas básicas.

“Além de fazer estradas, escolas, o Governo investe em pessoas. Vivemos em um Estado de grandes distâncias e juntos desenvolvemos um trabalho que possa chegar aos 141 municípios e atender quem realmente precisa”, destacou a secretária de Assistência Social, Rosamaria Carvalho.

Leia Também:  Governador entrega nova sede da Delegacia de Defesa da Mulher nesta terça-feira (08)

A entrega das cestas também é acompanhada pelos deputados estaduais Xuxu Dal Molin, Ondanir Bortolini, o Nininho, Janaina Riva, prefeitos de Porto dos Gaúchos, Vanderlei Antônio de Abreu, de Tabaporã, Sirineu Moleta, de Nova Bandeirantes, César Périgo, e de Juara, Carlos Sirena, secretário Marcelo de Oliveira (Sinfra), além de vereadores de diversos municípios do Vale do Arinos.

“É uma satisfação enorme acompanhar esta comitiva e entregar as cestas básicas. Fazemos parte de uma gestão recente e com muitas obras. Podemos dizer que há um Estado antes do governo Mauro Mendes e outro pós, que apresentou muitos resultados, projetos, obras estruturantes e ações concretas à toda população”, ressaltou Nininho.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Em Mato Grosso, 14 municípios estão com risco alto de contaminação pela Covid-19

Publicados

em


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta terça-feira (03.08), o Boletim Informativo n° 513 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 14 municípios registram classificação de risco alto para o coronavírus. São eles: Alta Floresta, Barra do Garças, Canarana, Cuiabá, Figueirópolis D’Oeste, Jangada, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Primavera do Leste, Salto do Céu, Santa Rita do Trivelato, São José do Povo, Sapezal e Vale de São Domingos.

Outras 127 cidades estão classificadas na categoria moderada para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco muito alto ou baixo para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Leia Também:  Reunião Técnica de Procons debate problemas que atingem o consumidor atualmente

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco:

• Nível de Risco MODERADO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o Nível de Risco BAIXO;

b) quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias.

• Nível de Risco ALTO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO e MODERADO;

b) proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração;

c) proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, devendo ser disponibilizado canais de atendimento ao público não presencial;

Leia Também:  Governo retira capa asfáltica na Jurumirim; material será reaproveitado para melhorar qualidade da via

d) adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória, iniciando com incentivo à quarentena voluntária e outras medidas julgadas adequadas pela autoridade municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA