ÁGUA BOA

Mato Grosso

Relatório detalhado aponta redução de casos no 1º semestre e homens como maiores vítimas

Publicado em

Mato Grosso


Com o objetivo de contribuir com a campanha Setembro Amarelo, a Superintendência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) elaborou um relatório detalhado das ocorrências de suicídio em Mato Grosso. O estudo é publicado neste 10 de setembro, considerado o Dia Mundial de Prevenção.

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2021, divulgado em julho pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontam que o número de suicídios no Brasil em 2020 foi de 12.895, com variação de 0,4% em relação a 2019, quando foram registrados 12.745 casos.

Em contraponto ao dado nacional, Mato Grosso apresentou aumento considerável de suicídios de 18%, passando de 226 casos em 2019 para 267 no ano passado. Já no primeiro semestre de 2021, o estado teve redução. Foram 118 casos, sendo que no mesmo período do ano passado foram 132. No acumulado de 2016 a 2020 (janeiro a dezembro) e janeiro a julho de 2021, foram 1.190 ocorrências.

No detalhamento das ocorrências, em todos os anos analisados, os homens foram a maioria das vítimas, em relação às mulheres. Dos 1.190 casos, em 922, ou seja, em 77,4% as vítimas foram do sexo masculino, enquanto 268 foram do sexo feminino. O local do fato coincide como residência das vítimas, para ambos os sexos. 

O relatório ressalta ainda que as mulheres jovens que sofrem violência doméstica têm maior risco de cometer suicídio, com base em uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde entre 2011 e 2015. Ela mostrou que mulheres que tinham notificação prévia de violência doméstica apresentavam 30 vezes mais risco de morrerem por suicídio quando comparadas com mulheres sem notificação prévia de violência.

Leia Também:  Fiscais da Sema apreendem equipamentos utilizados em pesca predatória nos rios Cuiabazinho e Manso

Primeiro semestre

Dos 118 suicídios identificados no primeiro semestre de 2021 em Mato Grosso, quatro deles ocorreram logo após a vítima cometer o crime de feminicídio. O mês de junho apresentou o maior número de casos, 24. A sexta-feira foi o dia da semana com maior incidência de registros (22), seguida pela quarta-feira (20). O período matutino apresenta-se como a faixa horária com maior número de casos, sendo que entre as 6h e 11h59, ocorreram 47 dos 118 suicídios levantados. Em seguida, com 28 casos, foi identificado o intervalo entre 18h e 23h59.

A faixa etária de 35 a 64 anos também coincide como maioria para homens e mulheres vítimas de suicídio. Foram 45 casos masculinos e 10 femininos. A segunda maior faixa etária é de 18 a 24 anos, com 14 homens vítimas e 3 mulheres.

A superintendente do Observatório de Segurança Pública, que é vinculado à Adjunta de Inteligência da Sesp-MT, Tatiana Pilger, explica que o relatório visa colaborar com políticas estruturais para a prevenção do suicídio. “São necessárias medidas de proteção socioeconômica a pessoas de maior vulnerabilidade, assim como ações de educação em saúde e auxílio da mídia para divulgação dos canais de atenção psicossocial e prevenção ao suicídio”. 

Saúde e bem estar

Políticas que visam à equidade em saúde e a melhoria da qualidade de vida e dos modos de viver são destacadas como fundamentais pela coordenadora de Promoção e Humanização da Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Rosiene Rosa Pires. 

Leia Também:  Secretário apresenta ao TCE plano para recuperação da aprendizagem dos estudantes

“Nestes anos a SES-MT vem dedicando as ações e diálogos em prol da promoção da vida e prevenção do suicídio no Setembro Amarelo e também durante o ano. Vemos a necessidade de investir na promoção da saúde, como política de inclusão e justiça social, fomentando os direitos fundamentais a todos, que perpassam pelos determinantes sociais, econômicos, políticos, culturais e ambientais”. 

Segundo ela, a ampliação de centros especializados também é importante, pois a existência de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) nos municípios reduz em 14% o risco de suicídio. Para 2021, o órgão dará visibilidade à promoção da cultura da paz. “Vamos abordar as tecnologias sociais que favoreçam a mediação de conflitos diante de situações de tensão social. Outro ponto é a inserção das práticas corporais, atividades físicas, arte, cultura e lazer como estratégias para a promoção da vida e, consequentemente, o enfrentamento ao suicídio”.  

Ela lembra que nos dias 14 e 15 de setembro a SES-MT realizará o IV Encontro Intersetorial de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio no Setembro Amarelo. O evento será transmitido pelo canal YouTube da Escola de Saúde Pública, a partir das 8h30.

Serviço 

O Centro de Valorização da Vida (CVV) promove apoio emocional e prevenção do suicídio, com atendimentos gratuitos a qualquer pessoa. O centro garante sigilo total e atende por telefone, e-mail e chat 24 horas por dia, nos sete dias da semana, pelo telefone 188. Os CAPS’s também prestam este apoio, com unidades distribuídas pelos municípios.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Governo de MT realiza maior entrega da história da agricultura familiar: R$ 106 milhões em equipamentos

Publicados

em


O Governo de Mato Grosso, através da Secretaria de Agricultura Familiar (Seaf), realiza na próxima sexta-feira (24.09) a maior entrega de equipamentos da história da agricultura familiar no Estado. Até junho de 2022, os investimentos na área chegarão a soma de R$ 106 milhões.

A entrega, que integra o Programa Mais MT, será às 15h, no espaço de eventos do Cenarium Rural, em Cuiabá, onde já está exposto parte dos itens que serão repassados à sociedade.

Nesta etapa, serão repassados mais de R$ 50 milhões em maquinários, veículos, agroindústrias, aquisição de produtos da agricultura familiar, reforma e construção de feiras, insumos, serviços, assinaturas de convênios, dentre outros para prefeituras, associações e cooperativas ligadas ao atendimento do agricultor familiar.

Serão entregues 54 veículos Fiat strada, 20 pick-up hilux, 29 motoniveladoras, 22 distribuidores de calcário, 08 escavadeiras hidráulicas, 300 resfriadores de leite, 17 ensiladeiras, 04 caminhões de leite, 20 motocultivadores, 02 caminhões baú de carga seca, um caminhão refrigerado, 02 plantadeiras e adubadeira de mandioca, um perfurador de solo e 08 pás carregadeiras. No evento serão assinados ainda convênios para o repasse de sêmen bovino, embrião e calcário aos municípios.

Leia Também:  Governo assina ordem de serviço e vai retomar obra da escola Cleufa Hubner iniciada em 2013

De acordo com o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, as entregas irão estruturar o trabalho de campo das secretarias de agricultura de 120 dos 141 municípios mato-grossenses, além de fortalecer a atuação de associações e cooperativas ligadas ao setor.

“Aos poucos vamos mostrando que a agricultura familiar, assim como o agronegócio, depende também de investimentos para avançar. Queremos ao longo dos anos, fazer com que Mato Grosso, como ocorre com os grãos, seja independente na produção de hortifrutigranjeiros e demais culturas como café, cacau, produção de leite, que hoje vem em grande parte de outros estados”, comenta o titular da Seaf.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA