ÁGUA BOA

Mato Grosso

Polícia Civil deflagra operação contra autores de violência doméstica na Capital

Publicado em

Mato Grosso


Vinte e nove ordens judiciais relacionadas a crimes de violência doméstica foram cumpridas pela Polícia Civil, entre os dias 12 a 16 julho, na “Operação Artemis”, deflagrada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá.

Os mandados judiciais, sendo 27 de busca e apreensão domiciliar e dois de prisão, foram expedidos pelas Varas de Violência Doméstica da Capital, após representações da Polícia Civil, na fase do pronto atendimento à vítima ou em inquérito policial, em razão de indícios de o agressor possuir arma de fogo.

As diligências da Operação Artemis foram realizadas durante toda semana, dando cumprimento as 27 ordens de busca e apreensão e os dois mandados de prisão expedidos pela 1ª e 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher.

As ações foram realizadas na zona rural e urbana da Capital em busca de armas de fogo e outros materiais relacionados aos crimes praticados., resultando na apreensão de 18 munições calibre 38, 10 munições calibre 12, uma munição calibre 765 e uma espingarda análoga a de pressão.

Leia Também:  Colegiado define distribuição de 181.130 doses de vacinas contra a Covid-19

Os trabalhos contaram com a participação de todo o efetivo de investigadores da Delegacia da Mulher de Cuiabá, além de quatro escrivães e quatro delegados da unidade.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Preservação de local de crime e balística são temas de palestra em Seminário

Publicados

em


O diretor-geral em substituição legal da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Emivan Batista de Oliveira, apresentou, nessa quarta-feira (29.07), a palestra ‘Balística e Preservação de Local de Crime’ no 2º Seminário de Patrulhamento Tático, realizado no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá.

Durante sua apresentação, o diretor pontuou o papel da perícia criminal no processo investigativo, destacando a importância da preservação do local de crime, considerando que, quanto maior o número de vestígios preservados em uma cena de crime, melhor e mais fácil será a resolução do caso. 

De acordo com o parágrafo único do artigo 169 do Código Processo Penal (CPP), quando isso não ocorre, o perito oficial criminal deve registrar no laudo as alterações, bem como as consequências dessas alterações na dinâmica dos fatos. 

O diretor destacou também a necessidade de policiais trabalharem em prol de garantir a preservação do local de ocorrência. “Estamos abertos a dar instruções com mais tempo e mais técnica sobre essa questão, porque, no meu entendimento, os colegas que possuírem esse conhecimento serão muito beneficiados. Com isso nós conseguimos elaborar um laudo pericial muito mais concreto, relatando a veracidade dos fatos e a dinâmica em que ocorreu aquele fato”, disse.

Ainda durante a palestra, Emivan abordou a perícia de balística, que realiza exames em armas de fogo e projéteis. Esses exames são realizados mediante requisição policial ou judicial, buscando responder os quesitos oficiais que compõem o inquérito criminal. 

No âmbito da Politec são realizados Entre esses: exame de identificação de arma de fogo com ou sem elementos identificadores; exame de caracterização de projétil de arma de fogo; exame de caracterização de estojo de munição de arma de fogo; exame de verificação da possibilidade de ocorrência de tiro acidental; entre outros.

No circuito de palestras do 2º Seminário de Patrulhamento Tático, evento que integra a celebração dos 20 anos do Batalhão da Rotam, ainda foram debatidos temas como a Lei de Abuso de Autoridade, sancionada em setembro de 2019; e também sobre o trabalho das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam-MT), precursora e referência no País em patrulhamento tático.

 *Com supervisão de Tita Mara Teixeira 

 
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prazo para recadastramento de aposentados e pensionistas do MT Prev termina nesta sexta-feira (09)
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA