ÁGUA BOA

Mato Grosso

Profissionais da rede estadual da educação em Várzea Grande são vacinados

Publicado em

Mato Grosso


Cerca de 2 mil profissionais da educação da rede estadual em Várzea Grande – entre professores, técnicos administrativos e apoio – receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (03.06).

A prefeitura de Várzea Grande, instalou dois postos para a vacinação, um na Univag, no bairro Cristo Rei, e outro no Parque Berneck, no Jardim Glória. O atendimento ocorreu por agendamento e cada unidade escolar tinha seu horário definido.

Para um dos vacinados, o professor Valter Benedito da Silva, atualmente diretor da Escola Estadual Pedro Gardés, o dia foi de fortes emoções. Com 14 anos de profissão, Valter se sentiu honrado em ter tomado a primeira dose da vacina, pois desde o início da pandemia esteve na linha de frente atendendo a comunidade escolar.

“A vacina é um feito aguardado por muitos. Graças a Deus tive esse privilégio. Ser vacinado nos dá uma sensação de segurança, pois é comprovado historicamente e cientificamente que vacinas salvam vidas. Mas é preciso continuar com os cuidados até tomar a segunda dose”, assinala.

Para o agente administrativo Gonçalo Augusto, da EE Milton Figueiredo, a vacinação é importante para o retorno das aulas presenciais. Imunizado no Parque Berneck, Gonçalo disse que a decisão de escolher o local é acertado, pois é amplo e arejado, sem aglomeração.

Leia Também:  Governo licita obras de pavimentação de 200 km para melhorar logística da MT-140

O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, que acompanhou os trabalhos na Univag – um dos dois postos de vacinação, elogiou a organização que classificou de “impecável”, tanto na recepção, verificação dos documentos até à vacinação. No local, reforçou que o Estado recebeu esta semana cerca de 100 mil novas doses de vacinas e que 20 mil delas serão para os profissionais da educação de todo o Estado.

Alan Porto ressalta que o governador Mauro Mendes tem focado a vacinação dos profissionais da educação porque entende ser prioridade.

“Nesse momento, temos que recuperar a aprendizagem de nossos alunos, que desde de março do ano passado tiveram as aulas interrompidas e que depois voltaram de forma remota”, avalia. “Nossa prioridade é o retorno dos estudos na forma híbrida. Temos uma chama de esperança, pois com o retorno todos ganham. Estou feliz e esperançoso com essa imunização” comemora.

Presente no posto de vacinação da Univag, o vice-prefeito de Várzea Grande, José Hozama, destaca que esse trabalho de vacinação só foi possível graças ao esforço coletivo envolvendo a colaboração de vários setores.

Leia Também:  Profissionais da educação aprovam programas de saúde e segurança no trabalho da Seduc

Para o secretário municipal de educação de Várzea Grande, Silvio Fidelis, a vacinação dos profissionais da Educação é importante na medida em que será possível o retorno das aulas híbridas no segundo semestre na rede municipal e também na estadual. Ele lembra que a priorização dos profissionais da educação ganha força em todos os níveis.

“Com a priorização, vamos imunizar mais de 7.400 profissionais da educação em Várzea Grande, levando em conta as redes municipal, estadual, federal e particular”, salienta.

Outros municípios

Além de Várzea Grande, outros municípios, como Araputanga, Pedra Preta e Marcelândia já realizaram a imunização. Cuiabá, Carlinda, Matupá e Campinápolis estão em fase do cadastramento dos profissionais da Educação. A rede estadual tem cerca de 40 mil servidores sendo cerca de 18 professores. Em todo o Estado são 727 escolas, sendo 44 em Várzea Grande.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Sábado (12): Mato Grosso registra 427.572 casos e 11.390 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (12.06), 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.390 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.001 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.788 estão em isolamento domiciliar e 400.171 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 478 internações em UTIs públicas e 352 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,19% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.250), Rondonópolis (31.210), Várzea Grande (29.177), Sinop (20.758), Sorriso (14.750), Tangará da Serra (14.607), Lucas do Rio Verde (13.090), Primavera do Leste (10.954), Cáceres (9.221) e Alta Floresta (8.131).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Reeducandos devem retornar ao comparecimento presencial na Fundação Nova Chance

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (11.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.296.118 casos da Covid-19 no Brasil e 484.235 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.210.969 casos da Covid-19 no Brasil e 482.019 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (12.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Fundação Nova Chance promove atendimento psicológico a egressos do Sistema Penitenciário

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA